Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Aldeias Infantis SOS Brasil
| Foto: Imagem cedida pela organização

“Trabalhamos para a defesa, promoção e garantia integral dos direitos de crianças, adolescentes e jovens, atuando na prevenção do abandono infantil. Reconhecemos a família e a comunidade como protagonistas da proteção e cuidados com as crianças”. Esse é um resumo do trabalho desenvolvido pela Organização da Sociedade Civil (OSC) Aldeias Infantis SOS Brasil. Que com o Programa “Impacta ODS: parcerias inovadoras e lúdicas para a difusão os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável”, garantiu que o troféu da Categoria Parcerias e Relacionamento Institucional do 1º Prêmio Impulso de Boas Práticas no Terceiro Setor fosse para Foz do Iguaçu.

O projeto Impacta ODS, foi uma iniciativa realizada pela Aldeias Infantis em parceria com a Companhia Paranaense de Energia (Copel), o Instituto Maurício de Souza, a Rede Brasil do Pacto Global da ONU, a Global Reporting Initiative – GRI e a CEBDS. A parceria, firmada em 2018, permitiu que mais de 16 mil gibis fossem distribuídos em todo o estado, além da versão digital, disponível nos sites das parceiras. Trata-se de uma série de 18 gibis da Turma da Mônica que retrata de forma lúdica o que são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Além do conteúdo dos gibis, o projeto também conta com uma plataforma de Ensino à Distância (EaD) para formação complementar sobre todos os conteúdos.

A Aldeias Infantis é uma OSC que atua na defesa de direitos humanos com foco na infância e adolescência. Surgiu em 1949, na cidade de Imst na Áustria. Como organização humanitária global, atualmente, está presente em mais de 130 países. Atua no Brasil há mais de 50 anos, onde cuida de crianças, fortalece suas famílias e advoga pelo direito de viver em família e comunidade. São 106 projetos, em 31 localidades, em 12 Estados e no Distrito Federal para que nenhuma criança tenha que crescer sozinha. Já em Foz do Iguaçu, a Aldeias Infantis conta com cinco Casas Lares inseridas nas comunidades que podem acolher até 63 crianças, adolescentes e jovens.

“O prêmio chancela nossas iniciativas planejadas e em execução, e reforça que estamos na direção correta. Serve realmente como impulso para novas iniciativas e potencializar as ações de promoção, prevenção, proteção de crianças, adolescentes, jovens famílias e comunidades que desenvolvemos. Gratidão a todos os colaboradores parceiros envolvidos”, afirmou Alex Decian Thomazi, gestor de território da Aldeias Infantis SOS Brasil no Paraná.

Todo o trabalho é subsidiado, principalmente por Amigos SOS, pessoas físicas que doam um pequeno valor mensal. Além das parcerias com algumas empresas, que doam quantias mensais ou anuais, com abatimento fiscal ou por meio de produtos e serviços. Para saber mais, é possível acessar www.aldeiasinfantis.org.br.

Sobre o Prêmio Impulso - Ao todo, foram inscritas 256 práticas de 145 Organizações da Sociedade Civil (OSCs) de todo o Paraná, divididas em 13 categorias. As Instituições que alcançaram nota acima de 7 foram certificadas como boas práticas e as que mais se destacaram em cada categoria levaram os troféus para casa.

*Texto elaborado com informações previamente disponibilizadas pela Instituição Aldeias Infantis e pelo Instituto GRPCOM.

**Artigo escrito por Bruna Carvalho, comunicadora social e aprendiz do mundo. Acredita na força da empatia, do respeito, do humanitarismo e do terceiro setor para a transformação social do mundo. É produtora de conteúdo, colunista da Autossustentável e voluntária no 5C Centro Cultural,  Instituto Legado e Instituto GRPCOM.

Quer saber mais sobre cidadania, educação, cultura, responsabilidade social, sustentabilidade e terceiro setor? Acesse nosso site! Acompanhe o Instituto GRPCOM também no Facebook: InstitutoGrpcom e Instagram: instagram.com/institutogrpcom

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]