i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Roberto Indech

Foto de perfil de Roberto Indech
Ver perfil

As mudanças no cenário econômico e seus impactos sobre os investimentos

  • PorRoberto Indech
  • 17/09/2019 13:54
Notas e moedas de reais. Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
Foto: Marcelo Andrade/Arquivo/Gazeta do Povo| Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

O início da segunda quinzena de setembro promete ser repleto de novidades. Já nesta segunda-feira (16) presenciamos uma das maiores altas diárias do preço do petróleo na história após a commodity subir quase 15% em função do ataque sofrido no último sábado (14) por uma das maiores companhias do setor, na Arábia Saudita. Como consequência desse fato, as ações da Petrobras avançaram quase 5% no dia. No entanto, fatos como esse apenas evidenciam as incertezas que o mercado passa diante de tantos reveses que surgem no dia a dia, em especial a guerra comercial entre EUA e China. E justamente essa é uma das razões – perspectivas de impacto na economia global – que conduzirão o Federal Reserve (Banco Central dos EUA) a cortar novamente, nesta quarta-feira (18), a taxa de juros do país, o que já vem causando impacto sobre outros dos principais bancos centrais pelo mundo.

Aqui no Brasil, no mesmo dia da decisão norte americana, também é esperado novo corte na taxa de juros. Desta vez, e pela segunda reunião consecutiva, o Copom poderá reduzir em 0,5 ponto porcentual a Selic para 5,5% ao ano, o menor patamar da história no país. Os dois cortes são esperados pela maioria ampla dos analistas e economistas nos respectivos mercados. Portanto surpresas podem ocorrer, mas não são esperadas.

Dessa forma, os investimentos que seguem a taxa de juros deverão passar a conceder retornos ainda mais baixos aos investidores conservadores. A poupança, por exemplo, que rende 70% da Selic, passará a ter rentabilidade de 3,85% ao ano. Lembrando que a inflação medida pelo IPCA deverá encerrar o ano próxima de 3,5%. Ou seja, se o Comitê de Política Monetária optar por cortar a Selic novamente na próxima reunião, que ocorrerá daqui a 45 dias, em 30 de outubro, quem possui dinheiro na poupança não verá retorno algum em deixar seus recursos na aplicação mais famosa do Brasil.

Outro ponto que ganha cada vez mais relevância é a taxa de administração de fundos de investimento, em especial para aqueles que são conservadores e visam o curto prazo. Por exemplo: se o investidor possui recursos “separados” para uma eventual reserva de emergência, esta taxa anual terá que ser a menor possível, não sendo recomendado algo superior a 0,5%. O mesmo significado podemos dar aos fundos de previdência privada. Pela perspectiva de a Reforma da Previdência ser aprovada no Senado nas próximas semanas, temos visto um grande movimento de migração para este segmento, que também é impactado pelos cortes seguidos de juros no país. Inclusive, vale ficar atento se os fundos não cobram outras taxas que acabam onerando ainda mais o investidor ao longo do tempo, como as taxas de carregamento, entrada e saída dos fundos. Recursos resgatados do FGTS desde a última sexta-feira (13) também devem ter como destino os investimentos mencionados acima.

O que parece ganhar cada vez mais relevância são as opções mais arrojadas de investimento, como fundos multimercados, fundos imobiliários e o mercado de ações, que repercutem positivamente até este ponto de 2019. Há até aqueles que buscam se aventurar em outros mercados pela mudança de cenário, mas é necessário ter em mente que a relação risco-retorno poderá ser mais elevada também.

Por fim, é importante salientar que oportunidades sempre surgirão e de acordo com as expectativas para cada cenário: atual e em curto e médio prazos. Como no Brasil falar em longo prazo é complicado diante de tantas e rápidas mudanças no cenário político, prefiro me ater aos dois primeiros. Por essa razão, busco enfatizar a procura pelo conhecimento pelo mercado de investimentos, do seu perfil de investidor e dos seus objetivos, para que possa aproveitar estas oportunidades sempre que surgirem, além de buscar mudar o hábito, pois o Brasil não será mais o país dos rentistas por muitos anos.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 2 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • D

    Daniel Assunção

    ± 5 horas

    Sempre a mesma linha, fala, fala e não diz nada...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Mirtão

    ± 6 horas

    O negócio agora é investir na produção, gerar empregos e renda ao país.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.