i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Francisco Escorsim

Foto de perfil de Francisco Escorsim
Ver perfil

Taca a mãe pra ver se quica

  • Por Francisco Escorsim
  • 01/05/2020 00:01
Brasil cancelou a compra de respiradores da China em meio à pandemia de coronavírus
| Foto: Agência Pará/Divulgação

Acho, sinceramente acho, que nos habituamos tanto com a nossa corrosão moral que não conseguimos mais dimensionar o caos em que vivemos. Um exemplo gritante disso é como estão “informando” a realidade do desenvolvimento da pandemia. E coloquei entre aspas porque não se trata, em verdade, de informar.

Somos bombardeados, por absolutamente todos os órgãos de imprensa, com manchetes divulgando o número de mortes “nas últimas 24 horas”. De novo, vai entre aspas porque não é a informação correta. O que se atualiza diariamente é o número de mortes confirmadas por Covid-19 que aconteceram não apenas nas últimas 24 horas, mas também em dias anteriores. Não é pouca diferença para não ser devidamente informada em manchete. Percebendo isso, tenho me informado tão somente pelos boletins epidemiológicos semanais do Ministério da Saúde. E quando você faz isso começa a ter noção da gravidade do que parece apenas um equívoco do noticiário da imprensa.

Por causa dessa defasagem temporal entre o dia da morte e o de sua confirmação, a melhor forma de enxergar a realidade das mortes diárias é voltar alguns dias atrás. Voltemos ao dia 18 de abril. Eis uma das manchetes daquele dia: “Coronavírus: com 206 mortes nas últimas 24 horas, Brasil tem 2.347 óbitos”. Agora, se você consultar o boletim epidemiológico daquela semana do Ministério da Saúde, verá que naquelas 24 horas do dia 18 constam 28 mortes por Covid-19. Está lá na página 17 do documento que segue disponível no site do Ministério para quem quiser ler.

Não somos “vítimas” de uma “imprensa canalha”, somos todos cúmplices da canalhice, ainda que em graus diversos

Mas, lembre-se, é preciso esperar para saber o número exato ou mais próximo da realidade, pois as mortes vão sendo investigadas e confirmadas no correr dos dias. Significa dizer que também aquelas 28 mortes não são o número certo. Se formos consultar o último boletim do Ministério da Saúde divulgado até aqui, o número de mortes confirmadas naquele dia subiu para 150, havendo ainda um porcentual de mortes sendo investigadas para aquele dia, conforme consta da página 26, mas que não chegará às 206 divulgadas como se tivessem acontecido no dia 28. E, ainda que venham a ser ou até mais do que isso, nada justifica que tenha sido noticiado como foi, como tem sido feito todos os dias dessa pandemia.

Para tornar a coisa ainda pior, pense nos tais “modelos matemáticos” usando a premissa errada para avaliar a tal da “curva” de crescimento dos mortos pela doença. Confiando nessa irresponsável forma de informar, o cálculo pelas confirmações, não pelas mortes ocorridas a cada dia, mostra crescimento e piora da situação, mas, se feita com base no dia dos óbitos, a curva não mostra crescimento há vários dias já. Basta olhar o gráfico na mesma página 26 do referido boletim para se constatar isso.

Não sei quanto a você, leitor habituado como eu, mas esses “erros” já não me espantam, embora devessem me espantar. Digo “paciência, melhor não me informar mais pela imprensa” e assim faço, como se isso fosse quase nada. Mas é muito. Estamos no terreno daquela tríade conhecida no direito penal: imperícia, negligência ou imprudência. Isso se não houver intenção de alguns ou muitos em mal informar mesmo. Mas assim não parece porque essa corrosão moral também nos consome. Não somos “vítimas” de uma “imprensa canalha”, somos todos cúmplices da canalhice, ainda que em graus diversos.

A situação moral é tão baixa que na semana que passou vimos um dos mais tradicionais órgãos de imprensa do país, o jornal Folha de S.Paulo, indo ao Twitter vangloriar-se confrontando influenciadores digitais para mostrar que faz jornalismo (referindo-se à saída do ex-ministro Sergio Moro, noticiada antes de ela ocorrer, em verdadeiro e grande furo de reportagem) e não outra coisa. Ora, mas se precisa dizer isso é porque o jornalismo se tornou a exceção, não a regra. Além do que, ao se contrapor a esses influenciadores, apenas confessou que está no mesmo ringue que eles. Eles fazem jornalismo? E o jornal pode ter ganhado esse round, mas quantos outros não perdeu nessa luta infame e infinda?

Aliás, a saída de Sergio Moro do governo retrata à perfeição esse rebaixar de tudo à disputa política mais imediata e mesquinha. O que se viu e se vê pelas redes sociais em decorrência da saída do ex-ministro foi e é um show de horrores de celebração mórbida por quem torce pela queda do governo e tentativas asquerosas de assassinato de reputação do ex-ministro por quem horas antes o tratava como herói nacional. Acontece que estamos longe de saber exatamente o que houve. A história está muito mal contada dos dois lados, com deslealdade mútua, no mínimo, pouco importando quem teria traído antes ou mais.

Seria o caso de citar Nelson Rodrigues: “Nada mais cretino e mais cretinizante do que a paixão política. É a única paixão sem grandeza, a única que é capaz de imbecilizar o homem”. Mas já passamos do chão da imbecilidade, estamos no subsolo da putrefação moral. Então, Nelson não merece ser citado nesse contexto, acho mais condizente com nossa estatura moral a estética artística dos anos 1980.

A saída de Sergio Moro do governo retrata à perfeição esse rebaixar de tudo à disputa política mais imediata e mesquinha

O país parece todo caber, por exemplo, numa música de uma banda esquecida dos anos 80, Dr. Silvana e Cia. A música é Taca a mãe pra ver se quica, em cuja letra se diz: “Tacaram uma pedra no meu telhado / Não sei qual é o vizinho que comigo implica / Olhei lá pra cima, muito irritado / E disse taca a tua mãe pra ver se quica / (...) / De repente eu escutei um berro / Uma velha gritando, uma velha gritando / Agarrada a porta da janela / E alguém a empurrando, alguém a empurrando / (...) / A velha aterrissou no meio da sala / Te juro, por milagre não empacotou / Com medo do incidente fui fazer minha mala / E te confesso a velha não quicou!”.

E é isso, todo o absurdo da briga, de “tacar” a mãe (a verdade dos números sobre a Covid, sobre as razões da saída do ex-ministro e tantas outras) fora pra vencer a briga, pra “ter razão” no fim das contas, não espanta mais do que a descoberta de que “a velha não quicou”. E não nos enganemos achando que escapamos dessa realidade, que somos “melhores”. Não somos. Estamos na melhor das hipóteses como o protagonista de Nostradamus, música de um dos artistas mais criativos dos anos 80, Eduardo Dussek, que, deparando-se com a realidade em que vive, profetizou nosso futuro dizendo:

De repente na minha frente
A esquadria de alumínio caiu
Junto com vidro fumê
O que fazer? Tudo ruiu
Começou tudo a carcomer
Gritei, ninguém ouviu
E olha que eu ainda fiz psiu!

O dia ficou noite
O sol foi pro além
Eu preciso de alguém
Vou até a cozinha
Encontro Carlota, a cozinheira, morta
Diante do meu pé, Zé
Eu falei, eu gritei, eu implorei:
"Levanta e serve um café
Que o mundo acabou!"

Conteúdo editado por:Marcio Antonio Campos
20 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 20 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • C

    Cristian carla a. Volski cassi

    ± 1 dias

    Que bom ler vc novamente Francisco!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Dissenha

    ± 2 dias

    Equilibrado, uma boa análise dos fatos. Ótimo.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    Willy Rossi Dierkes

    ± 2 dias

    Sempre gostei das tuas cronicas, mas não lembro de nenhuma outra tão relevante Parabéns.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MARCOS BUENO GOMES

    ± 2 dias

    Muito bom!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Rogerio Barao

    ± 2 dias

    Escorsim, vc escreve melhor a cada dia. Texto realista, sensato e estiloso, uma exceção no meio de tantos entulhos que se vê por aí. Parabéns!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Ricardo

    ± 2 dias

    Sensacional, cara. Vou mandar seu texto para as famílias que estão perdendo seus entes queridos em Manaus. Certamente ficarão mais tranquilos. Que gênio da matemática, como ninguém percebeu isso antes??

