i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

João Pereira Coutinho

Foto de perfil de João Pereira Coutinho
Ver perfil

Mil cavaleiros do Apocalipse

  • Por João Pereira Coutinho
  • 24/03/2020 00:01
“Os quatro cavaleiros do Apocalipse”, de Viktor Vasnetsov.
“Os quatro cavaleiros do Apocalipse”, de Viktor Vasnetsov.| Foto: Wikimedia Commons

A cabeça está em crise, dizem os jornais. Com o corona à solta e o pessoal em quarentena, há sinais de loucura aqui e ali. Leio, por exemplo, que os homens da classe média ou média alta são os mais afetados. Um deles confessa: não é fácil continuar trabalhando (em casa), cuidar dos filhos (em casa) e manter a relação conjugal nos mínimos olímpicos (em casa). Pois é. Parece que a pandemia terá como principal mérito mostrar aos homens – o sexo forte, certo? – como é a vida normal das mulheres, obrigadas a fazer tudo isso sem reclamar.

Pessoalmente, relatos desse tipo provocam-me uma certa náusea. O problema é ter lido história, sobretudo as cartas que os rapazes escreviam nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial (1914–1918) com as balas do inimigo voando sobre a cabeça. O homem do século 21 entra em colapso porque tem de responder a e-mails e mudar as fraldas dos filhos. É impossível não verter uma lágrima pelos infelizes.

Mas o problema não é apenas pessoal. É civilizacional. O sociólogo Frank Furedi, que tem escrito na virtual Spiked os melhores textos sobre a pandemia em curso, há vários anos que se debruça sobre a forma como a cultura do medo passou a dominar os espíritos ocidentais. Em How Fear Works: Culture of Fear in the 21st Century, um trabalho de 2018 que merece ser lido para entendermos melhor a desgraça humana em que nos tornamos, Furedi não se ocupa apenas dos grandes medos – guerras, pandemias, terrorismos etc. Essa cultura de temor e tremor começa nas pequenas coisas: na dieta (tudo é cancerígeno), nos estilos de vida (não fazer jogging é fatal), na educação das crianças (há pedófilos em todas as esquinas), na relação entre os sexos (todos os homens são predadores).

O homem do século 21 entra em colapso porque tem de responder a e-mails e mudar as fraldas dos filhos

Por outras palavras: nos últimos 40 anos, o Ocidente foi alargando cada vez mais os objetos que nos provocam pavor. Até chegarmos, sem surpresas, a alunos universitários que temem certas matérias “desconfortáveis”, exigem “safe spaces” e batalham contra “microagressões”.

Os nossos antepassados temiam os Quatro Cavaleiros do Apocalipse – a guerra, a peste, a fome e a morte. Hoje, existem milhares de cavaleiros do apocalipse, sempre prontos para nos atacarem.

Isso tem um preço, avisa Frank Furedi: uma mudança no próprio estatuto de pessoa. Deixamos de ser agentes de resiliência, prontos a enfrentar os desafios como parte da experiência humana, e nos perspetivamos como seres desprotegidos, em risco, emocionalmente frágeis – vítimas eternas de um mundo que conspira para nos destruir.

Se a cultura do medo fosse apenas um problema psicológico, isso já seria lamentável. Mas o que começa por ser um problema psicológico acaba por se metastizar em problema político crucial: quem acredita viver no estado da natureza, onde a vida é “solitária, pobre, sórdida, brutal e curta” (Thomas Hobbes dixit), anseia sempre por um novo Leviatã. E não faltam tiranos, ou candidatos a tiranos, dispostos a embalar o nosso medo com doses cada vez mais crescentes de segurança e vigilância.

Na Hungria, por exemplo, o governo de Viktor Orbán prepara-se para aprovar um “estado de emergência” na luta contra o vírus por prazo ilimitado – uma aberração constitucional e antidemocrática. Não será caso único: o patrimônio moral que permitiu a emergência do liberalismo político – autonomia, liberdade, antiautoritarismo, limitação do poder – já estava em erosão. A crise do novo coronavírus pode ser apenas o golpe de misericórdia que faltava.

E quem lutará contra isso? O homem aterrorizado do século 21? Não me matem de riso. Se, por hipótese fantasiosa, alguém dissesse que tinha a cura milagrosa para a Covid-19, exigindo apenas em troca algumas liberdades “menores” (como a liberdade de expressão ou de associação), não faltariam candidatos para o negócio.

