Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Foto: Divulgação/Cini
Foto: Divulgação/Cini| Foto:

Danielle Blaskievicz, especial para a Gazeta do Povo

Fundada em 1904, a Cini Bebidas é a mais antiga empresa brasileira de refrigerantes e conquistou o mercado paranaense com produtos como a Cini Gengibirra e Cini Framboesa. Os grandes concorrentes do segmento bem que tentaram reproduzir essas fórmulas. Nenhum deles, porém, conseguiu igualar o sabor e desbancar as famosas “gasosas” – forma como esse tipo de refrigerante é chamado por muita gente ainda hoje em Curitiba.

Em 2018, a Cini produziu 50 milhões de litros de bebidas – aproximadamente 11 milhões de litros (22%) exclusivamente da Cini Framboesa. Os refrigerantes são distribuídos em mais de 20 mil pontos de vendas no Paraná e em Santa Catarina e estão, gradativamente, entrando no mercado paulista.

Em Curitiba e Região Metropolitana, os refrigerantes Cini têm a segunda maior fatia do mercado. A Cini é hoje a segunda marca de refrigerantes mais lembrada do estado e a terceira mais consumida na região, atrás apenas das duas maiores multinacionais do mercado.

 Até a década de 1950, a produção era artesanal e a mão de obra quase que exclusivamente familiar. Somente dois funcionários não pertenciam à família Cini. O químico Helmar Mauro Cini, 77 anos, lembra bem dessa época. Ainda criança, morava ao lado da fábrica – que na época ficava no Batel – e recorda quando o pai acordava durante a madrugada para monitorar a produção de cerveja. “Comecei trabalhando como aprendiz e passei minha vida lá”, relembra Helmar, que ficou na empresa até se aposentar, em 2008.

Foto: Acervo/Cini

Inovação e qualidade

O engenheiro químico Nilo Cini Júnior, representante da quarta geração da família Cini no Brasil e um dos diretores da empresa, fala que com as novas gerações, a gestão está sendo descentralizada aos poucos. Mas a essência e as diretrizes de produção permanecem as mesmas desde o começo: o investimento em insumos de qualidade e em inovação para o desenvolvimento de novos produtos.

“O objetivo é acompanhar as tendências do mercado, mas sem perder as raízes da empresa”, pondera.

O parque industrial localizado em São José dos Pinhais comporta três linhas de produção que utilizam equipamentos de ponta e garantem a agilidade e a precisão durante todo o processo fabril.

Estratégia

A história da Cini começou com a fabricação de cerveja, em Palmeira, na Região Central do Paraná, que em seguida se transferiu para São José dos Pinhais. Em seu centenário, em 2004, a empresa deixou de fabricar produtos alcoólicos. Por outro lado, o portfólio da indústria foi incrementado com bebidas mistas de suco de frutas e chá mate, ambos prontos para o consumo. Atualmente são 49 produtos no portfólio em diferentes versões e tamanhos, como a linha zero, engarrafados em vidro e pet.

“Toda empresa é um organismo vivo. O que faz uma empresa durar é perceber que os produtos e ideias iniciais podem mudar em pouco tempo”, pontua Diego Godoy, consultor de recursos humanos da Recrutamento Fácil.

Segundo ele, o grande diferencial da Cini e que resulta em sua permanência no mercado por tanto tempo é a facilidade de atender e de se comunicar com seu público. “É uma marca regional que concorre com uma das marcas mais poderosas do mundo”, enfatiza.

Para Nilo Cini, a história da empresa é um dos seus diferenciais.

“Os produtos fazem parte da memória afetiva dos paranaenses. As pessoas resgatam momentos da infância, das festas e celebrações familiares”, ressalta.

O supervisor da área de Formulação, Possidônio Sabino Silva, está na empresa há quase 30 anos e conta que tudo o que sai da fábrica é resultado de muito tempo de pesquisa, análise de tendências e testes sensoriais. “Há uma preocupação constante da empresa em se modernizar e oferecer novos produtos ao mercado”, comenta.

 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]