Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Neil Armstrong finca a bandeira dos Estados Unidos em solo lunar. Foto: Nasa
Neil Armstrong finca a bandeira dos Estados Unidos em solo lunar. Foto: Nasa| Foto:
Neil Armstrong finca a bandeira dos Estados Unidos em solo lunar. Foto: Nasa

Neil Armstrong finca a bandeira dos Estados Unidos em solo lunar. Foto: Nasa

Quando o norte-americano Neil Armstrong desembarcou do módulo lunar da Apollo 11 naquele 20 de julho de 1969, deixou um bela marca de seu calçado na Lua e um ensinamento para o mundo: “Este é um pequeno passo para o homem, mas um grande salto para a humanidade”. Ou teria dito, na verdade, “Este é um pequeno passo para UM homem, mas um grande salto para a humanidade”?

>>>Dirigir em Curitiba é pior do que em São Paulo, diz Waze

Se questionamentos sobre a chegada do homem à Lua causam furor entre os conspiracionistas, o que corrói o sono dos linguistas é esta frase, cunhada no calor do momento e com uma dicção que não é lá das melhores. Tanto que nem a Nasa sabe exatamente o que Armstrong quis dizer. Será que ele estava sendo um pouco egocêntrico ao usar o “um” ou realmente personificou a humanidade na sua missão?

A agência norte-americana deixa a dúvida no ar e simplesmente coloca parênteses na transcrição oficial. Em inglês: “That’s one small step for (a) man”.

>>>É seguro comer algo que acabou de cair no chão?

O fato é que agora, um novo estudo conduzido por três das melhores universidades norte americanas, Oregon, Michigan State e Ohio State, e publicado na importante Public Library of Science (PLOS), indica que provavelmente Armstrong disse “um homem”.

Ao contrário de outras tentativas, o trabalho focou no sotaque e na velocidade da fala do astronauta. Para isso, avaliou como seus conterrâneos de Ohio pronunciam “for” e “for a”e cruzou com a média de velocidade na fala de Armstrong (tanto durante a missão, quanto na Terra).

>>>Pokémon Go ajudou o mundo a queimar bilhões de calorias

A conclusão dos pesquisadores é que o astronauta poderia ter dito “for a” pelo tempo que levou para ir de uma palavra à outra. Um outro ponto curioso é que as pessoas podem ter entendido errado justamente pela fala pausada no norte-americano — curiosamente, testes mostraram que as pessoas tendem a não escutar partes das frases quando elas são ditas mais lentamente.

Obviamente, isso não muda muita coisa no mundo. Mas mostra como a compreensão de texto às vezes está nos detalhes.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]