i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Polzonoff

Foto de perfil de Polzonoff
Ver perfil

"Para nós, há apenas o tentar. O resto não é da nossa conta". TS Eliot.

Este livro explica o sucesso de Bolsonaro. E também por que o Brasil elegerá muitos como ele

  • 21/09/2020 17:19
Livro O Mito do Eleitor Racional, de Bryan Caplan, explica por que os eleitores votam em quem votam.
Livro O Mito do Eleitor Racional, de Bryan Caplan, explica por que os eleitores votam em quem votam.| Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Depois da eleição de Jair Bolsonaro, a ideia elitista de que o eleitor é um idiota que não sabe votar ganhou, com direito a insulto e tudo, força entre a sempre contraditória esquerda, que até 2014 considerava os eleitores verdadeiros gênios capazes das mais belas escolhas, e também entre a chamada direita esclarecida, que não engole o fato de Bolsonaro ser quem é e que preferia um cavalheiro de vasta bibliografia e, se possível, origens aristocráticas.

A boa notícia tanto para a esquerda quanto para essa parte da direita é que a LVM Editora está trazendo para o Brasil O Mito do Eleitor Racional, de Bryan Caplan. O livro explica por que políticos como Bolsonaro são eleitos e até adorados por seus apoiadores. A má notícia para aqueles que querem políticos elegantes, comportados e “técnicos” é que tudo indica que o brasileiro continuará votando não necessariamente no candidato mais bem preparado, e sim naquele que o fizer se sentir irracionalmente melhor.

Trata-se de uma leitura semiárida, de um tom às vezes até agressivo, mas que curiosamente vê a irracionalidade do eleitor como algo positivo. Decididamente, o mundo seria um lugar muito chato se os políticos eleitos fossem todos PhDs em economia, daqueles que se expressam com notas de rodapé – e que, por consequência, são incapazes de se comunicar com o Zé das Couves, que quer melhorar de vida e um futuro mais promissor para seus filhos, mas não sabe nem aritmética direito.

Incidentalmente, o livro faz uma crítica ao que o autor chama de “fundamentalismo democrático”, isto é, a ideia de que não existe solução alguma fora da democracia como a conhecemos hoje, e explica ainda por que vivemos tempos tão polarizados e conflituosos.

Poder de decisão

Tudo tem a ver com o valor do voto individual, que é mínimo. De acordo com Caplan, na hora de escolher em quem vai votar, do vereador ao presidente, o eleitor faz um cálculo mental. Como a probabilidade de ele dar o voto decisivo em qualquer eleição majoritária é mínima, o custo privado da sua decisão também é insignificante. A decisão, porém, tem o que o autor chama de “custo social” – que, ao menos em tempos de paz e alguma estabilidade política, também tende a ser insignificante.

Custo social, no caso, é o custo de uma medida economicamente equivocada de qualquer governo. Digamos que Paulo Guedes decida não privatizar os Correios, por exemplo. Ou cobrar a CPMF, nem que seja com outro nome. São medidas economicamente questionáveis, para não dizer erradas, que terão um custo para o Brasil como um todo. O eleitor, contudo, não percebe esse custo, porque ele é dividido entre a população de 210 milhões de habitantes. Sua vida talvez piore um pouco, mas a percepção que ele tem é de imutabilidade. Daí porque o custo privado de ter votado em Bolsonaro, independentemente do que ele diga ou faça, é mínimo.

Excluída, pois, a alternativa racional, já que a falta de influência direta nas políticas públicas desincentiva o eleitor a dar um voto mais “técnico”, o que resta? De acordo com Caplan, duas coisas motivam o eleitorado. A primeira são seus preconceitos econômicos inatos. A ojeriza do eleitor, por exemplo, à economia de mercado (algo que remonta ao Iluminismo); um espírito assim meio ludita, incapaz de entender a relação entre prosperidade e produtividade, mesmo que à custa de empregos; e, por fim, seu viés pessimista – a crença de que a economia em geral vai de mal a pior, mesmo que os indicadores mostrem que o padrão de vida da Humanidade melhorou muito nos últimos cem anos.

A segunda coisa a motivá-lo é algo menos tangível: a sensação, que não precisa estar atrelada à realidade, de estar fazendo o certo. Ou seja, o eleitor vota naquele candidato que faz com que ela se sinta bem. Vai ver ele votou em Bolsonaro porque todos os seus parentes disseram que votariam no então candidato do PSL – e ele não queria se sentir um pária. Talvez ele tenha votado em Bolsonaro porque ficou com pena da facada. Talvez ele tenha gostado da voz, do jeito assim mais simples. Ou talvez o discurso de Bolsonaro o tenha feito acreditar num futuro melhor.

O mesmo serve para explicar o sucesso de todos os outros presidentes desde a redemocratização. Collor, Fernando Henrique Cardoso, Lula e a Dilma souberam convencer o eleitor de que ele tinha razão em seus preconceitos econômicos (Lula e Dilma com mais afinco, eu diria) e de que o voto neles era moralmente certo – independentemente das posturas dos candidatos em questões pontuais. Nada disso, evidentemente, tornava o eleitor de Collor, FHC, Lula e Dilma um idiota. Assim como nada disso torna o eleitor de Bolsonaro um idiota.

O que está em jogo

Sem querer, uma vez que foi elaborado tendo em mente a realidade norte-americana, o raciocínio de Caplan acaba por explicar a alta rejeição ao PT, mesmo entre aqueles que não necessariamente consideram Bolsonaro o melhor líder para o país. Afinal, a maior parte do eleitorado percebeu os efeitos da corrupção sistêmica na própria vida - e associa o custo disso ao PT.

Aqui vale notar que, matematicamente, o custo privado de uma decisão cara como a redução da tarifa de energia elétrica talvez tenha sido maior do que o custo do Mensalão ou Petrolão. Mas o que vale é a percepção irracional do eleitor. Isto é, a sensação de ter tomado uma decisão eleitoral em 2002 que não só o prejudicou como prejudicou também seus próximos.

Caplan escreveu o livro nos anos 2000, num cenário bem menos polarizado. Sem ter o assunto em mente, contudo, o raciocínio dele sobre o que leva o eleitor a decidir pelo candidato A ou B acaba por explicar também por que vivemos tempos tão conflagrados, com intermináveis conflitos (por enquanto, apenas verbais) entre os pólos opostos do espectro político.

O que está em jogo, atualmente, não são medidas pontuais, muito menos questões morais. O que está em jogo é a própria vida.

Com a escalada do discurso, tanto à direita quanto à esquerda, o eleitor percebeu um aumento considerável no valor de seu voto – por mais que ele ainda continue sabendo que um voto, o seu, não vale absolutamente nada entre dezenas de milhões de votos. Diante de propostas que ele vê como potencialmente nocivas, quando não destruidoras, da economia, do seu ganha-pão e, em última análise, da sua felicidade, o eleitor passou a cobrar mais caro por sua alienação.

Decidir entre Bolsonaro e Haddad, por exemplo, não era apenas uma questão de decidir entre a “semieconomia de mercado” proposta por Paulo Guedes ou o desenvolvimentismo de Marcio Pochmann – decisões teóricas que a imensa maioria do eleitorado não compreende com a razão, e sim com o instinto. A decisão passou a ser entre se transformar numa Venezuela (ou naquilo que o eleitor vê como a Venezuela) ou continuar sendo o Brasil, com todas as imperfeições possíveis, mas ainda com um quê de liberdade no ar.

Desse modo, o eleitor hoje sente que seu voto vale muito mais do que uma dentadura, uma cesta-básica ou uma camiseta – a despeito de a probabilidade de ele dar o voto decisivo continuar sendo insignificante. Em alguns casos mais extremos, o eleitor sente que o seu voto é a diferença entre a possibilidade de prosperar pelo esforço próprio e a dependência do Estado, entre liberdade e a prisão, entre a vida e o pelotão de fuzilamento.

Quem, assim como Bolsonaro e os presidentes antes dele, conseguir convencer o eleitor de que o Estado é essencial para sua prosperidade e felicidade, de que a economia está ruim, mas pode melhorar, de que é preciso gerar postos de trabalho, nem que para isso seja necessário aprovar uma Lei Antirrobôs, e de que o voto nele é moralmente correto e não representa uma ameaça à vida do eleitor tem, segundo Caplan, grandes chances de se eleger, reeleger e eleger seu sucessor.

Para aqueles que não gostaram da conclusão, vale dizer que Caplan tampouco gosta do que ele chama de “irracionalidade racional” do eleitor. Ele apenas está constatando a realidade. E, por isso, ele faz muitas críticas ao processo democrático atual, esse mesmo que é impossível criticar sem ser chamado de fascista para baixo. Mas isso é assunto para um outro texto, em outra oportunidade.

