Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Mensuração de impacto social positivo
| Foto: freepik.com

A mensuração de impacto social positivo no Terceiro Setor é uma bandeira levantada e defendida pela FreeHelper, plataforma social que trabalha profissionalizando ONGs e humanizando empresas. Para que uma iniciativa social possa evoluir ou continuar acontecendo é de suma importância que seus resultados gerados sejam acompanhados e geridos de perto. Só assim é possível definir mudanças estratégicas ou criar novas metodologias de execução. Além disso, ter consciência do impacto gerado por sua atividade social traz motivação, comprometimento e satisfação. Fatores essenciais para que mais pessoas sigam fazendo a diferença na vida de quem mais precisa.

O primeiro passo para que essa mensuração aconteça, é ter completo
conhecimento da sua iniciativa social. O que você faz, para quem você faz, por qual objetivo você faz e o que você espera disso. Tendo isso em mente, você pode criar indicadores de resultado claros e desenvolver maneiras para que essa mensuração aconteça. Na FreeHelper, os dois principais indicadores são o número de pessoas
impactadas
e o valor de impacto financeiro gerado para o Terceiro Setor através das nossas atividades sociais e voluntárias.

Falando especificamente sobre o Impacto Financeiro, a FreeHelper já gerou mais de R$ 6 milhões de economia para agentes do Terceiro Setor. Quer saber como? Nossas atividades principais se baseiam em solucionar demandas profissionais de ONGs de maneira gratuita e eficaz. Através do voluntariado profissional, que significa pessoas que desejam doar seu conhecimento profissional para ajudar quem precisa. Esse voluntariado pode ser feito a distância e em curto prazo e é exatamente como um freelancer só que do bem, um FreeHelper.

Para mensurar esse impacto financeiro mencionado acima, nós desenvolvemos dois racionais: impacto financeiro direto e impacto financeiro indireto gerado pelas ações. O impacto financeiro direto é aquele valor economizado pela ONG por ela ter recebido um serviço de maneira gratuita. Ou seja, quanto ela teria pago pela criação do seu site caso ele não tivesse sido feito de maneira voluntária? O valor dessa economia direta é correspondente ao nosso Impacto Financeiro Direto.

Mas além do custo desse serviço, toda demanda profissional solucionada gera um impacto financeiro. Seja ele um futuro custo evitado, uma nova frente de monetização ou alguma melhoria na fonte de receita. Mapeando o histórico de ações realizadas e ofertadas pela FreeHelper e a situação financeira das nossas ONGs parceiras, nós desenvolvemos um cálculo que projeta esse impacto financeiro indireto gerado por nossas ações sociais.

Somando o direto com o indireto, nós temos o Impacto Financeiro Total que hoje passa dos R$ 6 milhões. Quer saber mais sobre a FreeHelper? Acesse www.freehelper.com.br, entre em contato com a gente pelo Instagram (@freehelper) ou pelo e-mail contato@freehelper.com.br :)

*Artigo escrito por Pedro Eilert, publicitário por formação, redator por consequência e cofundador da FreeHelper, plataforma social que trabalha profissionalizando o terceiro setor. Pedro é colaborador voluntário do Blog Giro Sustentável da Gazeta do Povo.

**Quer saber mais sobre cidadania, educação, cultura, responsabilidade social, sustentabilidade e terceiro setor? Acesse nosso site! Acompanhe o Instituto GRPCOM também no Facebook: InstitutoGrpcom e Instagram: instagram.com/institutogrpcom

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]