i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Madeleine Lacsko

Foto de perfil de Madeleine Lacsko
Ver perfil

Reflexões sobre princípios e cidadania

Mario Frias x Marcelo Adnet: quem ganhou a briga?

Nem tudo é tão óbvio quanto parece no embate entre o Secretário de Cultura da Presidência e o humorista da TV Globo.

  • Por Madeleine Lacsko
  • [08/09/2020] [12:28]
Mario Frias x Marcelo Adnet: quem ganhou a briga?
| Foto: Reprodução/ Twitter

Por alguma razão que a própria razão desconhece, o Estado brasileiro passou a ser participante de uma picuinha entre dois ex-colegas de trabalho. Isso em pleno feriadão da Independência do Brasil e no meio da maior pandemia vivida pela nossa geração. O humor incomoda políticos e, ao que tudo indica, é mais um daqueles casos em que o espírito se acostuma rapidamente às benesses do poder e à comodidade dos grandes veículos de comunicação.

Para os ultrajovens, Mario Frias é alguém que quer acabar com o establishment na cultura, Marcelo Adnet é um poderoso comediante da Globo que se diz de esquerda e essa coisa de surtar com humorista surgiu no governo Bolsonaro. Quem é jovem há muito mais tempo sabe que isso é narrativa muito recente, não a realidade. Até outro dia, Mario Frias era o establishment cultural, Marcelo Adnet era representante da contracultura e o Brasil passou anos discutindo se podia ou não fazer humor com políticos e partidos.

Comecemos com a briga mais recente nas redes sociais, porque, goste ou não, você financiou este espetáculo. O Secretário da Cultura do governo gravou um filme publicitário que deve ter levado muito a sério, acabou como parte de um esquete humorístico e então a máquina pública foi acionada para "defendê-lo". Confesso que, até agora, ainda não entendi direito a gritaria e preferia que não se usasse dinheiro público nisso.

Há sempre os maldosos que vêem na biografia do Secretário da Cultura um impeditivo para ocupar cargos públicos. Ser ator de Malhação, um dos mais persistentes no elenco da novela para adolescentes, seria incompatível com o desempenho da função pública. Não faz muito sentido. Nos Estados Unidos, são casos clássicos de atores que passaram à política Ronald Reagan e Arnold Schwarzenegger.

Não se sabe exatamente quando e como Mário Frias se aproximou da política, mas é evidentemente difícil abrir mão dos privilégios de ser uma estrela de TV de uma hora para outra. Políticos e militantes são a principal matéria prima dos humoristas brasileiros e não só no período democrático. Mesmo durante a Ditadura Militar, ainda que com grandes diferenças de tratamento, autoridades viravam motivo de risadas nas mãos de comediantes como Agildo Ribeiro, Chico Anysio e Jô Soares. Celebridades não ficam expostas à crítica ácida e ao humor na mesma medida em que os políticos, são blindadas pelas empresas com quem têm contrato.

Mário Frias foi a estrela de uma campanha publicitária do governo para valorizar os heróis do Brasil, algo que a maioria dos brasileiros tende a ver com bons olhos. Só que o filme, pago com dinheiro público, é tão pomposo e pretensioso que a gente dá risada mesmo sem querer. Natural que virasse prato do dia de humorista, como virou. Aliás, isso até deixa a campanha mais famosa.

O quadro de humor de Marcelo Adnet tinha Jair Bolsonaro como protagonista, aparecendo em um "Arquivo Confidencial" do Faustão. Entre as diversas surpresas emocionantes, obviamente tinha o Fabricio Queiroz. E, lá pelas tantas, numa pontinha, aparece o Secretário da Cultura. O surpreendente foi a reação ao quadro, imediata, virulenta, absolutamente desproporcional e com uma quantidade assustadora de erros ortográficos.

Até aí, pode ser ridículo e confissão de fraqueza que poucos homens públicos fazem, mas não tem nada demais, vida que segue. Um falou, o outro não gostou e deu escândalo, caso encerrado. Dois ex-colegas de emissora em diferentes fases da vida, cada um dando o que tem à sociedade. O problema é quando perfil oficial da Secretaria de Comunicação da Presidência da República, cuja manutenção é paga por nós, resolveu entrar nessa picuinha. Foi lá o governo, no Twitter, bater boca com humorista. Adivinha o resultado? Óbvio, outro esquete.

Nessa briga toda, é importante não esquecer um ponto específico: jamais um político brasileiro se beneficiou tanto da arrogância dos humoristas politicamente corretos do Brasil quanto Jair Bolsonaro. Por mais que, no momento, pareça que Mario Frias leva a pior, sugiro observar as cenas dos próximos capítulos.

Quando à alegada "censura dos humoristas", um debate que mobilizou a internet, não é novidade e não foi inventada por Jair Bolsonaro. Como a memória política do brasileiro é curta, tomo a liberdade de lembrar a Lei Eleitoral votada pelo Congresso Nacional para as eleições de 2010, que continha uma pérola: proibia humor com políticos e partidos no rádio e na televisão por todo o período eleitoral. A ABERT, Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão, recorreu ao STF contra a proibição e o julgamento se arrastou por quase 10 anos.

