PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Pecuária
  3. Aves
  4. Governo garante: frango brasileiro não tem salmonela
resposta

Governo garante: frango brasileiro não tem salmonela

Em relatório enviado à União Europeia, governo afirma que a carne de frango nacional é segura; ministério também se comprometeu a aumentar número de fiscais

Lineu Filho /Gazeta do Povo Análises feitas em frigoríficos descartaram a existência de dois tipos de salmonela que podem afetar a saúde pública: a tifimurium e a enteritidis. | Lineu Filho
/Gazeta do Povo

Análises feitas em frigoríficos descartaram a existência de dois tipos de salmonela que podem afetar a saúde pública: a tifimurium e a enteritidis.

  • Da Redação

Após a visita de fiscais da União Europeia aos frigoríficos brasileiros, o Ministério da Agricultura enviou ao bloco um relatório em que diz comprovar a segurança alimentar de aves produzidas no Brasil. As análises feitas em frigoríficos descartaram a existência de dois tipos de salmonelas que podem afetar a saúde pública: a tifimurium e a enteritidis.

Além das analises, o ministério informou à UE que reforçou medidas de controle sanitário para impedir a presença da bactéria. O relatório, segundo a pasta, é uma resposta a supostas inconformidades apontadas pela missão europeia que veio ao Brasil no início de maio.

Na época da missão, eles insistiram na necessidade de os frigoríficos melhorarem a fiscalização dos produtos, com reforço nas equipes de fiscais. “Para atender a essa exigência, o ministério vai contratar emergencialmente, em até 60 dias, 300 médicos veterinários”, informou o ministério, por meio de nota.

Esses novos profissionais vão atuar junto aos auditores fiscais federais agropecuários em plantas frigoríficas. Eles vão atender às unidades que exportam para a União Europeia e farão avaliações antes e depois do abate dos animais.

Concurso público

Também está em andamento, junto ao Ministério do Planejamento, a solicitação para realizar concurso de mil fiscais para suprir a demanda dos próximos dez anos. “A comunidade europeia é uma das prioridades por ser cliente antigo, que compra muito e que auxiliou o Brasil a aprimorar a defesa agropecuária com suas exigências”, explicou o ministério na nota.

Siga o Agronegócio Gazeta do Povo

VOLTAR AO TOPO

NOTÍCIAS POR CULTURA