i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

João Frey

Foto de perfil de João Frey
Ver perfil

Greca precisa de Ratinho para que tarifa de ônibus não chegue perto dos R$ 5

  • PorJoão Frey
  • 22/11/2018 18:48
Prefeito Rafael Greca (PMN) (Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo)
Prefeito Rafael Greca (PMN) (Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo)| Foto:

Mesmo tendo atuado ativamente na campanha da então candidata Cida Borghetti (PP), o prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN), não hesitou em se aproximar de Ratinho Junior (PSD) logo após sua vitória na disputa pelo governo do Paraná. Ao fazer esse movimento, Greca abriu espaço para críticas sobre a flexibilidade de sua postura política, mas, por outro lado, tomou a iniciativa para evitar as consequências negativas do desentendimento entre os comandantes do governo e da prefeitura. As disputas entre Gustavo Fruet (PDT) e Beto Richa (PSDB) deixaram claro que essas altercações são ruins tanto para as pretensões políticas dos gestores como para a cidade.

Provavelmente, a pauta mais urgente de Greca com Ratinho é a manutenção do subsídio do governo ao transporte coletivo de Curitiba. Como o valor que a prefeitura tem que repassar às empresas concessionárias a cada rodada da catraca é cerca de R$ 0,45 superior ao que arrecada com a venda da passagem, o sistema de transporte na cidade é deficitário. A previsão é que em 2018 esse rombo seja de R$ 80 milhões.

ASSISTA: Presidente da Urbs fala sobre desafios do transporte coletivo em Curitiba

E é esse valor que a prefeitura espera receber de Ratinho para que não precise aumentar muito o preço da tarifa. Atualmente, se o valor fosse o do custo, os curitibanos pagariam R$ 4,71, em vez de R$ 4,25. Essa situação deve piorar em 26 de fevereiro de 2019, data contratual para a concessão de reajuste na tarifa.

Neste ano, quem ajudou a segurar o preço da passagem foi a governadora Cida Borghetti (PP), que subsidiou o sistema com R$ 71 milhões do governo do estado.

Para 2019 a prefeitura não tem uma solução mágica para aumentar a receita do sistema nem para diminuir seus custos de operação. Portanto, a única solução possível para evitar que a passagem chegue perto de R$ 5, é contar com o apoio financeiro do Palácio Iguaçu.

Acompanhe o blog no Twitter. 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.