No plenário do Supremo Tribunal Federal, imediatamente os efeitos da lei foram suspensos até o julgamento final. Só que os ministros fizeram uma ampla discussão sobre o humor e seu papel na expressão humana em diversas sessões, até finalmente colocarem um ponto final na história no ano passado. Mas tanto a presidência da Câmara quanto a presidência do Senado defenderam, durante muitos anos, a censura a humoristas durante o período eleitoral.

Recentemente é um fenômeno comum nas redes sociais difamar ou atacar alguém e depois dizer que se tratava de "humor". São visões subjetivas. Para os que sentem prazer no sofrimento alheio, pode realmente ser engraçado o ato deliberado de provocar sofrimento em alguém. Câmara e Senado, em 2010, defendiam que se proibisse veiculação daquilo que fosse ridicularização, degradação ou ultraje contra políticos ou partidos. A alegação é que isso prejudicaria a performance dos candidatos que fossem tema desses humoristas, sem tempo para a devida reparação durante a campanha.

A aposta da Câmara e do Senado em censurar o humor que ridiculariza ou degrada alguém estava errada. Segundo os políticos, preocupados mais com as próprias suscetibilidades que com o mundo real, isso prejudica a performance eleitoral. Anos depois de CQC x Jair Bolsonaro, vemos que o efeito pode ser exatamente o oposto.

O julgamento do STF acabou por colocar na jurisprudência do Brasil o humor como um direito, ligado à liberdade de expressão. Hipérboles, sarcasmo e distorção da realidade são alguns dos instrumentos usados para fazer rir. Mas, logo no início do julgamento, o então ministro Ayres Britto lembrou de algo importante na definição do humor: o poder dele não está apenas em fazer rir.

“Humorismo não é apenas uma forma de fazer rir. Isto pode ser chamado de comicidade ou qualquer outro termo equivalente. O humor é uma visão crítica do mundo e o riso, efeito colateral pela descoberta inesperada da verdade que ele revela.”, disse o ministro do STF citando de cabeça uma afirmação do cartunista Ziraldo.

Estamos aqui diante das "verdades que o humor revela", aquelas que nos calam tão fundo a ponto de provocar o riso. A grande questão é que nem o humorista nem o retratado por ele controlam quais são essas "verdades", já que elas dialogam com os valores e a história pessoal daqueles que estão assistindo. E, nessa era estranha do humor partidário, alguns imaginam ter o poder de conduzir o raciocínio das pessoas.

Quando o humor é feito pelo humor, os efeitos dele são previsíveis: o riso libertador ao descobrir qualquer verdade com a qual não gostamos de nos confrontar. Quanto o humor é partidário, ele terá o mesmo efeito, mas cada um acreditará que está diante de uma "verdade" diferente a ser descortinada, já que a prioridade não é o humor.

Até agora, o humor partidário só beneficiou politicamente aqueles que tentou desconstruir. Enquanto os humoristas crêem que o público está rindo apenas dos políticos que eles esculacham, as pessoas também estão rindo do comportamento do humorista, que não desconfia disso. Não houvesse dinheiro público envolvido, a peleja entre globais seria até interessante de acompanhar.

20 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 20 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • C

    Carlos de Albuquerque Regina

    ± 2 dias

    Existe uma guerra em andamento. Uma das partes foi destronada, não aceita a derrota e ficou ferocíssima. Está lançando mão de todos os recursos possíveis e imagináveis para reverter a derrota. Usa facas, juízes e políticos da mesma estirpe, mídia nacional e estrangeira e assim por diante, 24 horas por dia. Felipes Netos, Anitas, Adnets e afins compõem o batalhão do #elenão e fazem parte dos recursos dos derrotados. O que fazem não é humor e nem arte. São manobras no campo de batalha mesmo. Na minha opinião, dão direito à reação do oponente, até um um togado diga o contrario. Acho porém, que deveriam simplesmente seguir com a caravana e deixarem os cães latindo uns para os outros.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    SILVIO MACIEL ROCHA

    ± 2 dias

    São dois *******!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Stanislau Surek

    ± 2 dias

    Nesse país tudo é um circo, só o povo que não está achando mais nada engraçado.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Pedro tenvia

    ± 2 dias

    Humorista Adnet até pretende ser, mas fica só na pretensão, o termo "bobão" é perfeito, que falta nos fazem os humoristas do passado, Chico Anysio, Jô Soares, alem de muitos outros que infelizmente hoje só estão nas nossas lembranças e felizmente ainda podemos ver no YouTube.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    ciro cesar zadra

    ± 2 dias

    É , Mais do mesmo . Adnet é e sempre foi sem graça . Devia ser punido como os juízes ! Aposentadoria compulsória.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Stephano Zibetti

    ± 2 dias

    Essa colunista até ontem fazia vídeos e lives com Ayan, o rei das fake news, cheirador de cocaína e pedófilo. Quando ela irá comentar sobre isto??! Nunca???

