i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Paraná S.A

Foto de perfil de Paraná S.A
Ver perfil
Carreira

Reino Unido pagará bolsa de pós-graduação para brasileiros

  • PorMariana Ceccon
  • 30/08/2019 18:00
chevening-National-Trust-divulgação-reino-unido
Quem se inscrever até o dia 5 de novembro sairá para a viagem de estudos em agosto do ano que vem.| Foto: Pixabay.

Estão abertas as inscrições para o programa de estudos Chevening, uma bolsa dada pelo Governo Britânico a estudantes internacionais que desejam cursar pós-graduação - mestrado ou MBA -, no Reino Unido. Até o dia 5 de novembro, interessados em receber auxílio financeiro pelo período de um ano, deverão se inscrever pelo site oficial do programa. A viagem está prevista para ocorrer em agosto de 2020.

Entre os critérios para que os alunos sejam aceitos estão: ter dois anos de experiência profissional, diploma de graduação e proficiência em língua inglesa. Não há nenhum limite de idade ou área prioritária de pesquisa, mas é necessário que, após a conclusão do curso, o aluno retorne ao Brasil e permaneça no país por dois anos.

Além de atender estes critérios, o aluno também precisa fazer contatos particulares com três universidades, de qualquer um dos quatro países, e participar do processo de seleção individual destas instituições. A aprovação da bolsa só é feita mediante apresentação de uma carta de aceite de, pelo menos, uma instituição britânica de ensino.

Paranaenses

Sendo oferecida no Brasil há cerca de 30 anos, o programa já beneficiou 1,8 mil alunos, desses, 50 paranaenses. Na última quarta-feira (21), embaixadores e analistas do Chevening estiveram em Curitiba, promovendo a bolsa e estimulando, principalmente, mulheres de todas as idades a se inscreverem. Uma das metas da instituição é incentivar a liderança feminina em diversas áreas, como uma forma de atender as políticas externas do Reino Unido.

“Buscamos a inclusão desse tema nos nossos capítulos”, declarou a embaixadora do programa no Brasil, Gisele Raulik.

“Nós últimos cinco anos tivemos uma predominância em inscrições femininas, mas o que estamos promovendo, com as instituições parceiras, é a absorção delas em postos de liderança, após o retorno. É uma discussão que o país precisa fazer”, comentou.

Custeio

Além de bancar o valor integral de cursos de mestrado profissional, cuja duração varia entre 9 e 12 meses, o programa Chevening também financia os custos com passagem, retirada de visto, moradia e alimentação. A ideia do programa é que o aluno use o tempo na região para encontrar contatos profissionais que possam estabelecer uma relação de parceria entre os dois países.

Seleção

Na primeira fase de inscrições, os alunos precisam responder um questionário mostrando porque estudar no Reino Unido pode fazer a diferença em seus planos de carreira em curto e longo prazo. Também é necessário mostrar, através das respostas e currículo, experiências que comprovem a vocação do candidato para liderança e ambição na carreira.

Caso as respostas sejam consideradas satisfatórias, o candidato é convidado a participar de uma entrevista. Em Curitiba, esta fase está prevista para acontecer entre março e maio de 2020. Caso seja selecionado, o participante tem até julho de 2020 para apresentar a carta de aceite de uma das universidades e mais um mês para programar a sua partida, estimada para ocorrer no máximo até setembro do ano que vem.

“Investimos em pessoas que tem potencial para mudar o cenário do Brasil e do mundo. Queremos que elas voltem e apliquem o conhecimento trabalhando aqui e para isso precisam entender quais são as defasagens em sua área de atuação”, explicou Cadu Mesquita, analista do programa no Brasil.

Em 2018, 1,2 mil brasileiros se inscreveram no programa. Deste total, 150 foram convocados para entrevistas e 59 receberam a bolsa.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.