i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Verdura sem frescura

Ver perfil

Projeto verão? Não, projeto salada!

  • PorFlávia Schiochet
  • 02/01/2014 11:25
Coitada da alface, execrada por aí.
(Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo)
Coitada da alface, execrada por aí. (Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo)| Foto:
Coitada da alface, execrada por aí. (Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo)

Coitada da alface, execrada por aí.
(Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo)

Convenhamos que a combinação alface-tomate-cenoura ralada-e-molho pronto, tida por aí como o representante popular da salada, não é algo que faça a gente salivar. Quem trocaria um belo prato de massa por uma saladinha dessa aí? Eu não. Até confesso que há pouco tempo as folhas não eram elementares nas minhas refeições feitas em casa, mas me forcei a incluir mais ingredientes crus na minha alimentação.

Não foi uma resolução de ano novo. Faz uns meses já e os efeitos são notáveis — pra mim, o mais importante é o aumento de disposição — e quanto mais fibras a gente ingerir, melhor funciona o corpo. Não gosto dessas dietas para o verão, seca a barriga, etc etc. Não existe milagre nem reset para o nosso organismo, por isso prefiro pensar em mudar hábitos para a vida toda e prescindir de dietas intermediárias sempre que puder. Para quem quiser descobrir a “anatomia da salada”, sugiro este post do blog Papacapim, espirituoso e didático, que ensina como fazer uma salada-refeição.

As minhas saladas geralmente têm um ou dois tipos de alface (minhas preferidas são a roxa e a americana), rúcula e tomate cereja. O resto varia: algumas lascas de queijo, azeitona azapa, tomate seco, palmito, alcachofra, castanhas, uvas, maçã, manga e assim por diante. O que tiver em casa e que combine.

E para me animar, tenho algumas combinações frequentes para “molhar” a salada. Veja aí e quem sabe você se anima também:

 

Azeite de oliva aromatizado com baunilha: é o mais simples de todos. Pegue um frasco de azeite de oliva que você goste e coloque uma fava de baunilha dentro (faça um bolo ou pudim ou qualquer coisa assim e use a “casca” dela). Deixe descansar por alguns dias, até o azeite ficar adocicado. Qualquer folhinha de alface fica saborosa com ele!

Vinagrete de frutas: minha preferida é a uva verde, mas maçã e manga ficam deliciosas também. Para a de uva, tire a pele e as sementes de umas dez uvas e macere com pimenta, azeite e sal, tudo a gosto. Tem doçura e acidez e eu gosto de comer com azeitonas e tomates e qualquer folha que tiver em casa.

Um punhado de castanhas salgadas e um vinagre diferente. Em casa tenho sempre dois: vinagre de tangerina e vinagre de vinho com suco de framboesa. Ambos são azedinhos na medida certa. Saem mais caro, mas valem cada centavo. Se quiser conhecer mais sobre vinagres, escrevi uma matéria há alguns meses. Está aqui.

– Ou colocar uma colherada generosa de pesto de manjericão ou caponata de berinjela. Salivei só de pensar.

(Até colocaria umas fotos das minhas saladas, mas a resolução está tão ruim que não iria animar ninguém)
Ainda sou insipiente em molhos de salada. Invento alguns, mas não anoto a receita, leio receitas por aí, mas não testo. Mas essa sim é uma resolução de ano novo: inventar mais molhos para salada. Quem me acompanha?

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.