Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
condominio-de-startups-foz-do-iguaçu-projeto
Investimento no projeto deverá ser de R$ 2,4 milhões.| Foto: divulgação.

A Prefeitura de Foz do Iguaçu abriu, na última segunda-feira (8), licitação para a construção de um condomínio para startups, onde hoje funciona o Centro Municipal de Turismo, na Avenida das Cataratas.  Batizado de Centro Municipal de Inovação, o complexo deverá abrigar 50 empresas de tecnologia. A previsão é que a inauguração ocorra no início de 2020, cumprindo um cronograma de nove meses de obra.

Com um custo de reforma e ampliação estimado em R$ 2,4 milhões, o projeto faz parte uma política pública de incentivo ao empreendedorismo, que também inclui a redução da alíquota de impostos como ISSQN, para as atividades econômicas relacionadas, e o ICMS sobre eletroeletrônicos, informática e telecomunicações.

Quem vai bancar a construção é a Secretaria de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos. “Quando iniciarem as obras teremos nove meses para formatar e publicar o edital de seleção das startups. Chamaremos todas as instituições para definição do modelo de gestão", comenta o secretário da pasta, Gilmar Piolla.

"A ideia é selecionar iniciativas em áreas de ponta, como audiovisual, realidade virtual, 4D, games, animação e computação gráfica, video mapping, dentre outras”, pontua Piolla.

Para o secretário, o projeto é uma forma de oferecer aos empreendedores um conjunto atrativo, dentro das principais vocações da cidade. “A localização estratégica, no coração do Mercosul, os incentivos fiscais do Estado e do município, a conectividade aérea, dentre outros fatores, fazem da cidade o local ideal para atrair investimentos em tecnologia. Queremos nos tornar o vale do silício da tríplice fronteira e do Mercosul”, resume.

Condomínio terá 2,5 mil m²

condominio-de-startups-foz-do-iguaçu
Inauguração deve ocorrer no início do ano que vem. Foto: divulgação.| Foto: Divulgação

A empresa que vencer a concorrência pública ficará responsável pela revitalização da área interna e externa, substituição da cobertura, modernização da rede elétrica, hidráulica, estacionamento, galerias pluviais e outras melhorias dentro da área de 2,5 mil metros quadrados do prédio.

Em um comunicado oficial a Prefeitura informou que o projeto futurista abrigará não só startups, como também salas para trabalho compartilhado, espaço para reuniões e eventos, além de um centro de serviços corporativos, reduzindo assim os custos com deslocamento e troca de informações.

As empresas interessadas em participar da concorrência tem até o dia 30 de julho para entregar os envelopes com os propostas. O edital da licitação está disponível no site oficial da prefeitura.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]