i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Filipe Figueiredo

Foto de perfil de Filipe Figueiredo
Ver perfil

Explicações para os principais acontecimentos da política internacional

RCEP

Chegou a fatura de um dos maiores erros de Trump

  • Filipe FigueiredoPor Filipe Figueiredo
  • 24/11/2020 07:27
rcep
O primeiro-ministro do Vietnã, Nguyen Xuan Phuc, é retratado na tela (D) enquanto discursa para seus homólogos durante a 4ª Cúpula Regional de Parceria Econômica Abrangente (RCEP) na cúpula da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), realizada virtualmente em Hanói em 15 de novembro, 2020| Foto: Nhac NGUYEN/AFP

Na semana passada foi assinado um dos maiores acordos de livre-comércio da história. Quinze países da Ásia e da bacia do oceano Pacífico anunciaram, no dia 15, a conclusão da Parceria Econômica Regional Abrangente (RCEP, na sigla em inglês), que conta com um terço da população e um terço do PIB mundiais. Japão e, principalmente, China, vão se beneficiar de uma ampla gama de possibilidades econômicas. Um contratempo para os EUA. Paradoxalmente, é ao final do governo Trump que chega a conta de um erro cometido em seus primeiros dias como presidente dos EUA.

No dia 23 de janeiro de 2017, três dias depois de sua posse, Donald Trump assinou uma ordem executiva que retirou seu país da Parceria Trans-Pacífico (TPP, na sigla em inglês). A negociação para o TPP durou quase dez anos e criaria uma zona comercial que diminuiria tarifas e uniformizaria barreiras não-tarifárias. A economia dos EUA, a maior do mundo, teria maiores possibilidades perante outros doze países: Singapura, Brunei, Nova Zelândia, Chile, Austrália, Peru, Vietnã, Malásia, Japão, México e Canadá. Esses dois últimos já são parceiros dos EUA em livre comércio.

O acordo juntava desde algumas das maiores economias do mundo, como a do Japão, passando por algumas das que mais crescem, como o Vietnã, até países de alto desenvolvimento humano, como a Austrália. E a lista de países integrantes possui motivo, frisar a ausência da China. Criava, em mais de um terço da economia mundial e do comércio global, uma zona onde a economia dos EUA seria a proeminente, a de maior peso. De quebra, deixava a China de lado e, com um acordo de livre comércio e de investimentos tão amplo como a TPP, o caminho para que Japão ou outro país negociasse um acordo similar com a China seriam reduzidos.

Com a retirada de Trump, antes mesmo da maioria dos países ratificarem o acordo, os termos da parceria ficaram natimortos. E por qual motivo Trump saiu do TPP? Sua principal crítica era sobre a proteção de postos de trabalho que supostamente seriam perdidos com o acordo. O primeiro grande ato dentro do slogan eleitoral “América Primeiro”. Nessa crítica ele teve até aliados curiosos, como Bernie Sanders, e não foi unanimidade entre sua chapa, já que Mike Pence, o atual vice-presidente, defendeu o TPP quando governador de Indiana. Também havia os comentários ideológicos, a luta contra moinhos de vento representando acordos comerciais, zonas de livre comércio, o “globalismo”.

Ganho nenhum

Mais que isso, o autor do livro A Arte da Negociação fez algo que ele mesmo diz que é um erro: tomar uma decisão que não renda nenhum ganho. Trump sequer usou o TPP para barganhar por termos que considerasse mais vantajosos. Ele tinha algo em suas mãos e rasgou sem colher nada em troca. Afirmou que sua prioridade seria a busca por acordos bilaterais. Nas véspera de deixar o cargo, Trump não tem sequer um acordo de livre-comércio para exibir. Nenhum. O máximo foi um acordo preliminar com o Japão, limitado a alguns temas, não se tratando de acordo de livre-comércio.

Ou seja, Trump abriu mão do TPP para buscar um caminho diferente, e fracassou nessa busca. Mais importante e mais grave, da perspectiva de Washington, foi ter deixado um vácuo na bacia do Pacífico. Em sua enorme preocupação em confrontar a China, ele negligenciou o preenchimento de espaços, tão importante quanto o confronto. Talvez mais. Ter circunstâncias favoráveis em uma relação antecipa e evita o confronto, e ter um bom aliado pode ser de valor no eventual confronto citado. Ao retirar seu país do TPP, foram abertas as portas para que os países restantes buscassem outro peso pesado econômico para reconstruir a parceria. E foi o que aconteceu.

Vácuo preenchido

E, modestamente, essa coluna não se trata de um comportamento de “engenheiro de obra pronta”, já que esse mesmo colunista que aqui escreve afirmou, em outro veículo de comunicação e no dia 27 de janeiro de 2017, que Trump correria esse risco quando abriu mão do TPP. Na época, a China já aceitava o dólar australiano para investimentos em seu país e, em 2015, China e Austrália assinaram um acordo de livre-comércio, retirando tarifas de 95% dos produtos australianos. No mesmo ano, China e Coreia do Sul estabeleceram o seu acordo de livre-comércio.

