i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Flavio Gordon

Foto de perfil de Flavio Gordon
Ver perfil

Sua arma contra a corrupção da inteligência. Coluna atualizada às quartas-feiras

O Tratamento Ludovico no Futebol Brasileiro: como o politicamente correto está matando o esporte

  • Por Flavio Gordon
  • 19/02/2020 18:19
O Tratamento Ludovico no Futebol Brasileiro: como o politicamente correto está matando o esporte
| Foto: Alexandre Vidal e Marcelo Cortes/Flamengo

Ninguém está obrigado a participar da crise espiritual de uma sociedade. Ao contrário, todos estão obrigados a evitar a loucura e viver sua vida em ordem. (Eric Voegelin, Ciência, Política e Gnosticismo)

Basta-me ouvir alguém falar sinceramente de ideal, de futuro, de filosofia, ouvi-lo dizer ‘nós’ com um tom de segurança, invocar os 'outros' e sentir-se seu intérprete, para que o considere meu inimigo. (Emil Cioran, Genealogia do Fanatismo)

Foi em 1989 que, levado por meu avô e um primo mais velho, entrei no Maracanã pela primeira vez para ver ao vivo um jogo do Flamengo, que então sofria as dores do outono da era Zico. Tinha eu 9 anos de idade, e os meus iniciadores na nobre arte da arquibancada tomaram uma decisão que, por medo da violência, dificilmente alguém na mesma posição tomaria nos dias de hoje: que minha estreia como arquibaldo se desse logo num clássico. No caso, contra o Vasco da Gama, o nosso principal rival, que conta com a segunda maior torcida do Rio.

Afora a lembrança da emoção de ver o Zico ao vivo e em cores, pouco recordo da partida, que, se não me engano, terminou num empate de 1 a 1. O que me marcou especificamente naquele dia aconteceu ao fim do jogo, quando as duas grandes torcidas, deixando as arquibancadas cada qual a partir do seu setor, encontraram-se na rampa de saída do estádio.

Depois de haver assaltado o carnaval com a sua suscetibilidade patológica, os luminares do politicamente correto decidiram bombardear o outro grande pilar da cultura popular nacional: o futebol

Ao contrário do que talvez se esperasse para os dias de hoje, não houve ali uma pancadaria generalizada. Antes que alguém me acuse de nostálgico, todavia, esclareço não se tratar aqui de qualquer idealização do passado, como se aquele fora um período de paz e amor no futebol nacional. Já havia, sim, episódios de violência e hostilidade, e é claro que, na referida situação, os torcedores de Flamengo e Vasco não se deram as mãos e começaram a cantar Imagine, do John Lennon.

Mas se, naquele momento, as duas torcidas não partiram para uma guerra de aniquilação, nem tampouco celebraram uma paz impossível, o que fizeram, afinal de contas? Reproduziram em escala microscópica aquilo que toda cultura saudável trata de fazer: ritualizaram a hostilidade mútua sob a forma de cantos de provocação e xingamento, abrindo um canal por onde a violência potencial pudesse fluir de maneira simbólica, sem atualizar-se sob a forma de violência física.

A rivalidade futebolística ritualizada expressa-se necessariamente por estereótipos. Quase como num sistema totêmico, as torcidas encarnam esses estereótipos históricos, usualmente atribuídos por adversários, mas muitas vezes incorporados pelos próprios torcedores do time à sua identidade (o Flamengo, por exemplo, transformou em mascote – o urubu – aquilo que, na origem, surgiu como provocação estereotipada dos adversários, em alusão à grande quantidade de torcedores negros e pobres em suas fileiras). Na gramática popular do futebol carioca, por exemplo, a torcida do Flamengo é estigmatizada como “favelada”; a do Fluminense, como aristocrática (donde o simbolismo da homossexualidade, mais como sinônimo de janotismo ou frescura, do que literalmente de pederastia); a do Botafogo, como sofredora e fatalista, e assim por diante.

