i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Volta ao Mundo

Ver perfil

Pelo Sul da Nova Zelândia III

  • Por
  • 08/05/2013 03:05
Pelo Sul da Nova Zelândia III
| Foto:
Arquivo pessoal
Sandfly Bay em Otago Península e seus residentes mais frequentes, os leões marinhos

Quinto dia de aventura com a casa nas costas! Nosso próximo destino é Dunedin, cidade de 120 mil habitantes fundada por imigrantes escoceses (Dunedin vem do galês antigo e significa Edinburgh) que tem uma herança cultural e arquitetônica evidentes ao passear pelas ruas, igrejas, parques, museus, bares e restaurantes. Aqui está também uma das maiores universidades da NZ, a Universidade de Otago, com mais de 25 mil estudantes.

Arquivo pessoal
Leões marinhos e focas são comuns na região de Portobello, perto de Dunedin

Ficamos uma noite aqui e fomos atraídos pela possibilidade de ver na Otago Península pinguins azuis e de olhos amarelos, focas e leões marinhos além de albatrozes. Nada em zoológico, todos ao natural, livres ou em centros de pesquisa e preservação. Já na chegada nos instalamos num camping na Otago Península (distante 30 min de Dunedin) bem próximos de onde ficam os centros de preservação e praias de acesso a eles.

O dia estava lindo e fomos direto para Sandfly Bay, uma praia que recebe os leões marinhos, focas e pinguins e é de graça, só tem que ter um pouco de sorte. Acho que já comentei que viajar pela NZ não é barato (a começar pela gasolina 2,18 NZD) e qualquer entrada custa 40 NZD pra mais. Quando é menos, considere barato. Em outras praias ao redor também dá para vê-los, mas pode ser que o acesso seja mais difícil.

Arquivo pessoal
Tivemos sorte de encontrar alguns leões marinhos tomando sol em Sandfly Bay

Na nossa caminhada pela praia fomos presenteados por ver três leões marinhos enormes dormindo na areia. Mais para frente fomos num observatório construído no alto das dunas para observar a encosta de pedras onde ficam pinguins, focas e mais leões. Tivemos sorte de ver um pinguim de olhos amarelos e muitas focas e leões. Uma sensação de felicidade incrível poder admirar a natureza livre, solta, viva, latente!

No dia seguinte fomos à única colônia de Albatroz em terra firme do mundo, o Royal Albatross Centre. Chegando lá vimos que o preço era salgado (40NZD) e só o Seba entrou. Antes, descemos numa encosta e vimos mais algumas focas bem de pertinho. Muito gostoso! Enquanto o Seba conhecida os albatrozes, pássaros que podem pesar até 12kg, eu fiz um passeio de barco pela encosta para ver albatrozes, focas, pinguins, tudo ao mesmo tempo.

Arquivo pessoal
Albatroz cuidando do seu ninho no Royal Albatross Centre, em Otago Península

O dia não estava bonito, nublado, frio, mas ainda sem chuva e quando a primeira turma do passeio chegou disseram terem visto um filhote de baleia Humpback! Me atirei pro barco com os dedos cruzados. Já não me interessava mais nada, só a baleia! Mas, não foi dessa vez, não tive a mesma sorte que eles. Para compensar vi grandes albatrozes no mar (eles não são de ficar em terra), muitas focas e bebês focas e um pinguim azul, que não é comum nessa hora do dia. Já o Seba ficou um pouco frustrado porque não conseguiu ver muitos pássaros, apenas alguns filhotes e de longe. A época (março) não é das melhores.

Seguimos para Dunedin, passamos pela fábrica da Cadburry que tem tours guiados e não são caros, mas definitivamente não são meus chocolates preferidos, passamos na famosa estação de trem de da cidade, no mercado para abastecer nossa cozinha porque nossa próxima parada vai ser no meio do nada com lugar nenhum, Milford Sound!

Arquivo pessoal
A estação de trem de Dunedin é o prédio mais fotografado da Nova Zelândia

Atrações de Dunedin:
Natures Wonders: pinguins e ovelhas num tour 4×4
Penguin Place: programa de conservação da espécie de olhos amarelos, reabilitação e pesquisa

Blue Penguins Pukekura

Elm Wildlife Tours

Taieri Gorge Railway: uma viagem cênica de trem pela região

Larnach Castle: o único castelo da NZ

Arquivo pessoal
Sandfly Bay, Portobello
Arquivo pessoal
Sandfly Bay é uma das praias da perto de Dunedin para ver focas, pinguins e leões marinhos
Arquivo pessoal
Arquivo pessoal
Banho de sol frequente em Sandfly Bay
Arquivo pessoal
Do mirante de Sandfly Bay vimos focas, leões marinhos e um pinguim de olhos amarelos. O melhor horário para vê-los é no final da tarde
Arquivo pessoal
Pinguim de olhos amarelos em Sandfly Bay
Arquivo pessoal
O Royal Albatross Centre tem mais de 70 anos de pesquisas, proteção e conservação da espécie.
Arquivo pessoal
Leão marinho relaxando pertinho do Royal Albatross Centre
Arquivo pessoal
Otago Península
Arquivo pessoal
Arquivo pessoal

********************
Nosso próximo destino: Milford Sound e Queenstown!

Venha com a gente nessa viagem: raphaeseba@gmail.com e acesse Facebook

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.