i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Paraná S.A

Foto de perfil de Paraná S.A
Ver perfil
Estratégia

Isoflex foca no home office e em itens médicos e ameniza estragos da pandemia

  • 01/10/2020 19:46
Carolina Hartmann na Isoflex. Empresa que fabricou face shields durante ápice da pandemia
Carolina Hartmann na Isoflex. Empresa que fabricou face shields durante ápice da pandemia| Foto: Divulgação/Isoflex

A interrupção nas atividades de muitos escritórios obrigou uma empresa paranaense especializada em itens de gestão visual para o ambiente de trabalho a adotar uma estratégia drástica de sobrevivência: mudar temporariamente o foco de sua produção. De pastas organizadoras, displays e quadros de anotações – produtos que compunham o seu portfólio – a Isoflex decidiu apostar em máscaras faciais do tipo escudo (as face shields) e itens para home office.

LEIA MAIS sobre empresas paranaenses

A medida serviu para estancar as perdas. De acordo com a Isoflex, a quebra no faturamento até aqui já bateu R$ 1,5 milhão. E justo em um ano que iniciou com boas expectativas, diz a diretora de marketing Carolina Wolfart Hartmann. “Tivemos que adaptar nossa produção e encontrar produtos que pudessem ser úteis no combate à pandemia. Começamos então a produzir escudos faciais, quadros de beira de leito e displays que foram muito utilizados em hospitais, por exemplo”, explica.

A readaptação para a produção de itens hospitalares amenizou as quebras. Para ganhar fôlego, a empresa então passou a investir em produtos para quem está trabalhando de casa, no regime de home office. "Essa modalidade de trabalho ganhou força em 2020 e por isso voltamos a nossa produção normal neste primeiro momento investindo no desenvolvimento e na fabricação de produtos voltados à gestão visual do trabalho em casa, como quadros profissionais e organizadores de mesa", diz.

Com a retomada de sua produção tradicional, que já está ocorrendo, a empresa ainda espera chegar a um faturamento de R$ 10 milhões no ano. Embora essa marca represente retrocesso de quatro anos nas contas, Hartmann se diz confiante com a retomada das atividades econômicas, sobretudo nas indústrias alimentícias e farmacêuticas, e, como consequência, na recuperação de seu negócio.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

    Fim dos comentários.