Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Desejos para 2017 – um mundo melhor. Ou um pouquinho menos estúpido
| Foto:

2016 tá com cara de ser um ano tão vazio, mas tão vazio que eu já vou fazer preencher os desejos para 2017.

1 – Que meu vizinho aprenda a tocar outra música na guitarra além de Shine on you crazy diamond, do Pink Floyd.

2- Que minha gata volte a comer ração de 15 reais o quilo e não as de 60 reais como ela ficou safadamente acostumada depois de um probleminha no rim.

3- Que o mercado continue a vender o vinho de 30 reais por 30 reais no inverno e não aumente para 45 reais espertamente como quem não quer nada. Como eles pensam que somos trouxas, acaba o inverno o preço volta para… ah… 37 reais e eles põem um placa “ABAIXOU!!!!”. Sim, somos idiotas, sr. gerente de mercado. Acreditamos que vocês são bonzinhos conosco como madres teresas de calcutás tentando nos dar uma existência mais digna.

4- Que os caras de direita que me chamam de esquerdopata e os caras de esquerda que me chamam de fascista se deem conta de que no fundo são irmãos siameses em sua intolerância e cegueira política e resolvam de uma vez por todas que nasceram um para o outro, pedindo a mão em casamento e indo viver feliz para sempre em uma caverna em Timbuktu – se é que existem cavernas em Timbuktu.

5- Que motoristas escrotos parem de estacionar seus carros deixando duas rodas sobre a calçada, imitando o que há de pior em outras capitais. Qual o problema com a rua, é muito estreita? Algum outro motorista igualmente escroto vai passar e arrancar o retrovisor? Motorista escroto nunca confia em outros motoristas porque acham que são… escrotos.

6- Que o sujeitinho que tem uma Bomba H lá do outro lado do mundo ganhe o videogame mais fabuloso e moderno da galáxia e pare de brincar de ameaçar destruir o mundo real.

7 – Que a prefeitura corte o mato dos canteiros porque, daqui a pouco, não vou me surpreender se os canteiros virarem savanas com leões correndo atrás de guepardos que correm atrás de gnus, que se escondem de ursos e tubarões assassinos.

8 – Eu ia dizer que nunca mais exista Big Brother Brasil, mas acho que isso é uma resolução para 2347 apenas.

9 – Que as pessoas parem de pedir a volta da ditadura militar. Eu sou cartunista e, quando existia uma ditadura militar por aqui, os cartunistas eram presos por qualquer desenho bobo que publicavam nos jornais – isso quando deixavam publicar nos jornais. E isso no tempo em que existiam jornais. Em uma ditadura, como a do Irã, por exemplo, cartunistas são condenados por qualquer motivo a chibatadas. São condenados a ter os dedos quebrados ( como aconteceu na Síria). Ou simplesmente são mortos. Claro, isso não acontece apenas com cartunistas. Acontece com jornalistas, tecelões, advogados, tipógrafos, caixeiros viajantes e qualquer um que tenha a ousadia de, digamos, dizer que o governo é violento. Essa é a ideia de um país melhor, para vocês?

10 – Que racismo, intolerância, preconceito vá embora de uma vez por todas para… sei lá… uma caverna em Timbuktu.

11 – Que eu nunca mais precise fazer esse tipo de resolução porque em 2017 nos tornamos um mundo um pouquinho melhor. Ou país melhor. Ou uma cidade melhor. Ou ao menos nosso quarto está menos bagunçado. É isso. Feliz 2017 a todos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]