Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Assembleia
Plenário da Assembleia Legislativa| Foto: Dálie Felberg/Alep

Após uma sessão ordinária e uma extraordinária realizadas nesta terça-feira (13) a Assembleia Legislativa do Paraná está oficialmente em recesso parlamentar. Para que que o período legislativo do primeiro semestre de 2021 fosse encerrado, a bancada de oposição até abriu mão de uma emenda apresentada ao projeto de lei que criou 78 novas funções gratificadas dentro da estrutura do Poder Executivo.

As principais notícias do Paraná pelo WhatsApp

Como, ao receber emenda, o projeto precisa passar novamente pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e o projeto em questão tramitava em regime de urgência, o presidente da Assembleia, Ademar Traiano (PSDB), sinalizou para a convocação dos deputados para esta quarta-feira, apenas para apreciar a emenda. Ciente de que acabaria derrotada, a bancada de oposição abriu mão da emenda proposta pelo deputado Requião Filho (MDB), que restringia a existência das novas funções gratificadas ao período em que perdurasse a pandemia de Covid-19, uma vez que a justificativa do governo para a criação dos cargos era a atuação na retomada do estado pós-pandemia.

Para marcar posição, a oposição votou contra o projeto, aprovado por 40 votos a 8. "Mais uma vez o governo atropela o processo legislativo e aprova às pressas um projeto que não traz todas as informações que precisamos para discutir com propriedade esse tema", criticou Requião Filho.

Com o fim do período legislativo, permitido após a aprovação, na última segunda-feira, da redação final da Lei de Diretrizes Orçamentárias, os deputados entram em recesso por 19 dias, voltando aos trabalhos no dia 2 de agosto. No ano passado, por conta dos projetos emergenciais de enfrentamento da pandemia, a Assembleia não teve recesso parlamentar na metade do ano.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]