Atrás da bufunfa
| Foto:

Ninguém acertou a Mega-Sena de quarta-feira. Nem os apostadores que dividem (ou multiplicam) a esperança acreditando piamente no bolão. Beronha, como sempre, deu de ombros, até porque, quando não há acertadores, anota o número do concurso (no caso, 1742). Para arriscar um palpite na loteria zoológica, como prefere, posto que “não pactuo nem compactuo com a contravenção”.  E, na surdina, se isso ainda é possível, tratou de cravar:

–  17 e 42. Cachorro. E cavalo.

Já o professor Afronsius, que só aposta em Aristóteles, também dá de ombros:

– Como sentenciou o grande pensador, a felicidade não pode ser produzida por meio de causas externas, sendo antes uma experiência de beatitude endógena, interior.

Nosso anti-herói de plantão, mesmo desnorteado, tratou de aproveitar a dica para um possível palpite:

– Que número de sapato usa o tal de Aristotéles?

Quase ganhou uma bifa.

ENQUANTO ISSO…

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]