Atlético pede à CBF que tire Héber Roberto Lopes da arbitragem de jogo contra o Goiás
| Foto:

Nenhum árbitro causa mais repulsa na torcida do Atlético do que Héber Roberto Lopes. Resultado de anos de arbitragem contestadas pelo Furacão em Atletibas, quando o apitador de Londrina pertencia ao quadro da Federação Paranaense.

 

Héber filiou-se à Federação Catarinense e não havia cruzado o caminho rubro-negro até esta terça-feira (12), quando o sorteio colocou o careca para apitar Goiás x Atlético, sábado (16), às 18h30, no Serra Dourada.

 

A reação foi imediata. O Atlético mandou ofício protestando contra a indicação e pedindo a mudança da escala. Procedimento divulgado no site oficial do clube. Ao mesmo tempo dá uma satisfação à torcida e pressiona a CBF a aceitar seu pedido; se não for atendido, passa a mensagem ao torcedor de que não se omitiu e aumenta a carga sobre Héber.

 

A saber como a CBF procederá. A confederação costuma acomodar vetos na composição da escala. Basta ver que Wagner Reway e Wilton Pereira Sampaio nunca mais aptaram jogos do Coritiba. Mas a cobrança pública, com a escala publicada, cria uma saia-justa que a entidade terá de enfrentar. Em 2011, o Atlético chegou a pedir a retirada de Héber do Atletiba do primeiro turno do Brasileiro, mas não foi atendido.

 

Abaixo, a íntegra da nota oficial do Atlético:

 

“A Confederação Brasileira de Futebol divulgou a escala de arbitragem para a partida entre Goiás e Atlético Paranaense, marcada para o próximo sábado, às 18h30, no Estádio Serra Dourada. Na escala consta o árbitro Heber Roberto Lopes para comandar o jogo em Goiânia.

Devido ao histórico do referido árbitro em partidas do Atlético Paranaense, o clube enviou ofício à CBF com protesto sobre a escala do mesmo para a partida de sábado. No ofício, o clube também solicita a mudança da arbitragem para o confronto com o Goiás.”

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]