i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Fernando Schüler

Foto de perfil de Fernando Schüler
Ver perfil

Um espaço dedicado para debater o complexo cenário nacional atual

Pondé e a mulher chinesa

  • Por Fernando Schüler
  • 09/01/2020 00:01
Desfile militar em comemoração ao 70.º aniversário da fundação da República Popular da China.
Desfile militar em comemoração ao 70.º aniversário da fundação da República Popular da China.| Foto: Greg Baker/AFP

Luiz Felipe Pondé escreveu uma coluna provocativa, dias atrás, e a certa altura se referiu a uma mulher com quem conversou em sua recente visita à China. Ela tem 30 anos e abriu um restaurante com o marido. Diz gostar de viver em um país seguro e estável, sem as confusões que enfrentam no dia a dia seus irmão de Hong Kong. Confusões típicas das democracias atuais.

“A ideia que trocamos facilmente liberdade por estabilidade é fato”, diz Pondé. A frase é de um intelectual sabidamente cético em relação à crença iluminista no progresso moral e na fidelidade humana aos valores universais da liberdade e da democracia.

Certo ou errado, ele tem um ponto. Se é verdade que a democracia liberal é um sistema vitorioso no mundo moderno, também é verdade que ela vive um momento de mal-estar. E que o sucesso chinês, prometendo uma sociedade aberta e de mercado, ainda que sem democracia, é de longe o maior desafio vivido em nossa época pelas democracia liberais.

Se é verdade que a democracia liberal é um sistema vitorioso no mundo moderno, também é verdade que ela vive um momento de mal-estar

O Brasil é exemplo disso. Uma pesquisa internacional coordenada pelo professor Dominique Reynié e divulgada recentemente mostrou que 73% dos brasileiros concordariam com a ideia de um pouco mais de ordem, mesmo que ao custo de menos liberdade. O segundo maior porcentual entre 42 países pesquisados.

É evidente que não se sabe bem de que liberdades estamos falando. Os dados foram colhidos no momento em que o país vinha de uma enorme crise ética, radicalismo político, desemprego nas alturas e em meio à explosão da violência urbana. Parece plausível que exista uma demanda difusa por ordem.

David Brooks se referiu a um fenômeno parecido, na democracia americana, sugerindo que as pessoas estão “exaustas” da confusão e da guerra política. Brooks vê dois campos em guerra. Simplificando, são os eleitores de Bernie Sanders e Jeremy Corbyn, mais jovens e presos às soluções tradicionais da esquerda, e os entusiastas de tipos como Trump, desejosos de um líder forte que restaure valores e ponha ordem na casa.

Ambos alimentam uma leitura alarmista do mundo atual, tendem a apoiar programas irrealistas e possuem um vezo autoritário. Estão muito convencidos de que são os missionários do lado certo e esquecem que a democracia é basicamente um modo frágil de “resolver diferenças com pessoas de quem discordamos”.

O pulo do gato é a ideia de que esses dois campos radicalizados formam uma minoria na grande sociedade, mas são amplamente dominantes no debate público. Haveria uma imensa maioria relativamente silenciosa e exausta do bate-boca político e da sensação de permanente instabilidade e paralisia, que surge daí.

Há muitas evidências nessa direção. Se é verdade, como mostrou o Pew Research Center, que a distância entre as posições ideológicas dos grandes partidos americanos mais que dobrou desde os anos 1990, também é verdade que se trata de um debate comandado por tribos entrincheiradas no universo das mídias sociais.

Vivemos hoje uma segunda rebelião das massas. A primeira levou, nos extremos, à barbárie. O destino da atual é incerto

Para essas pessoas, a política se tornou um tipo de entretenimento. Pensava nisso quando relia Ortega y Gasset e sua tese cruelmente atual sobre a “rebelião das massas”. A inédita erupção da multidão na cena pública. O homem-massa avesso ao comedimento, dono de uma autoconfiança vulgar, que fala sobre tudo “cego e surdo como é, impondo as suas opiniões”.

Ortega y Gasset escreveu essas coisas nos anos 1920. Diria que vivemos hoje uma segunda rebelião das massas. A primeira levou, nos extremos, à barbárie. O destino da atual é incerto. O homem comum dispõe, agora, de um poder muito maior de fazer barulho. E novamente a democracia liberal se vê desafiada.