39 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 39 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • A

    Arno Winter

    ± 1 dias

    Diagnóstico preciso, no meu modesto entendimento!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Adalberto De Queiroz

    ± 2 dias

    Essa me exigiu dicionário: "Ludita" - 1. [História] Membro do movimento inglês do final do século XIX que se opunha à mecanização e à industrialização. 2. Pessoa que se opõe à industrialização ou ao desenvolvimento tecnológico. "ludita", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/ludita [consultado em 30-09-2020].

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Clovis

    ± 10 dias

    Logo, não há extremos e sim conservadorismo, parece ser mais racional. Portanto, o voto não deveria ser obrigatório para não ter que aturar quem é eleito pelos irracionais.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Nelson Souza Sarinho

    ± 10 dias

    Conclusão: o eleitor é conservador e se assumiu como tal; sendo assim, conservadorismo estará no Poder por muitos e muitos anos. Então, até nunca mais, esquerda-caviar gramscista.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    PARREIRAS RODRIGUES

    ± 10 dias

    "...vê a irracionalidade do eleitor como algo positivo", segunda linha do terceiro parágrafo. Dá licença: vou ali fora suicidar* e já volto! (Minha quase meia dúzia de seguidores no face, invocam porque não escrevo "me suicidar". Ora, "sui" em latim quer dizer a si, então me suicidar ficaria me matar a mim mesmo. Dai...)

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Emilio

    ± 10 dias

    O livro é muito antigo para ter alguma aplicação atual, o povo começou a entender que as coisas em que ele acredita no dia a dia são um posicionamento politico, ele entendeu intuitivamente que ele é Conservador, mesmo sem dominar o conceito do termo. entendeu também que politicos em geral querem roubar e que a Esquerda além de querer seu dinheiro, quer restringir a sua liberdade e está disposta a ferrar sua família, seu emprego e sua religião se for necessário. entendeu o povo que a Imprensa se tornou partidária e mentirosa, aliada aos politicos. Então um cara que se parece com o povo e é detestado pela imprensa e pelos politicos, é o cara certo, pois é como o próprio povo no Poder.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    ProfGeraldinho

    ± 10 dias

    Obrigado por partilhar.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Márcio de Abreu campana

    ± 10 dias

    Ótimo texto. Parabéns.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    Walter

    ± 10 dias

    Depois de todos esses anos, mais de 30, nem a tradicional direita e a tão malfadada esquerda cumpriram suas promessas de crescimento, desenvolvimento, educação e emprego. Roubaram até não poder mais. Bolsonaro foi a terceira via, numa tentativa de "fugir" desse círculo tortuoso. Quem não entende isso ficará "fora" do jogo. Simples assim.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • V

    vortice

    ± 10 dias

    A cabeça do eleitor realmente é algo complexo. Claro que se tivéssemos somente letrados a política seria insuportável, mas é razoável ter como presidente, como representante, uma pessoa no mínimo respeitosa, que saiba dialogar. Obviamente não adianta um sujeito tipo o Haddad, que embora pareça educado mas tem a ideologia perversa do comunismo como base. A questão aí é mais de identificação. O brasileiro (infelizmente) se identifica com o estilo Bolsonaro. Para muitos é absolutamente normal a truculência e a agressividade com quem se atreve a questionar suas ações.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Margarete Kolczycki Borges

    ± 10 dias

    Os meios de comunicação apoiaram, praticamente blindaram governantes durante ano, enquanto tinham interesse (como no paraná),rotulando as pessoas que criticavam de comunista, agitador, contra o Estado.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Admar Luiz

    ± 10 dias

    O digníssimo Caplan esqueceu de um detalhe importantíssimo: o Brasil é conservador. Quem abraçasse - como fez o "Bozo" - suas bandeiras ganharia a eleição de goelada. E só não ganhou no primeiro turno por circunstâncias muito "estranhas", né? Afinal do outro lado estava o impoluto PT. Outro fator - que ele não previu, nem poderia - foi a dinâmica das Redes Sociais. O "Bozo" se elegeu sem marqueteiro e seus bilhões - lembram da Dilmona e do Lularápio? - com apenas um celular à mão. Os milhões de eleitores - que os babacas chamam de gado - o elegeram fazendo a sua parte no dia a dia nas redes. O "Bozo" não é nem um mito. É apenas o corolário dos valores do eleitor comum.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • D

      Dimas N

      ± 10 dias

      O corolário do eleitor comum, perfeita sintese.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • S

      SERGIO RODRIGUES MARTINS

      ± 10 dias

      Assino embaixo!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Correa

    ± 10 dias

    As democracias como as conhecemos têm dois filhos gêmeos: o Ilusionismo e o Deficit Público. O resto é o resto.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eduardo P.

