i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Ir e Vir de Bike

Ver perfil

Bike Compostela: o Caminho também se faz ao pedalar

  • PorAlexandre Costa Nascimento
  • 22/05/2014 17:21
Símbolo da peregrinação pelo Caminho de Santiago de Compostela.
Símbolo da peregrinação pelo Caminho de Santiago de Compostela.| Foto:
Símbolo da peregrinação pelo Caminho de Santiago de Compostela.

Símbolo da peregrinação pelo Caminho de Santiago de Compostela. (ACN/Ir e Vir de Bike)

Dizem que o Caminho de Santiago de Compostela começa no exato momento em que você toma a decisão de percorrê-lo. A frase tem lá sua verdade filosófica e espiritual, mas nada se compara a ansiedade da véspera de se colocar o pé na estrada – ou melhor, o pedal, já que o objetivo da aventura Bike Compostela é justamente o de percorrer sobre duas rodas a mais famosa rota de peregrinação cristã do mundo.

Após meses sonhando e planejando essa jornada, amanhã (finalmente!) cairemos na estrada para enfrentar os primeiros dos cerca de 750 quilômetros do chamado Caminho Francês.

Bicigrinos: os peregrinos da bicicleta.

Bicigrinos: os peregrinos da bicicleta.

Estamos na cidade de Saint-Jean-Pied-de-Port, uma comuna de apenas 2 mil habitantes, encravada em um vale dos Pirineus Atlânticos, no País Basco Francês, quase na divisa com a Espanha. O dia de hoje foi usado para descansarmos das 30 horas acumuladas de viagem entre Curitiba-Campinas-Lisboa-Madri-Pamplona-Saint-Jean e também para finalizarmos os últimos preparativos antes de iniciarmos o Caminho. Isso incluiu desencaixotar e montar as bicicletas (alugadas por aqui), preparar os equipamentos e passar a bagagem do mochilão para os alforjes.

Também aproveitamos o tempo livre para percorrer as vielas medievais e conhecer histórias e lendas do local, acumuladas desde a Idade Média. Há muito simbolismo e tradição na cidade em torno da peregrinação. A principal delas é a hospitalidade dos albergues para com os peregrinos.

Credencial do Peregrino: salvo-conduto para percorrer o Caminho.

Credencial do Peregrino: salvo-conduto para percorrer o Caminho.

Aqui, a sensação não é a de que o tempo parou, mas a de que ele inexiste ou pouco importa. Caminhando às margens do rio Nive, é possível ouvir apenas o canto dos pássaros, o barulho das águas e do vento soprando na copa das árvores. Neste cenário, pode-se ver a paz e a tranquilidade no rosto de pessoas dos quatro cantos do planeta que se lançam com fé em busca de um sonho – e resolveram fazer isso no ritmo da caminhada e da pedalada.

Os peregrinos chegam à cidade pelo Portal dos Peregrinos –reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela Unesco e partem pela Porte d’Espagne (saída), que ao longo dos séculos deu passagem para papas, reis, legionários romanos e os exércitos de Carlos Magno e Napoleão. Além, é claro, de milhões de fiéis rumo a Santiago de Compostela. Amanhã, somam-se a essa lista mais dois peregrinos que sonharam pedalar pelo Caminho.

Leia o diário da aventura Bike Compostela

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.