Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

brasileiro

Deficiência não impede torcedor de seguir o Coritiba

Jairton da Rocha costuma assistir aos jogos do Coxa de uma maca no Couto, mas sábado foi especial, por ser seu primeiro Atletiba

  • fernando rudnick
Amuleto alviverde, o aposentado Jairton da Rocha acompanha o clube em uma maca no Couto Pereira |
Amuleto alviverde, o aposentado Jairton da Rocha acompanha o clube em uma maca no Couto Pereira
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Deficiência não impede torcedor de seguir o Coritiba

Os jogadores do Coritiba contaram com um exemplo de superação da arquibancada para vencer o Atletiba do último sábado (4), por 1 a 0, no Couto Pereira.

Enquete: os jogadores do Coritiba agiram corretamente no protesto antes do Atletiba? Vote e opine!

Aos 47 anos de idade, o aposentado Jairton da Rocha, que sofre de atrofia muscular nos membros inferiores, saiu de Guaratuba, onde mora, para assistir a seu primeiro clássico no estádio. Trajado com as cores alviverdes dos pés à cabeça, ele comemorou a vitória em cima de uma maca, como costuma fazer nos outros jogos.

A mais genuína felicidade. “Esse foi o quarto jogo que vi no estádio ano. Sou pé-quente. Ainda não assisti ao Coxa perder”, comemora Jairton, que ficou com o movimento das pernas limitado ainda na adolescência, segundo ele, resultado de um erro médico.

Aos 12 anos, sentiu uma dor forte na perna. Voltou do hospital engessado, do tórax aos pés, apesar de não ter nenhuma fratura constatada. Desde então, após permanecer dois meses engessado, a musculatura atrofiou, ele não voltou a andar, mas a paixão pelo Coritiba só cresceu.

“Não sei dizer o quanto o Coritiba é importante para mim. Ele me faz superar barreiras. É isso que me move”, conta o aposentado, que normalmente vai aos jogos com a esposa Solange, a filha Maikelly e o filho Jairton Júnior, mas tem de programar as vindas a capital com antecedência.

“A dificuldade é grande para vir de Guaratuba, tem o lado financeiro que também pesa, o transporte... Gostaria de vir em todos os jogos, mas não dá”, explica o amuleto coxa-branca.

No ano passado, Jairton viajou 600 km até Itú, no Interior Paulista, para ver o time do coração derrotar o São Paulo por 1 a 0 e escapar do rebaixamento. Antes do duelo decisivo, ele se encontrou com o elenco após um treino para passar uma mensagem de motivação.

“Levei um cartaz de apoio em um jogo e uma pessoa fez o contato com o clube. Fui em um treino, passei falei aos jogadores que acreditava neles, que eles iriam sair daquela situação. Falei com o Tcheco, com o Alex, que me deu uma camisa...”, recorda Jairton.

Quase um ano depois, o Coritiba briga novamente contra o descenso. A esperança do aposentado louco pelo time, no entanto, não acaba.

“Se eles acreditarem que vão sair dessa situação ruim como nós, torcedores, vão escapar do rebaixamento, que é nosso objetivo”, termina o amuleto.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE