Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
The Blend_O Boticário
Perfume é inspirado nas destilarias tradicionais e inspira a produção artesanal.| Foto: divulgação.

A nova aposta de mercado do O Boticário exigiu do Grupo uma quantidade 10 vezes maior de tentativas de produção do que um perfume tradicional. Depois de 1.910 ensaios de combinações, quatro perfumistas internacionais conseguiram chegar ao The Blend, a fragrância lançada na última terça-feira (22) pela marca e que pretende brigar no mercado internacional de perfumaria.

O tempo de produção do novo projeto também durou três vezes mais, totalizando 55 meses desde a primeira reunião para discutir o escopo da fragrância e o mercado potencial para o produto. “Enquanto não estava perfeito, não ousamos lançar”, contou o farmacêutico e bioquímico Cesar Veiga, que é o coordenador do Núcleo de Avaliação de Fragrâncias da marca. O Grupo O Boticário é paranaense e tem sede em São José dos Pinhais.

Inovação

O-Boticário-Lab_Pátio-Batel
Lançamento aconteceu na loja conceito da marca, no Shopping Pátio Batel, em Curitiba. | divulgação.

Tanta dedicação a uma nova linha é justificada pelos executivos em duas vertentes. A primeira delas tem a ver com o ineditismo do produto dentro do portfólio de fragrâncias da marca. Conhecida por investir anualmente 2,5% de sua receita em inovação e em pesquisas sobre tecnologia, a rede O Boticário usou a combinação de quatro especiarias - pimenta preta, noz-moscada, cravo e canela - para criar um quinto elemento.

“É como compor uma sinfonia”, conta Veiga. “Não é apenas misturar esses elementos. Procuramos o equilíbrio de um, de outro e aí vem a destilação dos óleos essenciais. É praticamente impossível criar um novo cheiro”, explica.

A “receita”, que demorou esse tempo impressionante para chegar ao equilíbrio, está sendo guardada a sete chaves. “Essas proporções únicas representam a inovação. Essa receita anual revertida para pesquisa explica porque, além do The Blend,  trabalhamos com 200 projetos por ano e já estamos antecipando as tendências de mercado, com perfumes que só serão apresentados em 2021”, resume.

Marketing

Outro ponto fundamental que passa pela estratégia da marca aponta o preciosismo na criação do The Blend como uma característica do público-alvo que querem atingir - tanto em suas mais de 4 mil lojas nacionais, como nos 150 pontos de venda internacionais, em que o produto foi lançado simultaneamente. "O homem assertivo, refinado e obstinado" é o mote da campanha publicitária que está embasando o produto.

Diferente do Malbec - o principal nome da linha masculina de O Boticário - o The Blend tem mais a ver com negócios, praticidade e sofisticação, do que com sedução. “Essa é uma identidade totalmente nova, tem um DNA muito diferente”, garante Veiga.

Além do The Blend tradicional (R$ 229), também foram lançados a versão Bourbon (R$ 229), com notas de baunilha e sândalo, um antitranspirante (R$ 29,90) e um gel de banho (R$ 49,90), na mesma linha.

A expectativa dos executivos é que, por ser considerado um perfume top de linha em seu segmento e possuir um valor de mercado mais alto, o The Blend desponte na concorrência tanto com as grifes internacionais, quanto no acirrado mercado nacional.

5 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]