Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Depois de dois anos “sem demanda”, Assembleia instala Conselho de Ética às pressas
| Foto: Dalie Felberg / Alep

A Assembleia Legislativa do Paraná instalou, na última segunda-feira (13), o seu Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. Apesar de ser uma determinação do Regimento Interno da Casa, o Legislativo estava desde o início da atual legislatura, em 2019, sem um Conselho funcionando, até que, o presidente da Casa, de surpresa, comunicou os partidos para que indicassem os membros para a comissão.

As principais notícias do Paraná pelo WhatsApp

Segundo a Assembleia, o Conselho de Ética não foi instalado anteriormente “por absoluta falta de demanda”, ou seja, desde 2019, não houve representação contra deputados na Casa. A instalação da comissão às pressas indica que, desta vez, as demandas surgiram.

O Conselho de Ética é composto por cinco membros titulares e cinco suplentes. Integram o Conselho, na condição de titulares, os deputados Jonas Guimarães (PSB) – que presidirá o conselho, Emerson Bacil (PSL), Cobra Repórter (PSD), Michele Caputo (PSDB) e Tadeu Veneri (PT). Já os suplentes são os deputados Delegado Fernando Francischini (PSL), Hussein Bakri (PSD), Galo (PODE), Paulo Litro (PSDB) e Arilson Chiorato (PT).

A Assembleia Legislativa reconheceu que houve representação contra algum deputado na Casa, mas não revelou à coluna quantas e contra quem.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]