i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Pedro Menezes

Foto de perfil de Pedro Menezes
Ver perfil
Coronavírus

Um plano de combate à pandemia proposto por conservadores americanos

  • Por Pedro Menezes
  • 14/04/2020 21:24
Um plano de combate à pandemia proposto por conservadores americanos
Conheça o plano de combate à pandemia de coronavírus proposto por conservadores americanos| Foto: KENA BETANCUR/AFP

Num cenário de pandemia, nada faz tanta falta quanto um plano de ação. Singapura, Coreia do Sul, Hong Kong e Alemanha são algumas das nações que alcançam bons resultados por terem seguido um cuidadoso planejamento. Um bom plano não serve apenas para guiar políticas públicas – outro objetivo essencial é mostrar ao cidadão que há luz no fim do túnel. O combate a uma pandemia exige grande coordenação de esforços coletivos e cada compatriota precisa saber por que sacrifícios são necessários.

A maioria dos países ocidentais ficaram desnorteados com o surgimento da Covid-19, inclusive Brasil e Estados Unidos. Os americanos, porém, contam com um grande trunfo a seu favor: a sociedade civil mais vibrante do planeta. Ainda antes do governo Trump divulgar seu plano de ação, diversas organizações já formulam propostas para incentivar o debate.

Uma destas propostas foi publicada recentemente pelo American Enterprise Institute, importante think tank do conservadorismo americano. O estudo foi liderado pelo médico Scott Gottlieb, que chefiou a Food and Drugs Administration (FDA) entre 2017 e 2019, indicado pelo próprio Donald Trump. Dentre os outros autores, a maioria integrou os governos Trump ou Bush.

Apesar de ter sido pensado para o contexto americano, o plano é útil para quem quiser formular políticas públicas para o Brasil. Algumas fases precisam de certa flexibilização, dado o nosso grau de desenvolvimento, mas a estrutura geral do projeto informa o que deveríamos fazer por aqui.

O que chamo de “estrutura geral” é a divisão da resposta governamental em 3 etapas de combate ao coronavírus, além de uma quarta etapa dedicada a organizar uma resposta nacional às pandemias do futuro. Cada etapa possui gatilhos que determinam quando o processo se inicia e quando os esforços devem cessar.

Cada etapa tem seu nome, associado ao grande objetivo que pretende ser alcançado. A primeira: “atrasando o contágio”, que é onde estamos agora, tanto no Brasil quanto nos EUA. Em seguida, vem a segunda etapa: “reabrindo, estado por estado”. A etapa terceira pretende “estabelecer proteções e liberar todas as restrições”. Por fim, vem a quarta fase, dedicada a construir respostas mais ágeis e menos custosas para as próximas pandemias.

Fase 1: Atrasando o contágio

A etapa inicial de combate ao vírus tem um gatilho objetivo que determina quando ela começa: a transmissão comunitária, momento no qual começam a surgir novos casos da doença que não estão associados a viajantes conhecidos. Ou seja, a situação presente do Brasil e dos EUA.

Neste momento, segundo o plano proposto, é necessário fechar espaços de aglomeração, incentivar o trabalho à distância em serviços não-essenciais, fechar escolas e tomar outras atitudes drásticas. Mas uma grande virtude de um plano deste tipo é ir além das meras restrições, explicitando os objetivos que devem ser alcançados.

Com alto custo econômico, a primeiras fase tem três objetivos declarados pelos autores do estudo: aumentar a capacidade do sistema de saúde; expandir o acesso a testes e outras ferramentas de monitoramento da pandemia; e atrasar o contágio, diminuindo a velocidade de reprodução do vírus através do isolamento social.

Uma outra grande virtude de planos deste tipo é fornecer critérios claros sobre quando o isolamento social será relaxado. Os pesquisadores propõem 4 critérios que permitiriam a reabertura gradual da economia em cada estado:

  • 1) Queda do número de casos confirmados no estado por 14 dias consecutivos;
  • 2) O sistema de saúde do estado é capaz de atender todos os pacientes sem recorrer a padrões excepcionais de tratamento
  • 3) Todos os cidadãos com sintomas da Covid-19 tem acesso a testes;
  • 4) O estado é capaz de monitorar ativamente os casos confirmados e identificar quem teve contato com os infectados;

Esse é um passo que tem faltado no Brasil e poderia facilitar o esforço nacional de combate à pandemia. Se cada cidadão souber o que precisa ser feito para que a vida comece a voltar ao normal, seria mais fácil seguir as recomendações das autoridades de saúde. Poderíamos acompanhar através da imprensa, dia após dia, quanto falta para a volta ao trabalho. Como não temos um plano deste tipo, a desesperança tem tomado conta do país.

