Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Condomínio logístico Mega Curitiba, em Campina Grande do Sul, recebeu ampliação e agora conta com 100 mil metos quadrados de área para armazenamento de cargas
Condomínio logístico Mega Curitiba, em Campina Grande do Sul, recebeu ampliação e agora conta com 100 mil metos quadrados de área para armazenamento de cargas| Foto: Divulgação

O setor de logística e armazenamento de bens e produtos passou por uma verdadeira revolução trazida pela pandemia, graças ao aumento na presença digital dos negócios e a adesão cada vez maior dos consumidores ao comércio eletrônico. Para atender a essas novas demandas, a Capital Realty, um dos maiores players desse mercado no Sul do Brasil, aumentou a área de seus equipamentos de logística e armazenamento na Região Metropolitana de Curitiba.

CADASTRE-SE e receba notícias do Paraná pelo WhatsApp

Um de seus principais empreendimentos, o condomínio logístico Mega Curitiba, passou de 70 mil para cerca de 100 mil metros quadrados de área de armazenamento. O investimento feito na estrutura, instalada em Campina Grande do Sul, foi de R$ 50 milhões, e o retorno está vindo na forma de ocupação dos galpões. “Terminamos uma grande ampliação no final de 2021 e já estamos com 25% dessa área locada. Nossa meta é chegar ao fim do ano com ocupação total”, revelou o CEO da empresa, Rodrigo Demeterco, em entrevista à Gazeta do Povo.

RMC é referência no mercado de logística de armazenamento e distribuição

Demeterco também destacou a importância da região no mercado de logística de armazenamento e distribuição. “Nós aqui somos um grande centro consumidor. Além disso, temos essa vantagem logística, uma facilidade de acesso a todo o país”, apontou. O condomínio Mega Curitiba está às margens da BR-116, em uma ligação direta com o estado de São Paulo, e tem fácil acesso às rodovias BR-376 e BR-476, que ligam o centro de distribuição ao extremo sul do Brasil pela BR-101 assim como para o interior do Paraná.

“Isso faz com que muitas empresas escolham montar seus centros de logística aqui em Curitiba e Região Metropolitana, por nós termos essa facilidade de receber os produtos dos grandes centos industriais e de escoar esses produtos para os consumidores. Porque de nada adianta um equipamento perfeito, bem estruturado, mas que esteja em um lugar isolado. Muito menos um armazém em uma localização excelente, mas mal planejado. Nossa busca é pelo equilíbrio desses dois fatores”, explicou o CEO.

Preço e prazo do frete são diretamente ligados à localização dos centros de logística

O equilíbrio citado por ele é um dos quesitos chave para atender dois dos principais fatores decisivos no momento da compra online: o preço do frete e o tempo de entrega. Quanto menores forem esses valores, melhor para o cliente. E quanto mais compras online, melhor para os clientes de Demeterco.

“Ninguém quer mais esperar como antigamente, quando era normal uma compra pela internet levar até um mês para ser entregue. Hoje chega no dia seguinte da compra, às vezes até no mesmo dia. E isso só é possível com esses equipamentos logísticos mais próximos a pontos que facilitam esse escoamento. Essas mudanças de hábito e a exigência do consumidor de receber os produtos cada vez mais rápido tornam ainda mais importantes a boa localização desses centros logísticos. Isso fomentou muito o crescimento no nosso mercado. É uma demanda que foi criada e reforçada por esse aumento no uso do e-commerce, e que nós estamos investindo para atender”, avaliou.

A adequação às necessidades do mercado foi outro fator destacado por Demeterco. De acordo com ele, ao investirem na locação de espaços em condomínios logísticos os varejistas e as transportadoras – os dois principais perfis atendidos pela Capital Realty – podem investir seus recursos nos próprios negócios, desenvolvendo novos produtos e captando novos clientes.

“Nós estudamos muito e aprendemos muito com os nossos clientes para garantir que as especificações das nossas estruturas possam atender às particularidades das mais diferentes demandas. Essas são empresas que necessitam de um galpão logístico com as especificações adequadas, como um pé direito alto, piso com capacidade de carga, acesso a docas, fácil estacionamento. São prédios, são equipamentos que dão essa dinâmica, essa eficiência para o varejista, para o operador de transporte. Nós acabamos sendo os facilitadores dessa terceirização imobiliária, e damos suporte para que as empresas invistam naquilo que elas sabem fazer de melhor”, concluiu.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]