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • C

      Cristian carla a. Volski cassi

      ± 1 dias

      Oliveira: kkkkk. Boa

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • O

      Oliveira

      ± 2 dias

      Minha Nossa Senhora da Interpretação de Textos, perdoai, eles não entendem o q lêem...

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • M

      Marcelo

      ± 2 dias

      Viu Ricardo, vc não leu a matéria???? Vc não prestou atenção que foram dados retirado no próprio portal do Ministério da Saúde inclusive com o link para acesso??? Realmente o analfabetismo funcional acaba com o cidadão.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    Brasileiro

    ± 2 dias

    Fique em casa orelhudo. Escolha quem deve morrer na sua família.. covid

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • M

      Marcelo

      ± 2 dias

      Brasileiro: vc é o típico brasileiro alienado com apemas 2 neurônios e que ainda entram em conflito. É um tipo de gente que nem se dá ao trabalho de ler e se informar, joga palavras aleatórias no ar pra se aparecer. Até não sei se vc não é meio próximo de um outro leitor aí um tal de Cloroquina.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Anderson

    ± 2 dias

    Independentemente da correção do número de mortes “nas últimas 24h“, é fato que o sistema de saúde de algumas cidades, como Rio e Manaus, está em colapso, comprometendo não somente o atendimento de pacientes com Covid-19, mas também os acidentados e enfermos de outras doenças. Mas para o presidente, isso pouco importa. E daí, diria ele. Tudo isso é parte de um plano para derrubar o #mito.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • C

      Cristian carla a. Volski cassi

      ± 1 dias

      Está um CAOS pq há muito tempo NENHUM governo investe no serviço de saúde. Afinal, tem que ter o que falar pra próxima eleição né?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • R

      Romeu

      ± 2 dias

      O problema é que todos esses lugares onde a saúde “colapsou” já estavam em colapso. Basta procurar no google sobre as filas nos hospitais do rj, antes do coronita.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • M

      Marcelo

      ± 2 dias

      Anderson, detesto o Bolsonaro, mas essa questão que vc falou de colapso.. ontem mesmo no JN (que também não é lá essas coisas) mostraram hospitais no Rio lotados e ao lado no mesmo complexo um monte de leitos vazios.. e olha que foi o JN que só prega desgraça que mostrou. E outra um lugar lá com 6 leitos e tem 4 ocupados eles já falam colapso, mas colapso com 4 oessoas??? É complicado... no Podcast Ideias da Gazeta que fala sobre as trapalhadas da OMS acho que o Ideias #156 falam sobre isso.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Sílvia

    ± 2 dias

    Nossa! Esse cara é um gênio! Até o Ministro da Saúde está errado. Vamos para a rua moçada. Definitivamente uma gripezinha. Artur Virgílio acorda! Vcs não sabem fazer contas aí Manaus.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • M

      Marcelo

      ± 2 dias

      Certa está vc... não leu a matéria?? Vc não viu que ele pegou os dados (e ainda deixou o link) no próprio portal do Ministério da saúde???

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Manfred Schmid

    ± 2 dias

    Parabéns Esclareceu e manteve o brilho literário. Muito melhor do alguns dos falsos escritores ou maus repórteres que aqui escrevem.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Joxi

    ± 2 dias

    Valeu pelo ALERTA sobre ver as mortes pelo dia da ocorrência e não da divulgação. É óbvio e sensato... Já passou da hora da imprensa séria começar a divulgar esse número.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    rosano souza

    ± 2 dias

    certeiro. estamos presos a uma espiral de terror e ignorância impossível de escapar.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.