Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Eternit
Telhas fotovoltaicas de concreto são apostas da fabricante Eternit| Foto: Divulgação

O braço brasileiro da Eternit, uma das mais conhecidas fabricantes de telhas e coberturas, escolheu Cambé, cidade no Norte do Paraná, para testar uma de suas grandes apostas para o futuro da empresa: telhas fotovoltaicas de concreto, capazes de converter a incidência solar em energia.

Ainda como projeto-piloto, a instalação, uma das únicas seis da empresa no país, foi feita em uma residência que recebeu 258 telhas e deverá gerar aproximadamente 240 kWh/mês. A empresa estima que a média de economia mensal nesse projeto seja de R$ 180.

Por enquanto, a produção das telhas fotovoltaicas da Eternit está concentradas em uma planta em Atibaia (São Paulo). Porém, a marca mantém uma fábrica em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, que pode receber parte dessa produção quando ela se tornar comercial -- o que é esperado para o segundo semestre.

O investimento em sustentabilidade é uma das apostas da marca para se reerguer. A Eternit pediu recuperação judicial em 2018, com dívida calculada em mais de R$ 200 milhões, após o Brasil impor regras restritivas ao uso de amianto. A substância, considerada cancerígena pela Organização Mundial da Saúde (OMS), era a principal matéria-prima das telhas produzidas pela marca.

6 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]