Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Leitura

Escola pública joga no lixo 150 livros doados

Escola municipal no Uberaba pede de volta livros descartados, depois de procurada pela reportagem

  • Aline Peres
Indignação: estudante de Direito Josivânia Rorim, 34 anos, resolveu recolher as obras descartadas e doá-las |
Indignação: estudante de Direito Josivânia Rorim, 34 anos, resolveu recolher as obras descartadas e doá-las
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Cerca de 150 livros didáticos e de literatura encontrados na lixeira da Escola Municipal Donatila Caron dos Anjos, em caixas de papelão e sacos pretos, ontem pela manhã, no bairro Uberaba, em Curitiba, causaram confusão. O material foi coletado e enviado à doação. Uma hora depois que a reportagem entrou em contato com a Secretaria Municipal de Educação, a escola resolveu pedir os livros de volta. A justificativa é que o descarte fora feito por engano.

Por volta das 11h15 de ontem, a estudante de Direito Josivânia Rorim, 34 anos, encontrou o material na lixeira da escola. Depois que confirmou com uma funcionária o descarte, ela resolveu levar as duas caixas de papelão e os três sacos de lixo para casa. À tarde, a estudante entregou as 156 obras – na maior parte livros didáticos de inglês, português, ciência e história, além de livros de Jorge Amado e Mário de Andrade –, ao Centro de Con­vivência do Templo Batista (Ce­­com), no mesmo bairro.

Por coincidência, as 80 crianças entre 5 e 13 anos atendidas pela instituição, no período do contraturno, são na grande maioria provenientes da escola municipal on­­de os livros foram encontrados. “Se eles não usam lá, aqui é fundamental”, afirmou o coordenador do projeto, Cesar Hen­ning, 40 anos, lembrando que o material didático é usado nas aulas de reforço.

Em menos de uma hora, após contato da reportagem com a Secretaria Municipal de Educação, a diretora da escola, Cristina Fiorillo, pediu a devolução dos livros. Em nota enviada por e-mail, a pasta informou que as escolas da Rede Municipal de Ensino não têm autorização para jogar livros no lixo. No caso específico, o fato aconteceu por engano e deverá ser investigado.

Ao ser ouvida pela reportagem, Cristina informou que o material foi deixado no lixo sem a autorização da direção. Os livros foram recebidos em doação há poucos dias, e, por falta de tempo, não tinham sido organizados.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE