Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Veja como cada candidato reagiu à última pesquisa Ibope em Curitiba
| Foto:

Comemoração, esperança e desconfiança foram as principais reações dos candidatos a prefeito de Curitiba após a última pesquisa Ibope. Rafael Greca (DEM), que aparece na liderança, celebrou o resultado. Goura (PDT), que assumiu a segunda posição, disse confiar em uma arrancada final. Os demais candidatos lembraram resultados de eleições recentes que não confirmaram os números das pesquisas de véspera para afirmarem ainda terem esperanças de chegarem ao segundo turno.

Rafael Greca (DEM)
Divulgo com alegria e gratidão o resultado da pesquisa do Ibope. Seguimos na liderança com 56% de intenção de votos neste sábado, véspera da eleição. Resultado de um intenso trabalho de amor e carinho por Curitiba e pelos curitibanos. Fiquem comigo e me permitam continuar a fazer direito o ofício de prefeito, oferecendo toda a minha energia e amor para levar essa grande cidade a um futuro ainda melhor.

Goura (PDT)
A pesquisa demonstra um crescimento constante e consistente da nossa candidatura. É o que a gente tem observado nas redes sociais, é o que a gente tem visto nas ruas. Em todos os bairros de Curitiba, em todas as classes sociais, nossa candidatura está ganhando capilaridade. Entendemos que até este domingo, que é o dia decisivo, o dia que a pesquisa é para valer, seguiremos crescendo para termos um ótimo desempenho nas urnas. Estamos confiantes que vamos ao segundo turno.

Fernando Francischini (PSL)
Pesquisa boa é amanhã na urna! Ibope errou muito em todas as eleições: Fruet não seria prefeito em 2012, Greca não enfrentaria Ney no segundo turno em 2016 e Requião e Beto Richa seriam senadores no lugar de Oriovisto e Flavio Arns. Vamos votar e acreditar nas nossas propostas pelo bem de Curitiba.

João Arruda (MDB)
Vou para o segundo turno! Sinto nas ruas. A pesquisa é apenas um indicador que mostra um crescimento da nossa candidatura. Essa eleição será um case, inclusive para estudarmos as pesquisas eleitorais.

Christiane Yared (PL)
Não confiamos em pesquisas, acreditamos no apoio recebido pelas ruas.

Carol Arns (Podemos)
Vejo essa pesquisa como sempre vi as pesquisas eleitorais em todos os anos. Elas não refletem a realidade e eu já vivi isso com o meu pai. Se dependesse do Ibope, meu pai nunca teria sido eleito. Na última eleição, para o Senado, ele apareceu em quarto na pesquisa de véspera. E aproveito para mandar um recado para Curitiba: nós estaremos no segundo turno, pois somos a única candidatura que alia fé e trabalho.

Dr. João Guilherme (Novo)
O levantamento do Ibope não reflete o resultado das urnas.  As pesquisas  de opinião não conseguem mais acompanhar as intenções de voto. A eleição de Romeu Zema em Minas Gerais e a não eleição de Roberto Requiāo no Paraná em 2018 são apenas dois exemplos de erros graves de Ibope em véspera de eleição”. De acordo com Dr João, é prejudicial para a democracia a divulgação de pesquisas na véspera do pleito.

Paulo Opuszka (PT)
O PT é um partido de chegada. A campanha cresceu, apesar da eleição morna, e o voto petista vai se revelar na urna.

Professor Mocellin (PV)
Agradeço a vocês da imprensa por ajudarem na divulgação das nossas mensagens. Independente do resultado já me considero um vitorioso. Acredito que é possível fazer política com respeito aos oponentes, ética, honestidade intelectual e sobretudo com coerência e de forma republicana.

Eloy Casagrande (Rede)
As últimas pesquisas do Ibope para governador, senador e prefeito não acertaram e certamente essa pesquisa não reflete a realidade.

Camila Lanes (PCdoB)
Estamos confiantes na crescente nas pesquisas e acreditamos que vamos crescer mais cada vez. E estamos esperançosos para o segundo turno em Porto Alegre.

Marisa Lobo (Avante)
Devido a alta margem de erro desta pesquisa, tecnicamente, existem vários candidatos empatados. Mas o que conta, o que importa para nós do Avante, a mídia não está dando o destaque merecido: quem tem baixo índice de rejeição e que se encontra em franco crescimento nas pesquisas. Por isso, acredito que posso sim ir para o segundo turno.

Os candidatos Letícia Lanz (Psol), Zé Boni (PTC), Professora Samara (PSTU) e Diogo Furtado (PCO) foram procurados pela coluna, mas não retornaram o contato ou preferiram não comentar.

Metodologia da pesquisa Ibope
A pesquisa foi encomendada pela Sociedade Rádio Emissora Paranaense S.A. / TV Paranaense, Rede Paranaense e está registrada na Justiça Eleitoral sob o número PR-05712/2020. Foram ouvidos 805 eleitores entre os dias 12 e 13 de novembro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.


Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]