i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Fôlego

Ver perfil

Joelho perde o posto de vilão para canela e pé

  • Por
  • 20/12/2012 23:14
Joelho perde o posto de vilão para canela e pé
| Foto:

Estudo realizado em São Paulo aponta a extremidade baixa do corpo como principal foco de lesões em corredores

Marcelo Elias/Gazeta do Povo
A coordenadora pedagógica Dahiany Ruocco, de 29 anos, teve uma canelite por causa do aumento brusco na rotina de exercícios

Para a maioria dos corredores, amadores ou profissionais, uma das partes do corpo que mais preocupa durante os treinos são os joelhos, responsáveis por grande parte do esforço no exercício. Entretanto, uma pesquisa pioneira realizada pela Universidade Cidade de São Paulo (Unicid), publicada na New Zealand Journal of Sports Medicine, comprova que os campeões no ranking de lesões ficam um pouco mais abaixo. São a canela, o calcanhar e a planta do pé.

Esse estudo foi realizado a partir da análise de quase 3 mil artigos publicados sobre o tema. Ao final de uma seleção feita pelo organizador, o fisioterapeuta e professor Alexandre Dias Lopes, para eliminar trabalhos redundantes ou com informações insuficientes, apenas oito foram considerados na pesquisa.

Neles, 3.500 corredores foram acompanhados, contabilizados 28 tipos de lesões. As três predominantes foram: síndrome do estresse medial da tíbia (canelite), tendinopatia de Aquiles (tendinopatia do calcâneo) e fascite plantar (veja imagem abaixo). “Até 2012, ninguém tinha feito uma revisão sistemática como essa, que tem um grau maior de evidência. Chegamos a esses principais resultados, e foi uma surpresa grande”, diz Dias Lopes.

A fisioterapeuta Rúbia Benatti, membro do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Paraná (Crefito-8), confirma que essas situações são as mais recorrentes nos consultórios médicos. Ela indica duas causas principais para essas lesões.

“A primeira é por excesso, tanto na quantidade como na intensidade de treinamento, em indivíduos que possuem as estruturas do corpo preparadas para o esporte. A outra ocorre quando uma pessoa faz treinos moderados, porém possui encurtamentos musculares, ou alterações nas pisadas, ou já sofreram lesões anteriores. As estruturas dessas articulações, uma vez lesionadas, podem apresentar, durante a vida, uma predisposição maior a essas lesões”, destaca.

Dahiany Ruocco, de 29 anos, sentiu na pele os efeitos de exagerar nos treinos. A coordenadora pedagógica, que corre há dois anos e meio, aumentou de súbito sua rotina de exercícios, buscando novos objetivos. O excesso provocou, no começo do ano, uma canelite, que desde março vem sendo tratada com cuidado.

“Foi uma mudança brusca que meus ossos não suportaram. Tive de parar com a corrida, pois tinha muito impacto. Fiz fisioterapia, hidroginástica e segui pedalando, para não parar de me exercitar, pois meu retorno ia ser mais difícil se parasse”, conta.

Rúbia sinaliza que os cuidados que os atletas lesionados devem tomar variam de acordo com a situação. “O tratamento depende da gravidade da lesão e da causa específica. O grande desafio é a aceitação do paciente em reduzir, ou até mesmo em interromper, os treinamentos do esporte por algum tempo, se necessário”.

Clique aqui e confira o infográfico em tamanho maior

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.