Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Exercite a compaixão
| Foto:

Gosto muito da palavra ‘compaixão’. Por si só ela já transmite algo bom quando fazemos sua leitura. É claro que entre seu significado e sua prática há uma grande diferença. Estamos no fim de um ano bastante pesado em todos os termos. Mas, prestes a entrar em um novo ciclo que está repleto de expectativas e esperanças.

Sendo assim, exercitar a compaixão pode ser algo extremamente benéfico a todos nós. Essa é uma virtude que devemos praticar nos 365 dias do ano. Se colocar no lugar do outro, não julgar a todo momento, extirpar a indiferença com o sofrimento do outro são algumas das atitudes presentes em pessoas com essa virtude. Do latim essa palavra significa “sentimento comum”.

Mas, minha dica é que isso comece em nós. É preciso que não coloquemos a expectativa no outro, esperando ‘dele’ a compaixão. Não, faça isso para o seu bem, e para o bem comum, e certamente você vai ver que estará ajudando ao outro sem pedir nada em troca .

O mundo corporativo, em que em muitos casos se tem a falsa ideia de que precisa ser sisudo para se demonstrar competente, está carente de compaixão. Sem ela nas organizações,  a fofoca floresce, as disputas crescem, o revide fica ainda mais acirrado, e a sensação de que o quanto mais o circo pegar fogo, é melhor.

Isso é péssimo para qualquer estrutura, pois impede um ambiente interno saudável, que se tenha um objetivo de caminhar junto como equipe, como empresa,  como time. Em equipes ausentes de compaixão, as pessoas tendem a ficar mais vazias, indiferentes e até depressivas.

Aproveite as oportunidades que os próximos 12 meses lhe trarão. Acredite plenamente que é possível ter um mundo melhor pautado na Paz e na Harmonia entre nós. Exercite a compaixão e faça do ano de 2021 um período leve para você e para as pessoas as quais você convive. Feliz Ano Novo!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]