Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Memória tropeira
| Foto:

O Dia da Memória Tropeira de Curitiba foi devidamente comemorado ontem, sábado, no Largo da Ordem, embora, oficialmente, a data seja 19 de setembro. Conforme a Lei Ordinária de 31 de março de 2014, a data passou  a integrar o Calendário Oficial de Eventos do município.

Para quem possa achar estranho, pesquisa no Arquivo Público da Câmara levou à identificação de cópias de “atas oficiais” entregues àquela Casa Legislativa em 19 de setembro de 1730, com a comunicação da abertura do primeiro Caminho de Tropas do Brasil, ordenada pelo governo português.

Abrindo caminhos

Vale a pena lembrar ainda que o governador da Província de São Paulo, Antônio da Silva Caldeira Pimentel, foi quem nomeou a 19 de setembro de 1727 o capitão Francisco de Souza e Faria para “encaminhar e abrir um caminho de terra, da capitania de São Pedro aos campos de Curitiba, por onde pudessem passar gado e cavalgaduras”.

Início da abertura do caminho: 28 de fevereiro de 1728 (Laguna –Araranguá/SC).

Após quase 3 anos de intenso trabalhos abrindo picadas nas serras do RS/SC e adentrando os Campos Gerais pelo Rio Uma, hoje, Negro, este caminho veio findar-se na região da fazenda Os Carlos, próxima à Capela do Tamanduá, em São Luiz do Purunã, atual distrito de Balsa Nova.

É isso, e segue a tropa.

ENQUANTO ISSO…

 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]