Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Produção de alimentos segue puxando os números da indústria paranaense.
Produção de alimentos segue puxando os números da indústria paranaense.| Foto: HENRY MILLEO / Gazeta do Povo / Arquivo

Maio foi o primeiro mês de 2022 que superou a criação de empregos na indústria paranaense em relação ao ano passado. O mês registrou 3.385 contratações. A alta foi de 73% em relação a abril, quando foram criados 2.163 empregos na indústria paranaense. O pior mês do ano até aqui foi março, com apenas 348 novas vagas. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (29) pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) a partir do Cadastro Geral de Empregos e Desempregados (Caged).

Siga as últimas notícias de negócios no estado pelo Linkedin da Paraná

O saldo no acumulado até aqui em 2022 também é positivo. De janeiro a maio, o estado soma 15.521 contratações na indústria. O número, porém, é 49% abaixo do mesmo período de 2021, quando foram criados 30.147 empregos nas linhas de produção do Paraná.

A produção de alimentos segue puxando o crescimento industrial paranaense. Até maio, o setor contratou 2.632 novos trabalhadores, principalmente no setor de abate de aves e suínos. Junho já terá impacto nesse segmento, com a inauguração nesta quinta-feira (30) da fábrica da PremieRpet em Porto Amazonas, maior planta de alimentos para cães e gatos da América Latina que vai gerar 350 empregos diretos.

O segundo segmento em que os empregos mais crescem é o de confecções e artigos de vestuário, com 1.788 admissões nos cinco primeiros meses. Na terceira posição vêm a indústria automotiva, que gerou 1.686 novos postos de trabalho em cinco meses e que já vai ter impacto positivo em junho com a abertura de mais 200 empregos na reabertura nesta quarta-feira (29) da fábrica da Audi em São José dos Pinhais.

Umuarama, no Noroeste, foi a cidade que mais criou empregos na indústria em maio, com 448 novas vagas. Na sequência vieram Iporã (237 vagas), Ponta Grosa (214), Telêmaco Borba (155) e Pato Branco (143).

No acumulado do ano, São José dos Pinhais lidera o ranking com 857 novas vagas, seguida por Maringá com 762 e Curitiba com 742.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]