i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Rolmops e Catchup

Ver perfil

Primeirão, em biometria

  • PorFrancisco Camargo
  • 26/02/2015 19:56
Primeirão, em biometria
| Foto:

Para gáudio dos fanáticos mais fanáticos (sim, e eles existem aos borbotões), saiu – com baita destaque – no portal iG:

Arena da Baixada recebe primeiro jogo no Brasil com acesso por biometria.

Beronha, professor Afronsius e Natureza Morta festejaram:

– Primeiro do Brasil! Que chique!

A matéria destaca que a tecnologia terá “papel fundamental para identificar torcedores baderneiros em estádios e será usada oficialmente no Brasil pela primeira vez nesta quinta-feira”. O acesso a um dos setores da Arena da Baixada, em Curitiba, para o duelo entre Atlético-PR e Foz, pelo Campeonato Paranaense, se dará apenas por controle biométrico.

“Isso significa que para ver a partida no Setor Fan, atrás do gol que fica à direita das câmeras de TV, o torcedor, além de ser sócio do clube, precisará ter feito um cadastramento prévio. Além de dados pessoais e da validade do cartão do sócio, o sistema capta a impressão digital, e desta forma libera o acesso à arquibancada. Esse setor é onde fica a torcida  uniformizada Fanáticos, a única autorizada a frequentar a Arena da Baixada”.

A nova e as velhas “ferramentas”

Tem mais: “O sistema, idealizado em novembro do ano passado, foi testado nos dois primeiros jogos do Atlético pelo Campeonato Paranaense deste ano, em conjunto com o cartão (smart card) dos sócios-torcedores. A partir desta quinta-feira, a biometria impede, por exemplo, que alguém empreste seu smart card a outro para entrar, além de detectar se a pessoa sofreu algum tipo de advertência por distúrbios dentro do estádio, o que a deixa impedida de frequentar o local”.

Com a identificação por biometria, “os responsáveis pela segurança da Arena da Baixada em dias de jogos têm uma ferramenta mais eficaz para identificar torcedores caso ocorra alguma confusão no setor destinado às organizadas”.

Já quanto à evolução/desempenho do time, ainda resta ao torcedor fazer o que sempre fez: recorrer ao galhinho de arruda atrás da orelha, promessa, mandingas, aplausos e, quando necessários, retumbantes apupos.

E segue o baile, como diz o Flávio.

ENQUANTO ISSO…

27 fevereiro

 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.