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Saber é poder

    ± 2 dias

    "Ditadura militar"? Ziraldo? Humor "engraçado"? Já tentei te ajudar muitas vezes, Medeleiny. Desisti por insistência tua. Adnet é um lixão vendido ao que há de pior. Frias humilhou o bandido, nem o Marcelo Taz conseguiu essa proeza. Ri muito. Mandei emoldurar na sala o comentário de Frias. Parabéns ele, por dar esse coice no meio dos beiço desse chinelão.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eduardo P.

    ± 2 dias

    Olha eu não sei quem tá certo ou errado nisso aí, Difícil mesmo é alguém rir das piadas do Adnet, ele era bom na mtv, mas essa fase atual de humorista militante é bem sem graça

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Fernando Antonio Roquette Reis Filho

    ± 2 dias

    Interessante lembrar que vivemos um período sem humor político na Globo....foi entre 2002 e 2016....por que será?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • I

      IvoHM

      ± 2 dias

      Silva Sauro: O Casseta e Planeta acabou porquê o petê proibiu as piadas contra o Luladrão, e o programa perdeu a graça.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • A

      Avlis Sotnas

      ± 2 dias

      ah vc tá de sacanagem? dormiu em 2002 e acordou em 2016? não é possível ser tão alienado assim só pra forçar a barra. lembre: o discurso dos petistas contra a Globo era idêntico ao dos bolsonaristas... "globolixo" etc e tal. fanáticos só trocam o sinal, são farinhas do mesmo ****.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Leonardo Freitas

    ± 3 dias

    Acho interessante: as mesmas pessoas que cantam em verso e prosa a necessidade de incentivo à cultura ridicularizam o Mário Frias por ser um ator de “segunda categoria”. Então, o tal fomento público ao serviria para artista de primeiro time (como o tal humorista)? Concordo com a articulista: discussão desnecessária e contraproducente, a não ser por permitir expor, pela enésima vez, a hipocrisia dos nossos ditos “progressistas”...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Reinaldo de Oliveira

    ± 3 dias

    Ótimo texto Madeleine. Prazer em lê-lo. Infelizmente o humor no Brasil tornou-se muito politizado e conduzido por "estrelas" que acreditam estar acima do bem e do mal e que usam a população como massa de manobra. Adnet jogou a isca e Frias caiu por falta de maturidade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    ANTONIO

    ± 3 dias

    O pessoal que comenta aqui tem muito sendo de humor. Mas é bem nonsense.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Admar Luiz

    ± 3 dias

    Madeleine, Madeleine, o Mario frias esteve agora a pouco na Jovem Pan. Veja lá o que ele disse sobre isso. É bem esclarecedor e põem os pingos nos is. Como vc bem sabe, a mídia é majoritária de esquerda. O progressismo infesta as redações, né não? Qualquer coisa, uma frase, uma palavra mal colocada que seja, essa gente calhorda interpreta no sentido de denegrir, enfraquecer o "Bozo", né não? A Globo Lixo, e não só ela, viveram nos últimos 50 anos da grana do governo. Eram bilhões do dinheiro das estatais que enchiam seus cofres. A Platinada então? Aí veio o "Bozo" e acabou com a mamata. Por isso e "otras cositas mas" a perseguição criminosa ma imprensa mainstream ao governo do Bolsonaro.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • A

      Admar Luiz

      ± 2 dias

      Avlis Sotnas: Pois é só um "perfeito idi ota fanatizado", não enxerga que a mídia, na sua imensa maioria, não é de esquerda, né valente?rsrs Vai ver é tudo conspiração, hein? Na época do PT o dinheiro farto das estatais comprava udo. Até consciências e "otras cositas mas". O PT atacava a imprensa, isso é verdadeiro. Aliás, quem queria controlar os meios de informação era quem mesmo? Ele se dizia perseguido pra ter do seu lado os esquerdo/progressistas das redações. Os mimis eram pagaos com o silêncio da canalha do jornalismo tupiniquim.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • I

      IvoHM

      ± 2 dias

      Silva Sauro: pois é, só sendo muito mimizento para achar que uma tentativa de assassinato por um comunista é perseguição da esquerda, não é mesmo?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • A

      Avlis Sotnas

      ± 2 dias

      engraçado, na época do pt, os petistas diziam q a mídia era de direita. os fanáticos da vez dizem q agora a mídia é de esquerda. mas mimizentos como os fanáticos bolsonaristas nunca vi. tudo é perseguição ao mito. nem os outros fanáticos eram tão mimizentos

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Jorge Dias

    ± 3 dias

    "Não acho que quem ganhar ou quem perder, nem quem ganhar nem perder, vai ganhar ou perder. Vai todo mundo perder." - Rousseff; Dilma; algum momento do passado.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    José

    ± 3 dias

    Uma singela opinião para a colunista. Quanto mais falar mal deste governo, ridicularizar, classificar com palavras degradantes quem apoia Bolsonaro, tentar impor uma narrativa de que tá tudo errado, mais cresce o apoio ao Presidente. Qual a régua para medir se o governo é bom ou ruim? Comparar com os governos antecessores? O governo atual ganha de goleada.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.