i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Roger Pereira

Foto de perfil de Roger Pereira
Ver perfil

A política do Paraná em primeiro plano

Completou 41 anos

Por causa de aniversário, Goura falta a debate na praça e é criticado por adversários

  • 06/11/2020 09:58
Comício na Praça Santos Andrade
Candidatos à prefeitura de Curitiba realizaram comício conjunto na Praça Santos Andrade.| Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná

Os candidatos de oposição ao prefeito Rafael Greca (DEM) promoveram três manifestações em praça pública para protestar contra a escassez de debates na eleição municipal de Curitiba e a ausência do candidato à reeleição em todos eles. Mas não foi só o prefeito que optou por se ausentar. Uma das candidaturas mais importantes da oposição, apontada pela pesquisa Ibope como a mais viável entre os candidatos de centro-esquerda, também não fez muita questão de discutir propostas em palanques de rua. Goura Nataraj (PDT) só compareceu a um dos encontros e, no último, não foi por que era dia do próprio aniversário.
Receba as principais notícias do Paraná via mensagem, no seu smartphone

No primeiro, dia 04 de outubro, na Praça da Espanha, o candidato, que também é deputado estadual, alegou que estava em sessão virtual da Assembleia Legislativa e que, por cumprir integralmente com suas obrigações parlamentares, não conseguiu comparecer ao encontro. Na última quinta-feira (05) não teve sessão da Assembleia, mas era aniversário de Goura e, segundo a coordenação de sua campanha, ele tirou o dia para celebrar em família, ausentando-se de mais um debate, desta vez na Praça Santos Andrade.

Os organizadores dos três encontros criticaram a postura do pedetista, que enfraqueceu o movimento oposicionista. “Tem compromissos que a gente faz para a história. Compromisso que a gente tem que ter com política de Estado, com o comprometimento com o que é melhor para a cidade e dos valores da democracia. As pessoas fazem as suas escolhas. Tem horas que a gente tem que se comprometer com esses valores, ainda que possa colocar em risco a estratégia eleitoral. É a escolha de cada um”, comentou Paulo Opuszka (PT), que convocou o ato da última quinta-feira.

“O Goura tem as opções dele, temos que saber respeitar as diferenças. Depois de 10 anos de mandato e 30 na gestão pública, na área de segurança, a gente aprende mais com os erros que com os acertos. E acho que o principal é que administrar uma cidade não é só administrar para um grupo ideológico, é administrar para todas as pessoas, inclusive as que pensam diferente”, ponderou Fernando Francischini (PSL). O candidato ainda ironizou, dizendo parecer que o PSL está dialogando com PT e MDB com mais facilidade que o PDT. "O PSL é um partido maduro. Tem bandeiras firmes, combate à corrupção e defesa da família, que nós não abrimos mão, mas não vamos administrar só para quem pensa igual, então temos que fazer essa junção de forças e de pensamentos e discutir a cidade".

A crítica mais dura veio de João Arruda (MDB), que teve a iniciativa dos debates públicos, promovendo o primeiro encontro. “Tem candidato que está imaginando que ‘distraídos vencerão’. Numa campanha como essa, em que enfrentamos a máquina municipal e grandes empresas envolvidas diretamente na candidatura do prefeito, a presença de candidatos em momentos como esse é muito importante. Temos que levar essa eleição para o segundo turno e, para isso, todos os candidatos têm que estar presentes em todos os momentos de campanha, até porque está muito difícil fazer campanha. Eu não vim aqui só para apresentar minhas propostas e dizer o que penso, vim aqui em sinal de respeito aos outros candidatos e à democracia”, declarou.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • F

    Fábio

    ± 0 minutos

    Paulo Opuska, que piada estúpida. Depois da seita que ele faz parte dilapidar a Petrobrás, financiar ditadura assassina e ver ele iluminando o maior quadrilheiro do país, acho que o PT precisa refazer o caixa da corrupção. Não na prefeitura de Curitiba.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso