Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Pacer
Sistema de reconhecimento facial no aeroporto Santos Dumont| Foto: Divulgação

Uma empresa de tecnologia de Curitiba está ajudando o governo federal a colocar em prática um inovador projeto-piloto de reconhecimento facial em aeroportos. A Pacer, ao lado de duas outras empresas, tem trabalhado em um sistema para dispensar o uso de documentos, tendo apenas as linhas faciais do viajante como seu cartão de embarque.

O objetivo do projeto Embarque +Seguro, que é idealizado pelo Ministério da Infraestrutura, é agilizar o tempo de embarque e tornar o procedimento mais seguro. Um primeiro leitor facial já está em funcionamento no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

A implantação veio após uma série de testes com a tecnologia. Passageiros voluntários da companhia aérea Azul foram convidados a experimentar a novidade. No balcão da empresa, o passageiro informava o nome, CPF e número de celular e recebe uma mensagem de texto solicitando autorização para o registro de foto e o tratamento dos dados.

Após essa validação, o voluntário tinha a liberação para ingressar na sala de embarque e na aeronave por meio dos pontos de controle biométrico, que fazem a identificação com o uso de câmeras, dispensando documento com foto ou bilhete aéreo.

“Trabalhamos focados em desenvolver ideias que façam a diferença no nosso país e que contribuam para que o Brasil atinja os mais altos níveis de desenvolvimento tecnológico”, afirma o diretor da empresa, André Pocai.

Ainda nao há definição de quando a tecnologia será levada a outros aeroportos.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]