i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Educação e Mídia

Foto de perfil de Educação e Mídia
Ver perfil

NEYMAR! Educação é prioridade?

  • Por
  • 15/06/2012 17:24
NEYMAR! Educação é prioridade?
| Foto:

Não conheço um político que tenha coragem de dizer abertamente que a educação vem em segundo plano e, da boca para fora, quase todas as pessoas fazem o mesmo. Mas será que nossos atos têm coerência com nosso discurso?

Reparem o investimento feito nas obras da Copa: além dos recursos financeiros, também temos a energia de milhões de pessoas, incluindo até o Congresso Nacional, que tem priorizado a votação de leis específicas relacionadas ao evento. Obviamente teremos um legado, incluindo fabulosos estádios em locais sem grandes times, como em Cuiabá e Manaus. Inegável que isso aumenta a visibilidade internacional do nosso país, que trará receita proveniente do turismo e talvez até aumente a autoestima dos brasileiros. Mas, e se todo esse investimento financeiro e de atenção dos nossos representantes fosse feito para transformar a educação brasileira. Qual seria o melhor legado?

Nossos representantes refletem os valores da maioria da população. Nesse sentido, será que nossos atos colocam a educação como prioridade, ou isso também só fica no discurso? O que é mais importante para a maioria? Um carro novo, ruas asfaltadas, bens de consumo ou ampliar o seu potencial intelectual, emocional e relacional? Caro leitor, repare a audiência e preocupação com o nosso amado futebol… Quem é mais importante para a maioria da população: o técnico da seleção ou Ministro da Educação? Por isso, desculpe a propaganda enganosa, mas usamos o nome do Neymar no título desse artigo porque para muitos ele atrai mais do que qualquer palavra relacionada com educação.

Valorização salarial dos professores e profissionais que atuam com o desenvolvimento humano, investimento na qualificação dessas classes, melhora da infraestrutura das escolas e dos locais destinados ao aperfeiçoamento da população são ações que não trazem efeitos visíveis, em curto prazo, como a construção de um monumental estádio que aparecerá em todas as mídias. No entanto, não podemos desprezar os efeitos que uma transformação educacional provoca em qualquer indivíduo e em uma nação.

E você, caro leitor, tem investido seu tempo e energia no seu desenvolvimento? Suas atitudes mostram que a educação está entre suas prioridades?

>> Este artigo foi escrito por Luciano Diniz, coordenador da pós-graduação em Educação Integral da Associação Gente de Bem.

>> Quer saber mais sobre educação, mídia, cidadania e leitura? Acesse nosso site! Siga o Instituto GRPCOM também no twitter: @institutogrpcom.

REUTERS - PAULO WHITAKER
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.