Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Augustinho Zucchi, novo secretário de Desenvolvimento Urbano, pode aproximar o Podemos de Ratinho Junior
Augustinho Zucchi, novo secretário de Desenvolvimento Urbano, pode aproximar o Podemos de Ratinho Junior| Foto: Prefeitura Municipal de Pato Branco

A minirreforma do secretariado que precisou fazer neste início de ano por conta da saída de seu chefe da Casa Civil, Guto Silva (PSD), fez com que o governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) abrisse as portas de seu governo para um partido que, nos primeiros três anos de mandato, não fez parte de seu primeiro escalão: o Podemos. Ratinho Junior nomeou o ex-deputado e ex-prefeito de Pato Branco Augustinho Zucchi (Podemos) para a Secretaria de Estado o Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, em substituição a João Carlos Ortega (PSD), que assumiu a Casa Civil.

RECEBA notícias de Paraná pelo Whatsapp

A escolha pode ser vista como uma sinalização do governo ao Podemos, partido dos três senadores paranaenses Alvaro Dias, Flávio Arns e Oriovisto Guimarães, que tem Dias como pré-candidato à reeleição ao Senado e tem, também, o ex-juiz federal Sergio Moro como pré-candidato à presidência da República. As partes envolvidas, no entanto, dizem não ver este cálculo político na nomeação.

No Palácio Iguaçu, a justificativa da escolha é de que Zucchi teria a experiência e o acesso aos prefeitos do interior necessários para tocar a pasta, dando continuidade aos projetos nos municípios a tempo de concluí-los antes das restrições impostas pela legislação eleitoral neste ano.

O presidente estadual do Podemos, Cesar Silvestri Filho, disse que o partido não foi procurado para tratar da indicação. “Não passou por nós, não fomos consultados. Tenho a impressão que isso tem mais haver com as relações entre o governador e o Zucchi e os acordos políticos pessoais deles”, afirmou.

O próprio Augustinho Zucchi não vê sua nomeação como um ato partidário. “A política pode ser feita de sinais, mas não estou habilitado para falar se esse é um sinal que o governador deu. Apesar de já terem ocorrido conversas entre o governador e o senador Alvaro Dias. Mas essa questão de alianças é uma questão que se dará na tratativa partidária no momento correto. Pode ser que haja essa proximidade lá na frente”, afirmou.

Zucchi lembrou que apoiou Ratinho Junior em sua eleição em 2018, mesmo estando no PDT, de Osmar Dias, que abriu mão da disputa às vésperas das convenções partidárias. Nos bastidores políticos, comenta-se que a proximidade entre Zucchi e o governador teria se estreitado pelo fato de o ex-deputado ter tido influência direta na decisão de Osmar Dias.

“A decisão de não ser candidato foi exclusiva e única do Osmar Dias. Ele tinha nosso apoio, nosso entusiasmo e tomou a decisão de não participar da eleição. Eu só passei a conversar politicamente com o governador depois que o Osmar decidiu não ser candidato. Mas ficamos com uma boa relação. O governador me disse que a escolha é técnica e baseada na condição que tenho de assumir a pasta agora e já conseguir dar celeridade aos trabalhos. Mas sim, participei ativamente da campanha do governador e isso certamente pesou para esse convite”, comentou o novo secretário.

Entrando para o governo neste momento, Zucchi praticamente abre mão de disputar as eleições de outubro, já que teria que deixar em abril o cargo que irá assumir na próxima segunda-feira. Assim, o ex-deputado opta por apostar na reeleição de Ratinho Junior para seguir no Executivo no próximo mandato. “Não houve essa conversa da parte do governador e nem minha. Uma coisa de cada vez. Tomei a decisão de não ser candidato para participar do governo. Tenho o compromisso de fazer esse trabalho até o final do mandato dele e, posteriormente, ele avalia se devemos continuar ou não. Mas não há esse compromisso”, disse.

O novo secretário afirmou que aceitou o convite pela oportunidade de voltar para a vida pública e trabalhar diretamente com os municípios. “Sou funcionário público de carreira, da Secretaria Estadual de Agricultura. Já estive em funções administrativas em governos anteriores, depois fui deputado por cinco mandatos e prefeito de Pato Branco. Então, recebo esse convite com bastante entusiasmo. Trabalhando no município a gente tem a real noção da importância da Secretaria de Desenvolvimento Urbano. Uma secretaria que tem uma execução de programas extraordinária, que tem relação com todos os municípios do estado. Então chego para dar continuidade ao trabalho, neste momento bastante importante, da retomada do estado após a pandemia”.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]