Todo torcedor comum sabe manejar perfeitamente aqueles estereótipos, compreendendo o seu espírito jocoso e o seu sentido figurado. Quando, por exemplo, um torcedor rival chama o do Fluminense de “gay” ou “viado”, evidentemente não está aludindo à sua orientação sexual. Quando chama o do Flamengo de “favelado” ou “bandido”, decerto não imagina que todos os 40 milhões de torcedores rubro-negros morem em favelas ou pratiquem crimes. Quando chama o do Botafogo de “chorão”, não crê, realmente, que ele passe a vida chorando, senão apenas alguns momentos...

Mas eis que, depois de haver assaltado o carnaval com a sua suscetibilidade patológica, os luminares do politicamente correto – acadêmicos, jornalistas, juristas e burocratas progressistas – decidiram bombardear o outro grande pilar da cultura popular nacional: justamente, o futebol. E com que voracidade o fizeram! Contrariando todo bom senso, e num misto de sinalização de virtude e histeria, resolveram proibir a jocosidade e a provocação no esporte, entretendo o projeto assustador, pois inerentemente totalitário, de controlar integralmente o comportamento do torcedor, bloqueando toda possibilidade de “ofensa”. Nem Burgess nem Orwell conceberiam cenário tão distópico.

Só nas últimas semanas, tivemos alguns vislumbres dessa distopia instituída pela mentalidade psicótica dos politicamente corretos. Vimos, por exemplo, o Flamengo ameaçado de punição porque a sua torcida entoou “gritos homofóbicos” no clássico contra o Fluminense no Maracanã, comportamento que teria violado um artigo do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. No confronto entre São Paulo e Corinthians, no Morumbi, o árbitro teve a petulância de interromper o jogo por conta de “grito homofóbico” da torcida (algo que, aliás, já ocorrera no ano passado). Já no Mineirão, o sujeito que se fantasia de mascote do Atlético Mineiro, o “Galo Doido”, foi tratado como monstro desumano pela terrível iniciativa – que alguns jornalistas qualificaram de “bárbara” – de pedir para uma jogadora feminina do clube dar uma voltinha, exibindo a sua beleza.

A ausência progressiva de mecanismos de ritualização da hostilidade latente entre torcedores rivais faz com que essa violência recalcada exploda em manifestações físicas

É claro que, no Maracanã e no Morumbi, não houve nem sinal de homofobia. E é claro que, no Mineirão, não houve assédio sexual algum contra a atleta. O que houve, no primeiro caso, foi uma provocação jocosa entre torcidas, baseada, como já disse, em estereótipos tradicionais do universo futebolístico. Nada a ver com o que se depreende do sentido da palavra homofobia – ou seja, ódio a homossexuais. E, no segundo caso, o que houve foi uma tentativa de galanteio, algo que, para a maioria das mulheres adultas e bem resolvidas, é motivo de lisonja, não de raiva ou ressentimento. Nada a ver com misoginia, portanto.

Isto precisa ser dito com todas as letras: o fato de que a grande maioria dos jornalistas contemporâneos, cuja personalidade foi intoxicada por décadas de desconstrucionismo e sociologia crítica dentro das universidades, já não saiba diferenciar entre provocação e ódio, galanteio e agressão, não deveria impedir as inteligências saudáveis de afirmar e reafirmar o óbvio. Nesse sentido, foi lamentável a atitude covarde da diretoria do clube Atlético Mineiro, que, preferindo acreditar mais no palavrório histérico do que nos seus próprios olhos, resolveu aderir ao linchamento moral do seu funcionário, tudo para aplacar a fúria bestial dos inquisidores politicamente corretos. Tudo, em suma, o que país algum deveria permitir: que as perversões intelectuais de uma minoria arrogante e ruidosa contaminem o tecido social inteiro.

É claro também que, bem ao contrário de reduzir a violência no futebol, esse maquinário distópico de controle, espécie de Tratamento Ludovico de alcance coletivo, tem criado as condições para o seu recrudescimento. A ausência progressiva de mecanismos de ritualização da hostilidade latente entre torcedores rivais (tal como o que presenciei em minha estreia no Maracanã) faz com que essa violência recalcada exploda em manifestações físicas, afastando dos estádios e do seu entorno os torcedores comuns, que, castrados em suas manifestações espontâneas de jocosidade, cedem todo o terreno àqueles que, sem jocosidade alguma, anseiam pela violência em estado bruto e literal. Não é à toa, aliás, que, embora os instrumentos de controle comportamental dos torcedores tenham se aprimorado, a violência entre torcidas só tenha aumentado nos últimos anos.

Curiosamente, quem mais costuma lamentar a ocorrência de jogos que, por questões de segurança, são realizados com torcida única são os mesmos jornalistas esportivos que – a exemplo de André Rizek, do SporTV – tanto militam para impor à cultura futebolística nacional essa assepsia moralista do politicamente correto. Não percebem os incautos que, com sua pulsão controladora à la Minority Report, contribuem para o aumento da violência que alegam condenar. E isso porque, minando o espaço social da jocosidade, os politicamente corretos destroem também uma de suas funções sociais primordiais, que a literatura antropológica já cansou de registrar em todas as culturas humanas, a saber: a de controlar e dirimir o conflito. Mas disso falaremos no artigo da semana que vem.

43 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 43 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • A

    ANDRE LUIS TISI RIBEIRO

    ± 128 dias

    Pois é... o futebol era para ser um ambiente de descontração para seus torcedores, uma válvula de escape. Nada melhor do que ir ao estádio e xingar a plenos pulmões até a oitava geração do torcedor/jogador adversário, do juiz etc. Sempre digo que isso é como terapia...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Edivaldo Santos

    ± 128 dias

    Excelente artigo! De fato o politicamente correto é tóxico. A atitude da Diretoria do Galo em relação ao funcionário foi covarde e vergonhosa.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Estevan Borba

    ± 135 dias

    Sensacional como sempre! Parabéns pelo texto! Ao ler sua coluna percebo a continuidade das ideias apresentadas no seu excelente livro "A corrupção da inteligência". Os intelectuais cada vez mais ajudam a matar a cultura nacional, contaminando todo o espaço que resolvam criticar. Ontem foi o carnaval, hoje o futebol, resta esperar o que nos aguarda para os próximos dias.... Estejamos atentos às ameaças do politicamento correto em nosso cotidiano!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • V

    Vanessa

    ± 135 dias

    Excelente texto. Sou gremista e cansei de ir ao estádio e ficar muito feliz em gritar asneiras para denegrir meu oponente, os colorados, que faziam o mesmo! A rivalidade saudável depende disso, a graça do jogo reside em ter oponentes. Lembrando que, vc só instiga aquele que considera em pé de igualdade para concorrer com vc (nenhum time grande joga com várzea e fica se gabando), é onde o senso de igualdade mais impera.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    David Gaertner

    ± 136 dias

    Deve ser muito bom pertencer à maioria à qual o Gordon pretende pertencer. Aquela mesma que Humberto Gessinger já cantava, maioria silenciosa, orgulhosa de não ter Vontade de gritar, nada pra dizer

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Jorge Eduardo Francisco Nunes

    ± 136 dias

    Que Texto!!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Pedro Camilo

    ± 136 dias

    Eu só retocaria que a atitude do mascote do Galo, em fazer que a atleta desse uma "votinha" para "mostrar" a sua beleza poderia ter sido evitada. Não pelo assédio em si, mas pelo cunho sexual em mostra a buzanfa da jogadora. Ele poderia fazer uma graça com a sua beleza sem ter o tom sexual! Ou então, partir para a banda clássica e cair matando....

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      Carlos F. W.

