i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Ricardo Amorim

Foto de perfil de Ricardo Amorim
Ver perfil

Greve venceu uma batalha, mas a guerra deveria ser outra

  • PorRicardo Amorim
  • 28/05/2018 14:36


Tem gente dizendo que impostos e corrupção levaram os caminhoneiros a parar o Brasil. Uma conquista inegável da greve é a redução do preço do diesel, que é bom para os caminhoneiros e também para o resto da população, já que o modal rodoviário é o mais importante do país. Mas isso não reduziu a corrupção, nem impostos, porque o dinheiro para baratear o diesel vai sair de outros tributos. Um deles é a reoneração da folha de pagamentos, que será votado pelo Congresso. O Brasil precisa de governo mais eficiente, com custo menor, menos corrupção, para não apelar para esse tipo de solução de cobertor curto, em que você corta de um lado e sobe o imposto do outro lado. Lembrando que a greve ultrapassou o seu limite ao cortar o direito de outras pessoas e levar a consequências graves como a perda de alimentos e o aumento de preços, um custo muito alto para os brasileiros comemorarem.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.