Diferentemente de Pondé, tendo a cultivar um sereno otimismo iluminista. O tempo e o senso do ridículo irão esvaziar a fúria inútil das tribos digitais e voltaremos logo adiante a prestar atenção ao que diz a jovem empreendedora chinesa que meu amigo encontrou em Pequim. Ela ecoa, à distância, a maioria silenciosa imaginada por Brooks, que deseja apenas um pouco de ordem e previsibilidade para tocar a vida. Prestar atenção em sua exaustão é o melhor caminho para que muita gente não venha a se cansar, ali adiante, da própria democracia.

20 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 20 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • N

    Noel

    ± 3 horas

    "(...) a maioria silenciosa imaginada por Brooks (...) deseja apenas um pouco de ordem e previsibilidade para tocar a vida." Perdão, Fernando, mas não é apenas essa "maioria silenciosa" (?!?) que deseja previsibilidade. Vossa leitura da realidade deixa-lhe escapar o fato de que também grande parcela da maioria barulhenta, tão presente nas redes sociais - que não deveriam, a propósito, ser satanizadas por você -, também deseja e muito ordem e previsibilidade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MARCIA MARIA DE OLIVEIRA

    ± 6 horas

    Como sempre muito bem escrito mas desta vez não concordo 100%. Por que liberdade e segurança são excludentes? Somos curtos politicamente e de organização por conta desse Estado e da nossa falta de iniciativa política. Fomos muito pacíficos mas estamos crescendo. Menos intervenção do Estado na vida das pessoas traria um amadurecimento meio doloroso mas traria e então viveríamos a tranquilidade da Chinesa.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    Wilbur Archibald III

    ± 6 horas

    Liberdade e direitos humanos nesse país hoje em dia é só para a rafuagem.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Sérgio Guerra

    ± 6 horas

    Por ordem na casa e organizar. Mas não se perde liberdade, na Real ganha, pois organização pressupõem policiais nas ruas, rígidas leis punitivas para todos.... concordo que as mídias sociais tem muita porcaria agressiva mas é mais aqui no Brasil mai educado e inculto. Quando nos tornarmos mais educados e cultos a qualidade crescerá. Mas eu continuo puto da cara com os políticos e dos ladrões do STF. Se vc olhar bem perceba a ira da sociedade sobre estes párias

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • I

    Ivan S Ruppell Jr

    ± 6 horas

    Entendo que Pondé mais esclareceu o pensamento da mulher chinesa do que dele se aproveitou pra expor seu pensamento; até porque a experiência da cidadã oriental afirmada por Pondé é uma realidade. Ao mesmo tempo, entender que há uma maioria silenciosa que vai "vencer" é um grave engano diante do que ocorreu na América Latina com o avanço da corrupção política, populismo e autoritarismo ideológico de esquerda e imoralidade progressista; o que só está sendo enfrentado pelos conservadores gritoes na politica e redes sociais e pela maioria das populações no voto. Enquanto houver conservadores, haverá democracia; e será sempre conflituosa; pois o conflito só não há na China, Cuba, Venezuela...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Gustavo Augusto Druziki

    ± 7 horas

    O cara é pós doutor e ainda sai com uma pérola destas: "O tempo e o senso do ridículo irão esvaziar a fúria inútil das tribos digitais e voltaremos logo adiante a prestar atenção ao que diz a jovem empreendedora chinesa que meu amigo encontrou em Pequim." Ordem e previsibilidade para tocar a vida passa por MENOS governo, e não MAIS governo. Mas que saudades vocês tem de serem paus mandados ! Vamos em direção a MAIS LIBERDADE. Menos é para os *******

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Gustavo Augusto Druziki

    ± 7 horas

    Muito me admira as pessoas ainda terem a capacidade de colocar em dúvida se vale a pena perder a liberdade por qualquer coisa. É a alma pobre e fraca de muitos seres humanos que ao contrário de lutar por MAIS LIBERDADE (menos impostos, população mais armada, mais livre mercado) começam por qualquer probleminha enfrentado no caminho pensar na idéia de que menos liberdade iria trazer mais segurança. É muito ******* esta idéia. Mas muito MESMO.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Gustavo Augusto Druziki

    ± 7 horas

    O grande risco de mais segurança por menos liberdade é que a casta governante distancia-se da classe governada em todos os aspectos, de maneira crescente e continuamente, inclusive em termos de poder sobre a classe governada. OU seja: governantes de regimes não democráticos tem cada vez mais poder sobre os governados a ponto dos segundos virarem gado nas mãos dos primeiros. sou muito mais uma democracia com muita guerra política e uma sociedade MUITO BEM ARMADA como são os EUA (pois ali político nenhum se mete a besta com a população...justamente porque sabe que pelo caminho da força já perdeu...) do que uma CHINA "estável."

