Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Projeção artística da fachada do PB Shopping, em Pato Branco
Projeção artística da fachada do PB Shopping, em Pato Branco| Foto: Divulgação

Pato Branco, no sudoeste do Paraná, vai receber, nesta quinta-feira (18), o maior centro de compras e lazer da região. É o PB Shopping, um empreendimento resultado da parceria entre a Paysage Empreendimentos, de Curitiba, e o G8 Associados, de Pato Branco. O investimento chegou à marca de R$110 milhões.

Receba as principais notícias do PR em seu celular

O shopping, que será inaugurado às 11h, conta com 43 mil metros quadrados de área total construída. São 21 mil metros quadrados de área bruta locável, onde serão distribuídas as 6 lojas âncora, 9 megalojas e outras 86 lojas satélites. Na primeira fase de operação, serão 105 lojas já abertas ao público. A praça de alimentação conta com espaço para 900 pessoas, e tem capacidade para 21 unidades de fast food e 2 restaurantes. O projeto também conta com 4 salas de cinema, um play center para as crianças e mil vagas de estacionamento.

A arquitetura do local, assinada pela Doria+Arquitetos, privilegia a fácil locomoção do público. Com corredores amplos e muita utilização de luz natural, o PB Shopping conta ainda com uma vista privilegiada da cidade por estar localizado em um dos pontos mais altos de Pato Branco. O escritório de arquitetura conta com mais de 60 empreendimentos de varejo, como o Shopping Estação e Jockey Plaza Shopping, em Curitiba; Catuaí Palladium, em Foz do Iguaçu; Palladium, em Umuarama; Cidade dos Lagos, em Guarapuava; Balneário Shopping, em Balneário Camboriú; Brava Mall, em Itajaí; Shopping Pátio, em Chapecó; Shopping Botucatu, em Botucatu; e Vista Club, na capital de Angola.

Planta já prevê futuras ampliações do PB Shopping

Segundo os empreendedores, a integração da obra com o entorno, além do uso extensivo de conceitos modernos e inovadores, são alguns dos destaques do centro de compras, que atende a diversos preceitos de eficiência energética, acessibilidade e sustentabilidade. Entre os diferenciais está um sistema completo de captação e reuso de água da chuva, além de uma central de inteligência operacional para monitorar a operação diária do complexo. Outro atrativo é a disponibilidade de pontos de abastecimento para veículos elétricos.

“É preciso criar o desejo de estar naquele espaço, desta forma, a arquitetura deve ser autêntica e revelar fortemente esse objetivo”, apontou o arquiteto Manoel Doria. De acordo com o arquiteto, o PB Shopping já conta, desde sua inauguração, com a possibilidade de futuras ampliações. O desenho das plantas já prevê futuras conexões com novas áreas, assim como com o esperado desenvolvimento imobiliário no entorno do shopping.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]