Fase 2: Reabrir a economia, estado por estado

Novamente, há objetivos bem delimitados. A segunda fase pretende coordenar a reabertura da economia “de maneira cuidadosa”, permitindo que a grande maioria dos negócios e escolas operem normalmente. Como os critérios para o fim da primeira fase são estaduais, a reabertura da economia ocorreria estado por estado.

Os pesquisadores fazem um alerta: se a capacidade de testagem, monitoramento e tratamento hospitalar voltar aos níveis iniciais, com crescimento do número de casos, pode ser necessária uma volta à fase 1. Como ninguém quer viver em permanente incerteza, a reabertura precisaria ocorrer de forma gradual e prudente.

É por isso que, para idosos e membros do grupo de risco, algumas das medidas de isolamento precisariam continuar. Afinal, a taxa de hospitalização desses grupos é mais alta, o que aumentaria o risco de novo colapso do sistema de saúde. Outra tarefa a ser cumprida é a disponibilização de máscaras para a população durante o processo de reabertura. Aqueles que já contraíram a Covid-19 e se curaram poderiam voltar ao trabalho rapidamente, pois já possuem imunidade contra o vírus.

A má notícia está nos critérios para passar à fase 3: desenvolvimento de vacinas ou tratamentos com eficácia cientificamente comprovada, reduzindo drasticamente os danos potenciais do vírus para a saúde humana. Pode demorar meses ou anos. Até por isso, o estudo sugere a derrubada de todas as regulações desnecessárias que possam atrasar esse processo.

Terceira e quarta fases: voltando à vida normal

Na terceira fase, a vacina ou tratamento precisaria ser produzida em larga escala e disponibilizada para a população. Quando isto ocorrer, a vida enfim voltará ao normal e o risco de colapso dos sistemas de saúde será drasticamente reduzido.

A quarta fase envolve a preparação para o futuro: uma nova governança das políticas de saúde pública, bem como planos específicos para acelerar a produção de vacinas e maior investimento em pesquisa. O novo coronavírus revelou ao mundo o completo despreparo dos sistemas de saúde para lidar com pandemias. Aprender com os erros de 2020 é um passo crucial para evitar que o mesmo ocorra em 2030.

Infelizmente, ainda estamos na fase zero: não temos um plano público, claro e objetivo para lidar com a maior ameaça da nossa geração. O governo precisa deixar claro quais são as etapas a serem seguidas e os critérios que nos permitem avançar no combate.

O governo federal é perfeitamente capaz de encontrar especialistas em saúde pública para formular um plano desse tipo. Os generais que ocupam cargos de liderança receberam treinamento suficiente para executar o plano sem temer a grande capacidade de coordenação logística exigida por um desafio desse tamanho.

Os líderes da nação precisam dizer com clareza aonde querem chegar, pois assim será mais fácil cobrar a população para que faça sua parte.

Quando resumo o plano do American Enterprise Institute na coluna, não estou sugerindo que o Brasil copie as propostas. Nossa realidade social é diferente e, portanto, nosso plano precisa ser diferente. Se o trabalho sério dos conservadores americanos for capaz de inspirar um trabalho sério do governo federal, estaremos mais próximos da vitória nesta guerra.

26 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 26 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • V

    Vitor Chvidchenko

    ± 6 minutos

    Muito bom o artigo. O plano, mesmo que não seja perfeito (e NADA é perfeito nesse mundo), apresenta lógica e metas claras. Seria interessante ver o governo brasileiro apresentando uma proposta desse tipo, pensando em médio e longo prazo. Talvez o Ministério da Saúde possa apresentar algo nessas linhas. Já do Presidente, que mal reconhece a existência do problema, fica difícil esperar que venha algo que preste...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Ricardo Acastro Egg

    ± 7 dias

    A proposta é muito boa e sem dúvida temos gente capaz de planejar e implementar. O que nos falta mesmo é um líder capaz de conduzir este processo, infelizmente a dura realidade que fomos obrigados e reconhecer. Essa lacuna vai nos custar um alto preço na perda de vidas e no caos da economia.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Glecio