Deixamos de ser agentes de resiliência, prontos a enfrentar os desafios como parte da experiência humana, e nos perspetivamos como seres desprotegidos

Sim, a pandemia é séria. E, na ausência de uma vacina, o distanciamento social é a única solução empiricamente comprovada para evitar o colapso dos sistemas de saúde. E as mortes, é claro.

De igual forma, “estados de emergência” podem ser necessários para evitar males maiores. As democracias liberais, às vezes, são obrigadas a esses regimes de exceção, desde que limitados no tempo e enquadrados pela lei. Mas o trabalho de Frank Furedi é precioso ao mostrar-nos como o medo de agora foi alimentado durante anos pelo culto sadomasoquista da nossa própria fraqueza.

Alguém se espanta que, na hora da verdade, o homem do século 21 entre em depressão porque tem simplesmente de ficar em casa?

Conteúdo editado por:Marcio Antonio Campos
14 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 14 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • V

    Val

    ± 6 horas

    Maravilhoso!!!! Só gente "raiz" consegue encarar tudo isso com realismo e otimismo. Quem tem o "couro" curtido vai sobreviver. O desequilíbrio emocional é muito intenso, beira a paranóia.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Fernando

    ± 8 horas

    Muito bom!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Jorge Eduardo Francisco Nunes

    ± 8 horas

    Que texto!!!!!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Felipe Sampaio batista

    ± 8 horas

    Que texto espetacular!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    D. L. Paiva

    ± 9 horas

    Preocupa-me quando esses adolescentes modernos que não lavam o chinelo, não lavam uma colher (para não dizer uma faca, que pode ser perigoso) que não descartam o lixo que produzem forem os homens que defenderão a humanidade. Passam o dia em batalhas virtuais sob ar-condicionado. Não têm idéia da vida vivida, real e de trabalho.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    WILSON MUGNAINI

    ± 12 horas

    Como dizia Gonçalves Dias, de há muito: "Não chore meu filho/que a vida é luta renhida!/ viver é lutar!/ A vida é o combate/que aos fracos abate/mas que aos bravos e fortes/só pode exaltar!".

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Maroog

    ± 14 horas

    Se enfrentar de peito aberto vc será acusado de masculinidade tóxica e falta de sororidade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Natalin

    ± 14 horas

    na minha opinião o inimigo mortal do ocidental está dentro dele mesmo : os socialistas, esquerdistas e comunistas - são nossos cânceres, e agora acrescento a mídia militante. Precisamos arrancar os dentes destes hienas antes que eles nos assassinem.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • K

    Kim Rafael Serena Antunes

    ± 14 horas

    A melhor frase até agora: "O homem do século 21 entra em colapso porque tem de responder a e-mails e mudar as fraldas dos filhos". É EXATAMENTE ISSO!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • P

      Patrick

      ± 11 horas

      Estava conversando sobre isto ontem e começo a entender os idosos que saem nas ruas "destemidamente". Muitos deles passaram dificuldades sérias na infância, os mais velhos passaram por períodos de guerras. Aí vem a nossa geração que fica nervosa quando a bateria do celular acaba e triste quando a internet cai querendo mandar eles ficarem em casa.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Paul Gachet

    ± 14 horas

    É provável que estes homens que procuram manter relações olímpicas com suas mulheres e suas famílias tenham lavadeira, cozinheira, arrumadeira e babá. Nesse caso a dificuldade será de ambos, caso não tenham mantido suas criadas. Nos demais casos teremos o hard power e o homem de verdade que encara bala de fuzil e fralda de cocô.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    GRU

    ± 15 horas

    Não ajuda nada alguns loucos no Twitter falando em 1 milhão de mortes. O pânico está instalado e é por conta dos “especialistas “

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eduardo Lucas Batista Da Costa

    ± 21 horas

    Esse português tem o instinto da língua. Escreve bem demais, e com uma erudição que não encontra concorrentes nas colunas culturais e políticas dos jornais brasileiros. Obrigado por saciar seus leitores, que sempre que vêm na ânsia de um belo texto e o encontram.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • Z

      Zyss

      ± 10 horas

      Leia Flávio gordon

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.