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Maquiavel

    ± 14 horas

    Concordo com a chinesa, se houver estabilidade econômica e jurídica, para que serve a democracia?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • G

      Gustavo Augusto Druziki

      ± 7 horas

      Maquiavel: liberdade na china é falar mal do governo. Vai ser fuzilado. Simples assim.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • G

      Gustavo Augusto Druziki

      ± 7 horas

      Ah é, você preferia ser um cidadão livre nos eua ou "livre" na china ?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • M

      Maquiavel

      ± 14 horas

      Aliás, o que é liberdade na democracia? Ofender a religião? Marginais não serem presos? Alunos não respeitar professores? Ter liberdade de falar, desde que seja apenas o politicamente correto? Se submeter a ditadura das minorias??

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Correa

    ± 19 horas

    Por aqui o que vejo na nossa 'democracia' é a facilidade com que se criam e se eternizam privilégios. Tem gente mandando aqui desde as capitanias hereditárias e tudo dentro dessa unanimidade jornalísta chamada de democracia. Ademais ela atrasa, se não bloqueia, o desenvolvimento econômico. Veja o caso da previdência, a democracia esperou o país quebrar para, então, aprová-la. E este é apenas um exemplo. Outros tantos existem: nossa Justiça, toda 100% democrática, funciona realmente?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcos eisenschlag

    ± 20 horas

    Minha fe' na democracia aumenta proporcionalmente com a diminuicao de impostos e carga tributaria. Nos anos 1920 a media era 30% em paises desenvolvidos e 15% por aqui. Hoje temos 30 a 50% por la' e incriveis 35% por aqui (maior do que os EUA com 30% do PIB). Alguem pode ate' acreditar que nao importa a politica, embora eu acredite que a senhora chinesa so' elegantemente desconversou o unico assunto que pode joga-la no ostracismo social e economico repentinamente. mas se TODAS as decisoes politicas implicam em AUMENTO DE CARGA TRIBUTARIA, como vem acontecendo, e' melhor se interessar e poder protestar do que adicionar mais um mes de trabalho para pagar impostos em uma escravidao muda.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • M

      Marcos eisenschlag

      ± 20 horas

      Quanto a China e o "bem estar" nao se engane pelas belissimas cidades que frequentamos ao sair dos aeroportos internacionais. Assim como no Brasil existem rincoes onde a necessidade deslimita a dignidade. A China moderna, com aparencia capitalista, se fez em cima do trabalho semi-escravo dessas pessoas que emigraram desses rincoes comandadas pelos inumeros estudantes chineses (a maioria com boas conexoes no Partido Comunista Chines) que se educaram em universidades nos EUA e Europa.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    WILSON MUGNAINI

    ± 22 horas

    Como escrevi há tempos e inclusive comentei na coluna do Pondé, a China é o que eu chamo de "Democradura". Você pode fazer qualquer coisa, desde que não se meta com política, o que é rechaçado até com violência pelos governantes. Se assim não fosse, como explicar os Ali Babas, as multinacionais que se espalham pelo mundo todo?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • M

      Marcos eisenschlag

      ± 21 horas

      Jack Ma, o ex-dono do Alibaba, aos 55 foi FORCADO a ceder suas acoes para 5 novos acionistas que ninguem conhece, mas se especula que sao laranjas de figuroes do partico comunista. Nao se engane, a China injetou bilhoes para essas empresas ficarem do tamanho que sao, a maioria estatais, ate atraiu muitas multinacionais mas nao vai deixar um unico dolar sair de la.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Alexandre Souza

    ± 23 horas

    Tendo a concordar com o (pessimismo do) Pondé. E não estou fazendo juízo de valor.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Paulo Batista Dos Santos

    ± 23 horas

    Parabéns Schuler, não esperava menos de você. Todavia, penso que o conceito de liberdade é relativo. Repito sua pergunta: de que liberdade estamos falando? Além disto, quando se vive em comunidade não devemos esquecer que os outros também gozam de liberdade e esta é o limite da nossa. Assim, ao extrapolar esse limite, deixo de exercer minha liberdade e passo para o campo da libertinagem ou da desordem. Particularmente, se pudesse escolher, preferiria menos "liberdade" e mais segurança (geral: policial, jurídica, nos negócios...) e previsibilidade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    André

    ± 1 dias

    Muito bom esse debate com o Pondé. Essa questão da fé na democracia diante do modelo chinês é realmente intrigante, não dá pra imaginar o rumo que o mundo vai tomar.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.