      ± 136 dias

      nada haver!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marco Antonio Esteves Balbi

    ± 136 dias

    O autor só precisaria dizer, em resumo: Gramsci explica! Senso comum modificado forçando a um consenso de toda a sociedade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Pedro Luiz Araújo e Araújo

    ± 136 dias

    Gordon sempre lúcido e informativo. Gostei da cutucada no Bota Fogo kkkkkk

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    LIVIO MOZARTH MENDES MARCAL

    ± 136 dias

    O mascote do galo fez um vídeo de livre e espontânea pressão pedindo desculpas por ser homem.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Mauricio Simões

    ± 136 dias

    Eis o melhor de Flávio Gordon. Sensacional!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcelo Gurgel

    ± 136 dias

    40 milhões? Só se você estiver somando os urubus aves que voam por todo o país. E mesmo assim.,,

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Filipe De Levrero

    ± 136 dias

    Belo texto, compartilhei de momentos similares no maracanã na mesma época e testemunho suas percepções. Respeito sempre, mas se for com bom humor fica melhor e sadio. Muito mimimi hoje, as coisas ficam chatas e sem brilho.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Rômulo Viel

    ± 136 dias

    Baita texto!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eduardo Cardoso Filho

    ± 136 dias

    o próximo passo do politicamente correto no futebol é a torcida puxar um coro "você consegue" para o atacante do time adversário que, na frente de um gol sem goleiro, chutou a bola para fora.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • F

      Fernanda Tramontina Bettio Albaneze

      ± 135 dias

      A seguir será imposto o “namoro social” . O Estado vai determinar com quem cada cidadão deve se relacionar sem considerar suas preferências. Tudo pelo social!! Deus nos livre.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    jose carlos ferman

    ± 136 dias

    O mascote do galo expos a menina sim..o Tardelli ficou olhando para a bunda dela...sem contar que ela tem "namorada"...caro colunista entendo e concordo com voce em alguns casos..mas no citado acima...a midia tem razao.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • R

      Rômulo Viel

      ± 136 dias

      Nossa, que pecado! "Expôs" a menina que já estava lá, na frente de todo mundo. Que besteira!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Pedro M Nunes

    ± 136 dias

    Muito bom. Concordo totalmente. Faltou mencionar, apenas, que os eventos recentes de ataque à cultura arquibalda partiu da grande mídia, principalemnte carioca, ao condenar a torcida do Fluminense por ter chamado o framengo de "time de assassinos". Houve até julgamento no STJD, ora veja!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MARCOS VELOSO PEREIRA

    ± 136 dias

    Impressionante como não se vê nada parecido com essa reflexão em outros jornais ou na tv. Ninguém pisa fora do quadrado do politicamente correto. E o ar de indignação treinada só aumenta.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Ricardo de Mello Araujo

    ± 136 dias

    Excelente!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Douglas Moura

    ± 136 dias

    Concordo plenamente. Futebol e politicamente correto simplesmente não combinam. Isto posto, o colunista só está chateado porque aconteceu com o time do coração dele. Pelo silêncio dele na ocasião, presume-se que concordou com a denúncia à torcida do Fluminense por ter chamado o clube dele de "time assassino". O que nada mais é que a verdade, levando-se em consideração que a acusação no processo que corre na justiça é de "homicídio com dolo eventual".

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    NELSON UMEDA

    ± 136 dias

    O Politicamente Correto está acabando com o que há de mais divertido neste mundo, transformando tudo numa chatice sem tamanho. Não se pode mais fazer piada, brincadeira que é tudo homofobia, preconceito, bullyng e outras viadagens "opa", um deslize !

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Andre Maruch

    ± 136 dias

    Texto perfeito. A patrulha do politicamente correto, titular única e exclusiva de todas as virtudes possíveis (ao menos pensam assim), está matando o futebol. O pior é que os lúcidos covardemente cedem a tais pressões, aí está o problema que precisa ser resolvido (pois a patrulha esquerdopata sempre existirá).

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Daniel B.

    ± 136 dias

    "... militam para impor à cultura futebolística nacional essa ASSEPSIA MORALISTA do politicamente correto." Resumo perfeito dos tempos que vivemos. Até quando será assim ??

