Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
As incontáveis possibilidades de trabalho voluntário
| Foto:

Todos os dias pessoas em todo mundo procuram uma maneira ou um local para fazer trabalho voluntário. Nos 19 anos de existência do Centro de Ação Voluntária uma frase recorrente dos cidadãos que procuram o CAV é “eu quero ajudar, mas não sei exatamente o que posso fazer”. O trabalho voluntário é tão amplo que é possível ajudar uma causa fazendo, praticamente, qualquer coisa.

Por outro lado, há incontáveis instituições trabalhando nas mais variadas causas sociais. Há instituições de todos os tamanhos, umas mais robustas do ponto de vista organizacional, outras mais modestas. Algumas possuem atuação em diversos países, outras atuando em uma localidade específica. Independentemente de seu tamanho ou da causa, todas têm alguma necessidade que pode ser desempenhada por um voluntário.

Para preencher algumas vagas de trabalho voluntário há alguns requisitos. Por exemplo, você pode ser voluntário como motorista em uma instituição buscando as doações com o veículo da organização, e claro, para isso, é necessário possuir habilitação.

Outras ONGs exigem que seus voluntários passem por um tipo de treinamento, o que prepara o voluntário para a realidade que encontrará no exercício do voluntariado e ao mesmo tempo garante regularidade no trabalho exercido pela instituição.

Há também aquelas que procuram um voluntário com uma profissão específica, como por exemplo uma instituição que busca um programador para desenvolver o site da organização. Ou ainda, uma ONG que tem a necessidade de médicos, fisioterapeuta, enfermeiro, contador, advogado, cabeleireiro, ou seja, de uma profissão definida.

Mas a grande maioria de vagas não exige qualquer tipo de requisito, bastando a disposição e tempo do voluntário. Em Curitiba há, hoje,instituições que procuram pessoas para auxiliar na seleção e gestão de novos voluntários; para auxiliar na limpeza dos canis dos animais que aguardam adoção; de músico para se apresentar para os assistidos; de alguém com disponibilidade para ajudar com pequenos reparos em uma organização; de um voluntário para ajudar em hospital na condução de pacientes para realização de exames; de uma pessoa para trabalhar com recreação de crianças; de alguém com disponibilidade para ajudar na cozinha, preparando refeições. Isto é, é possível fazer trabalho voluntário organizando, limpando, tocando, conversando, ouvindo e até mesmo brincando.

Diante das incontáveis possiblidades é quase impossível que uma pessoa não encontre um modo de ajudar; e que tal começar a fazer um trabalho voluntário hoje?

 

*Artigo escrito por Diógenes Justechechen, voluntário do CAV – Centro de Ação Voluntária de Curitiba, instituição parceira do Instituto GRPCOM.

**Quer saber mais sobre cidadania, educação, cultura, responsabilidade social, sustentabilidade e terceiro setor? Acesse nosso site! Acompanhe o Instituto GRPCOM também no Facebook: InstitutoGrpcom, Twitter: @InstitutoGRPCOM e Instagram: instagram.com/institutogrpcom

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]