    ± 10 dias

    O texto é bom, mas como se vê pelos comentarios abaixo o problema é a interpretação que as pessoas fazem dele...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Avlis Sotnas

    ± 10 dias

    eita... o assunto é o autor cotado no texto(Bryan Caplan) já são "velhos". há dezenas de artigos e análises (anos-luz melhores q esse do polzonof) sobre o mesmo livro e autor, desde 2008. Desde 2008!! se tomar o mesmo raciocínio feito pelo polzonof, q fez uma ginástica para dizer "ufa! até q meu voto no Bolsonaro não foi tanta burrice": em eleições o autor escolhe de acordo com o estômago. se em 2022 o eleitor estiver ferrado, adeus Bolsonaro.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • E

      EDN

      ± 10 dias

      Difícil vai ser ter estômago para votar no Bolsonaro novamente. A conferir.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • M

      Mirtão

      ± 10 dias

      Com certeza. O eleitor da esquerda já esta é estará ferrado.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Ana Luiza

    ± 10 dias

    No Brasil: ESQUERDA = Estado Gigante / DIREITA = Estado Gigante. Logo, vota-se em quem 'parecer' maior estadista.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    TIAGO SILVA

    ± 10 dias

    Gostei do texto. Nos da uma perspectiva agorenta, mas essa e a nossa realidade. Qts geracoes teremos que evoluir, antes de opcoes para o voto como PTs, Boulos, Dorias, Bozos, e outros populistas.... que sina

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    André

    ± 10 dias

    Um prefeito, governador e presidente eleito sempre foi pop, prometendo mundos e fundos e incitando os ânimos. Tecnicalidades não ganham eleição. O que ocorre depois de uma eleição é que a pessoa eleita desativa temporariamente o modo “pop” para então ativar o modo “governar”. Infelizmente o cara que está na presidência hoje ainda não iniciou o modo “governar”.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • V

    Vicente Mendes Pereira

    ± 10 dias

    Então sempre elegermos gente péssima. Triste ein

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    J. MOACIR

    ± 10 dias

    Saõ ondas , waves , sobem e descem... Lá como cá... hoje Bolsonaro , 2022 Bolsonaro ...2026 outra onda sei lá qual ...talvez ( finalmente ) uma terceira via...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Poppys

    ± 11 dias

    Votar no bolsonaro é o mesmo que uma formiga eleger o tamandua.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • N

      Neto

      ± 10 dias

      Era isso ou Haddad. Essa é a beleza da eleição em dois turnos.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • W

      WILSON ZETI

      ± 10 dias

      Tem outras opções à direita, esta não prestou.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • F

      Felipe Martinelli

      ± 10 dias

      Bom é o Maduro, Lula, Dilma...

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Raphael

    ± 11 dias

    Em outras palavras, o cara escreveu um livro para falar o que todo mundo já sabia: cada povo tem o governo que merece.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marta M S Kogut

    ± 11 dias

    Excelente ponto de vista!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    GUSTAVO

    ± 11 dias

    Esse comentário foi removido por não estar de acordo com os Termos de Uso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    6 Respostas
    • G

      GUSTAVO

      ± 10 dias

      Neto: que coisa. Entre 2 corruptos, devastadores para economia. Será que só existem essas duas opções?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • N

      Neto

      ± 10 dias

      GUSTAVO: o povo continuará votando em Bolsonaro enquanto o PT for para o segundo turno.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • C

      Cassiano D.

      ± 10 dias

      Carmo Augusto Vicentini: Somos dois! É rejuvenescedor kkkkk.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • G

      GUSTAVO

      ± 10 dias

      Felipe Martinelli: mas vota no bolsonaro, que é ladrão. Vota nos filhos dele, que também são ladrões. Isso que eu quero dizer. Vc não concorda?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • F

      Felipe Martinelli

      ± 10 dias

      O povo não vota no Lula mais não, fica tranquilo.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • C

      Carmo Augusto Vicentini

      ± 11 dias

      Adoro nadar nas lágrimas esquerdistas.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    marcio

    ± 11 dias

    Excelente, Paulo. Muito esclarecedor.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Sergio Vianna

    ± 11 dias

    O poder emana do povo e para ele deverá ser exercido!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.