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Admar Luiz

    ± 136 dias

    Continua: e os clubes com medo da patrulha se rendem a ela. Com fez o galo mineiro. O Bahia outro dia entrou nessa também. Lembram da camisa 24? Pois é. Lá estava o time baiano fazendo sua média com a 24 em defesa dos gays, trans, e tutti quanti. Bando de covardes.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Admar Luiz

    ± 136 dias

    Excelente Gordon, aqui vos fala um ex-jogador - e da geração Zico - que pensa exatamente como vc o quanto a praga hodierna do politicamente correto está fazendo mal ao futebol. Claro, não só ao esporte. Como sempre e magistralmente vc coloca luz nesse imbróglio todo. O jornalismo esportivo também está infiltrado de progressistas. É nauseante vê-los em ação. Credo.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luiz Moraes

    ± 136 dias

    Brilhante e verdadeiros artigo, como sempre.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    JULITA BACH PERDONCINI

    ± 136 dias

    Não só o canal SporTV, a ESPN também está com discurso parecido por parte de alguns jornalistas

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    Tiago dos Reis Vieira

    ± 136 dias

    A sociedade está doente, sofre de uma doença espiritual.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Rodrigo Dardeau Vieira

    ± 136 dias

    Texto lapidar. Excelente! Flavio Gordon é preciso, claro, e corajoso em sua defesa da liberdade do indivíduo contra a bestialidade totalitária da ditadura politicamente correta. Como disse Ivan Ruppel, aqui nos comentários, esse texto deveria ser enviado para o SPORTV e, acrescento eu, divulgado ao máximo por todos os setores da sociedade. Obrigado, Flávio Gordon. Você disse tudo o que eu queria dizer.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Roberto Furlan

    ± 136 dias

    Excelente coluna. Ontem no intervalo do jogo do Inter , a Globo veio com mais uma: campanha para jogadores usarem a camisa 24. Onde vamos parar...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Sérgio Guerra

    ± 136 dias

    É difícil entender a cabeça de repórter e comentaristas. Mas em suma eles defendem suas instituições. Como não criticar a rede Globo por so passar jogos de framengo e curintia? Mas foi bem observado os chingamentos no futebol é Centenário e não omofobico. Seria mesma coisa que chingar o cara efeminado e não de *****

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    João das Couves

    ± 136 dias

    É bom ter sopros de lucidez neste mar de antagonismos estúpidos que se tornou a convivência futebolística (evidentemente reflexo do comportamento social). E q os promotores do politicamente correto leiam e reflitam no mal que estão causando às pessoas. Burgess, Huxley e Orwell devem estar se revirando nos túmulos ao ver suas "profecias" se cumprirem com tamanha fidelidade...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • I

    Ivan S Ruppell Jr

    ± 136 dias

    A Gazeta poderia aproveitar e enviar o texto já para o Cristian Toledo estudar e logo passar aos colegas do Sportv etc...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    jose rodorval ramalho

    ± 136 dias

    Quando comecei a ler lembrei de... Rizek! Deus permita que ele leia esse artigo e tenha um surto de autocrítica. Ele tem aquela fantasia fascistinha da esquerda identitária, como fala Antônio Risério. Valeu, Flávio!!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    LEONARDO RIBAS GOMES

    ± 136 dias

    Parabéns Flavio, primeiro artigo seu que tem lógica, e não precisa forçar um amigo imaginário para conduzir suas reflexões.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    eduardo pontes de andrade

    ± 136 dias

    Excelente artigo.Os esquerdistas querem controlar tudo,acabar com a liberdade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Rodrigo Gomes

    ± 136 dias

    É a histeria do politicamente correto dessa geração floco de neve.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • I

    Ivar Nascimento

    ± 136 dias

    É a ditadura patética e entediante do politicamente correto. Longa vida a Trump. Longa vida a Bolsonaro.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Ana Luiza

    ± 136 dias

    Parabéns!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eduardo Prestes

    ± 136 dias

    "... perversões intelectuais de uma minoria arrogante e ruidosa contaminem o tecido social inteiro." Perfeito Gordon, é preciso resistir e ridicularizar esses fanáticos que não sabem brincar e se levam muito, mas muito a sério. Ninguém deveria se importar mais com o que esses debilóides falam...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.