Contando com o fato de que China e a Associação de Nações do Sudeste Asiático possuem uma zona de livre-comércio consolidada desde 2010, o grande ator do Pacífico que não tinha acordos de livre-comércio nem com a China e nem com os EUA era o Japão. Era. Agora, a RCEP liga os pontos e conecta diversos atores e acordos. O Japão se junta à China, Coreia do Sul, Austrália, Brunei, Camboja, Indonésia, Laos, Malásia, Myanmar, Nova Zelândia, Filipinas, Cingapura, Tailândia e Vietnã em um grande bloco comercial que afetará cadeias de produção mundiais. Há ainda a possibilidade de entrada da Índia, que saiu por protecionismo agrícola.

Trump acreditava que as economias asiáticas ficariam sentadas, esperando o governo dos EUA mudar de ideia? Não existe vácuo na política, muito menos na política internacional. Ao sair do TPP de maneira unilateral, sem negociação, Trump simplesmente abandonou um espaço, que foi preenchido pela segunda maior economia do mundo. Agora, será a vez dos EUA ter eventuais problemas em conseguir maior penetração na região, com Vietnã, Indonésia e Japão, por exemplo. O próprio texto do acordo, em seus aspectos técnicos, favorece o comércio intrarregional e os investimentos dentro dos signatários. Washington vai ter que remar bastante para alcançar seus concorrentes no Pacífico. Se alcançar.

15 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 15 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • M

    Maquiavel

    ± 0 minutos

    Negociar com a China?? Kkkkk kkkkk

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • J

      José Oscar De Almeida Marques

      ± 3 horas

      Erros de português bem evitáveis. Dar uma olhada em como funciona o verbo haver e o verbo tratar-se.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • L

        LSB

        ± 4 horas

        Foi lacração que saiu pela culatra! Erro feio do Trump (ainda q eu preferisse q ele se reelegesse)!

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • P

          Paulo César de Castro Silveira

          ± 7 horas

          O Japão em livre comércio? Nunca isto vai acontecer.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • M

            Márcio de Abreu campana

            ± 9 horas

            Mero palpite.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • M

              Márcio de Abreu campana

              ± 9 horas

              Mero palpite.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • D

                DENISSON HONORIO DA SILVA

                ± 10 horas

                É jogo de xadrez, caro Filipe. Se entrasse no acordo talvez apenas protelasse sua caida como potência dominante. O discurso interno de perda de empregos para os chineses se perpetuaria e os ganhos de escala seriam feitos pelos grandes conglomerados. Parece absolutamente paradoxal mas foi ele foi coerente com seu pensamento. Não devemos esquecer que o poderio militar ainda é americano. Os grande produtores de alimentos estão deste do hemisfério, exceção da Austrália, que creio ser insuficiente para sustentar toda a aquela parte do mundo. A influência americana ainda vai ser poderosa. Os americanos em um dado momento escolherão seu melhor parceiro tanto econômico como militar.Quem será?

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                • A

                  Antônio Soares de Mendonça

                  ± 9 horas

                  Esse comentário foi removido por não estar de acordo com os Termos de Uso.

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  4 Respostas
                  • J

                    Julio C. Valaski

                    ± 10 horas

                    PS: o texto do assinante Antônio Soares de Mendonça é ridiculamente grosseiro e mal redigido, mas sugiro que não seja retirado. Vergonha pra ele.

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                  • J

                    Julio C. Valaski

                    ± 10 horas

                    Puxa vida, não sou nenhum fã do Lobão, mas o verso cabe bem: "A verdade, arde, queima, dói". Não conhecia o fato narrado. Protecionismo X Globalização? LIvre comércio X Indústria local? Os nobres comentaristas a criticar acima sabem responder? Agora, os economistas e estudiosos do capitalismo que se digladiem. Quem sou eu pra julgar...

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                  • S

                    Sartan

                    ± 10 horas

                    Não pode noticiar aquilo que os fanáticos não querem ouvir?

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                  • M

                    Moacir Schmidt

                    ± 11 horas

                    Eu cheguei pelo mesmo motivo, mas nao tenho tanto ódio no coração. O que ele falou faz sentido, apesar de eu particularmente ser um admirador do Trump nao sou fanatico

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                • G

                  Guilherme Charneski Carneiro

                  ± 12 horas

                  Pode não ter sido uma boa jogada romper com o acordo; mas, apesar de tudo, parece que condiz com sua política mais nacionalista. Veremos os próximos movimentos com Biden - possivelmente.

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  • M

                    mup

                    ± 17 horas

                    Como é possível imaginar que tenha sido um erro o fato da maior economia do país desdenhar uma oportunidade dessas? Todos os assessores do Presidente se omitiram? O Presidente impôs sua vontade contrariando todos os demais interesses e interessados em jogo? Talvez haja outros motivos e razões para explicar o que o artigo considera um erro de imensa proporção¹

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                    1 Respostas
                    • C

                      CESAR CAVALLI SABBAGA

                      ± 2 horas

                      Igualzinho ao que está acontecendo no Brasil.

                      Denunciar abuso

                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                      Qual é o problema nesse comentário?

                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                      Confira os Termos de Uso

                  Fim dos comentários.