Bossa Nova e Jazz no Bareto
Bossa Nova e Jazz no Bareto| Foto:

Mick Hucknall

Semana passada (15/03) abri māo de assistir ao show da banda de punk/rock Bad Religion no Spazio Van em Curitiba (ao qual já tinha assistido uma vez em show inspirado no Hard Rock Hotel em Las Vegas), para ver em Sāo Paulo os excelentes músicos do Simply Red.

Banda inglesa de Manchester com suas clássicas baladas e o ótimo vocalista Mick Hucknall que estavam ainda na turnê comemorativa de 30 anos da banda chamada “Big Love” (completados em 2015). O que aparentemente me parecia uma escolha acertada, ao final do show fiquei em dúvida.   Apesar de serem músicos fantásticos, o show foi burocrático e sem grande empolgaçāo seja por parte da banda ou do público.

O Citibank Hall, a casa onde aconteceu o show, parecia estar com mais pessoas do que o local comportava, e no dia seguinte vim a saber que o  Procon-SP tinha multado a empresa T4F (Time for Fun), responsável pelo show por várias irregularidado na noite, entre elas, superlotaçāo.

Quando parecia que a noite acabaria dessa forma, meio que incompleta, veio a surpresa. Um amigo de Sāo Paulo, conhecedor do que a noite paulistana tem de melhor, nos sugeriu que ao invés de simplesmente voltarmos para o hotel, se nāo gostariamos de ir a um tradicional bar com música ao vivo chamado Baretto. A idéia nos pareceu ótima até ele falar que o tal bar ficava dentro do Hotel Fasano. Opa! Fasano ? Muito chique, muito caro, muito nada a ver com o que queriamos, ou pelo menos que achavamos que queriamos. Mas ok, já que o amigo insistia e era o anfitriāo. Vamos lá.

E assim acontecem as grandes surpresas. Após cruzar o imponente lobby do hotel, chegamos a uma pequena porta que ao entrar parecia nos transportar para outro tempo. Um lugar clássico, com móveis tāo pesados quanto confortáveis. E a música? Aí é um capítulo a parte. Alternando entre os maiores clássicos do jazz e música popular brasileira, mostrava o que a bossa nova tem de melhor.  Um grupo formado por músicos que parecem  tocar com prazer seus instrumentos, baixo acústico, guitarra,e um piano conduzido por um jovem maestro de 85 anos (nesta noite acompanhados por uma bela cantora de nome Lorena), faziam a  festa dos ouvidos das poucas pessoas que estavam no bar naquele momento, ( afinal era mais de meia noite de uma Terça Feira). A atmosfera me lembrava os filmes estrelados por Frank Sinatra ou Sammy Davis Jr.

O custo do lugar é de 50 reais por pessoa de couvert artístico, mais o que consumir, ou seja se nāo exagerar no consumo é um valor bastante razoável para uma bela noite. Só nāo aconselho a ir em grupos muito grandes, pois a música é relativamente alta e fica difícil conversar a distância. (Fecha aos Domingos).

O resumo é que tive uma noite muito agradável na companhia de grandes amigos e com direito a “parabéns a você”, quando o simpático pianista descobriu que era meu aniversário.

Em alguns momentos tive de me segurar para não dizer a clássica: “Play Again Sam”!

Bossa Nova e Jazz no Bareto

Bossa Nova e Jazz no Bareto

 

Contatos do blog:

musicaurbana@icloud.com

https://www.facebook.com/musicaurbanablog/?fref=ts

https://www.facebook.com/profile.php?id=592514283&fref=ts

 

 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]