    ± 7 dias

    Nenhum plano dará certo com uma emissora de televisão com interesses escusos, políticos corruptos, STF podre e uma nação onde sua genética é o ser dar bem.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • G

      Glecio

      ± 7 dias

      Se**

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Costa Rego

    ± 7 dias

    Ninguém se interessou em ver o que o Governo do RS está fazendo?? É o único ponto de lucidez em nossa realidade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    luiz

    ± 7 dias

    O problema maior no Brasil é a esquerda usando da epidemia para tentar derrubar o presidente, e, implantar novamente a corrupção e a roubalheira.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • V

      Vitor Chvidchenko

      ± 10 minutos

      A esquerda já vinha fazendo isso muito antes da epidemia. O problema agora é outro: desde que começou a epidemia, Bolsonaro já deu um monte de declarações estapafúrdias mostrando que não entende NADA da gravidade do problema, fora suas ações absurdas de ficar indo em aglomerações. Com isso, além da esquerda que já queria derrubar ele desde o começo, ele conseguiu colocar o centro e parte da direita (a que não é bolsonarista) contra ele também. Bolsonaro mesmo deu um tiro no seu próprio pé. Era tudo que a esquerda queria. Quem manda ter um presidente tapado como esse?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Enio Silva

    ± 7 dias

    Parabéns pelo artigo. Um exemplo do que precisamos para o nosso país: liderança para formulação de um plano adequado à nossa realidade e coordenação e firmeza na execução

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    renato mello

    ± 7 dias

    A ideia é boa contudo além das características sociais e econômicas peculiares que temos, há entraves jurídicos como um Supremo muito ativo suspendendo determinações do Executivo por limiares. Também temos a dificuldade natural do excesso de siglas partidárias que vão contestar apenas para aparecerem a mídia. Por fim, a nossa natural aversão à autoridade pública.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • G

      Glecio

      ± 7 dias

      Fantástico !!!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Reinaldo de Oliveira

    ± 7 dias

    Texto muito bom Pedro. A imprensa, com raras exceções, explora muito o problema o caos e quando há debate em busca de soluções ele se torna politizado demais e perde e foco. Muita matéria falando mais do mesmo esgotando quem lê, ouve ou assiste. O exemplo que você escreveu pode não ser a solução de todos os problema, mas gera um ambiente favorável de discussão, focado na solução e dá esperança para um sociedade que não aguenta ficar em casa sem enxergar um horizonte melhor.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    BENEDITO APARECIDO TUPONI JUNIOR

    ± 7 dias

    Caras são gênios hein?!? Voltar ao normal quando tiver vacinas e remédios eficientes. Como ninguém pensou nisso antes?!?!?!?!?!?! É para isso que serve uma think tank? Nada de novo no "plano" apresentado.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • V

      Vitor Chvidchenko

      ± 8 minutos

      Você é que é uma besta. Resumiu o plano inteiro descrito no artigo a uma única linha, retirada de uma das últimas fases do plano. Você é aquele típico ******: não faz nada e ainda fica falando mal de quem está tentando fazer. Volta para o pasto, que é o seu lugar.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    JULIO CESAR DA SILVA

    ± 7 dias

    Acredito que está forma de encarar a pandemia , apresentada neste artigo , se configura no mecanismo, mais sensato e organizado de vencermos a doença sem ficarmos loucos e destruídos pelo isolamento social e paralisação da atividade econômica. Ao assistir os jornais e ver os governadores e prefeitos falarem de isolamento social de três a quatro meses gera na sociedade um desalento terrível ! Ficando claro o despreparo e a incompetência das autoridades!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eden Lopes Feldman

    ± 7 dias

    Parabéns ao colunista pela matéria. E acrescentaria a questão demográfica e geográfica do Brasil como variável, pois temos a grande maioria das cidades sem nenhum caso e as barreiras nas estradas evitaram o contágio. Poderíamos ter passado por esta crise com menos efeitos negativos, se tivéssemos um sistema político condizente com a necessidade do país. Mas a ideologia sempre foi a voz mais alta e a propagação do medo a essência da imprensa. Espero aprendermos com esta crise, principalmente reduzindo o tamanho do estado e deslocando recursos dos inúteis assessores em todas as esferas políticas para o setor de saúde. Aí não teríamos tanto pavor deste e dos próximos vírus que nos "visitarem".

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eduardo Prestes

    ± 7 dias

    O Governo Federal criou critérios sim para o endurecimento e o relaxamento das medidas, relacionados com a ocupação de leitos de UTI na região. Abaixo de 50% de ocupação, haveria um isolamento social relaxado. As medidas ficariam mais rigorosas conforme a crescente ocupação dos leitos de UTI e as taxas de contágio / hospitalização / recuperação (em percentual da população). Os estados, municípios e imprensa ignoraram estes critérios até aqui, pois um dos princípios seria o NÃO-FECHAMENTO da economia até existir uma real evolução de casos na cidade ou região. A recomendação adotada no Brasil foi antecipar o fechamento completo da economia mesmo antes de qualquer epidemia, um contrasenso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • Z

      Zyss

      ± 7 dias

      O mandetta em entrevista mandou todo mundo seguir os planos dos Estados e municípios, ou seja, ignorou o próprio planejamento... Aí não dá!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • E

      Eduardo Prestes

      ± 7 dias

      E o caso de Milão é citado constantemente. A cidade teria deixado primeiro a epidemia realmente se manifestar para depois fechar a economia e isso teria resultado em muitas mortes adicionais. E com esse argumento, cidades com poucos ou nenhum caso de COVID-19, e zero mortes, foram paralisadas. Como a minha cidade, no litoral gaúcho, paralisada em função de uma epidemia que não matou ninguém na região e com poucos infectados (10 casos, 8 curados).

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • E

      Eduardo Prestes

      ± 7 dias

      E o caso de Milão é citado constantemente. A cidade teria deixado primeiro a epidemia realmente se manifestar para depois fechar a economia e isso teria resultado em muitas mortes adicionais. E com esse argumento, cidades com poucos ou nenhum caso de COVID-19, e zero mortes, foram paralisadas. Como a minha cidade, no litoral gaúcho, paralisada em função de uma epidemia que não matou ninguém na região e com poucos infectados (10 casos, 8 curados).

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Pzig

    ± 7 dias

    Isto faz muita falta no Brasil. Mas o que fazer quando o presidente tem quase toda a midia e ex mamadores contra qualquer ação que tome?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • V

      Vitor Chvidchenko

      ± 1 minutos

      Vejo problema nos dois lados: uma mídia que faz oposição sistemática a este governo desde que ele assumiu - fato - e um Presidente despreparado e medíocre que só fala e faz m***, dando declarações que demonstram que ele não entendeu até agora a gravidade da situação. Ou seja, é a fome junto com a vontade de comer: Bolsonaro já tinha uma legião de "odiadores" loucos para derrubá-lo e ele, "esperto" que é, ainda fica alimentando seus inimigos com suas burrices diárias. Aí o circo está pronto para pegar fogo.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Cidadão Brasileiro

    ± 7 dias

    O "plano dos conservadores americanos" é a própria linha de ação de bom senso do Mandetta por aqui, e não foge do q a OMS preconiza: restrições até que se tenha capacidade de atendimento no sistema de saúde, depois controle das medidas em função do contágio. "Explicitar os objetivos" é só uma maneira de introduzir uma novidade no "plano", anotando-o como se fosse obra da "inteligência" (superior, claro!) de "conservadores". Tivesse vindo da OMS ou de algum governadores daqui esse texto - e bem poderia! - teria sido tratado como anti-Bolsonaro. Quem sabe aí está uma maneira de amansá-los, fazer-lhes pensar que foram os "de direita" q "acharam" a solução...! rsrs

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • P

      Pzig

      ± 7 dias

      Nada a ver com o que os DESgovernadores estão fazendo que é um travamento total para achacar os cofres federais junto com Maia e gangue.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marçal

    ± 7 dias

    Ótimo agora os americanos, se se prepararem bem, podem de sair melhor na próxima pandemia q certamente virá, do q nesta, pois estão bem ruinzinhos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Admar Luiz

    ± 7 dias

    Boa Pedro. Até que enfim vejo alguém da imprensa em vez de atacar o governo ou o próprio presidente - como certos colunistas deste jornal, diga-se - sugerir algo sem a costumeira ideologização ou mesmo raiva, para que se adote ações para mitigar a pandemia que atinge a todos nós. O plano dos conservadores gringos me parece bem razoável. Os países são semelhantes com grande população e grande território. O Brasil tem suas peculiaridades, etc, mas vejo que seria uma ótima aposta enfrentar o COVID-19. com inteligência e prudência, seguindo o receituário americano.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.