i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Roger Pereira

Foto de perfil de Roger Pereira
Ver perfil

A política do Paraná em primeiro plano

Passou na Assembleia

Educação como atividade essencial segue para sanção do governador

  • 22/02/2021 18:51
Plenário da Assembleia Legislativa
Plenário da Assembleia Legislativa| Foto: Alep

Com a realização de uma sessão extraordinária específica para a votação do tema, a Assembleia Legislativa do Paraná aprovou em terceira discussão e em redação final o projeto de lei de autoria do Poder Executivo, que estabelece as atividades educacionais como essenciais em todo o estado. A proposta que tramitava em regime de urgência agora segue para sanção do governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD). A medida permite o retorno das aulas presenciais em todo o Paraná, apesar da situação de pandemia.

As principais notícias do Paraná pelo WhatsApp

A proposta avançou em terceira discussão com a aprovação de duas emendas de plenário, com 45 votos favoráveis e 6 contrários. A redação final foi aprovada em votação simbólica, de novo com 6 votos contrários. Uma das emendas, assinada pelo deputado Do Carmo (PSL), estabelece que para o exercício da atividade e serviços educacionais ficará garantido aos profissionais a priorização para o recebimento de vacinas, conforme o plano estadual de vacinação, destinadas à imunização durante os períodos em que houver epidemias ou pandemias. Na prática, a emenda não altera a “fila” da imunização, uma vez que, dentro do Plano Nacional de Imunização, os trabalhadores em educação já são o 12º grupo prioritário para receber a vacina.

A outra emenda, de autoria do deputado Homero Marchese (PROS), altera o artigo 1º do texto original, que passa vigorar com a seguinte redação: “Considera de natureza essencial as atividades e serviços educacionais prestados no âmbito do Sistema Estadual de Ensino do Paraná, inclusive na forma presencial”.

Com a aprovação do projeto e a provável sanção ainda nesta semana por parte do governador, o governo do estado acredita ter segurança jurídica para retomar as aulas presenciais a partir da próxima segunda-feira (1º de março) em toda a rede estadual. Com uma lei que garante a educação como atividade essencial, o estado entende que se blinda de eventuais questionamentos na Justiça à decisão pela retomada das aulas.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • L

    Luis Franzon

    ± 0 minutos

    Excelente iniciativa, excelente noticia!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso