Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

lixo vegetal

Saiba como descartar galhos e troncos corretamente

Agendamento em Curitiba pode ser feito pela Central 156, mas há limite mensal de coleta e necessidade de acondicionar os rejeitos corretamente

  • Rosana Felix
Estação de Sustentabilidade da Vila Verde recebe  lixo vegetal | Everson Bressan/SMCS
Estação de Sustentabilidade da Vila Verde recebe lixo vegetal Everson Bressan/SMCS
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A Prefeitura de Curitiba faz a coleta de lixo vegetal regularmente, mas os cidadãos interessados precisam fazer o agendamento e seguir algumas regras para usar o serviço. Não é permitido o descarte, mesmo que sejam galhos, troncos e folhas, em qualquer terreno. Na semana passada, o Conselho Nacional de Justiça abriu investigação para apurar o envolvimento de um magistrado do Paraná em um caso em que teria ocorrido despejo irregular e se houve abuso de autoridade na ocasião.

A coleta de lixo vegetal é bastante demandada pela população. Segundo os dados da Central de Serviços 156 da prefeitura, esse serviço representou 6% dos contatos feitos entre fevereiro e abril deste ano.

Com exceção da região central, a coleta nos bairros é semanal, conforme uma programação fixa. (Confira o cronograma abaixo). A Secretaria do Meio Ambiente orienta aos cidadãos a seguirem a tabela. Se um morador do Cabral, por exemplo, pedir a coleta na terça-feira, ela só será feita na segunda-feira seguinte, conforme programado.

Há um limite máximo por residência coletado pela prefeitura. Em relação ao lixo vegetal, é permitido o descarte ao equivalente a 10 carrinhos de mão por mês. A prefeitura também coleta caliças e entulhos. Neste caso, o limite é equivalente a 5 carrinhos de mão por mês. Só é retirado o lixo devidamente ensacado. Quem produz lixo acima dessa quantidade precisa contratar um serviço particular de caçambas.

Outra opção é levar o lixo vegetal ou os entulhos para as Estações de Sustentabilidade Tipo 2. Por enquanto, há três delas na cidade: uma na Cidade Industrial (Rua Orestes Thá com Rua Desembargador Cid Campelo); outra na Vila Verde (Rua Lydio Paulo Bettega esquina com a Rua Marco Campos) e no Sítio Cercado (Rua Guaçui).

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Vida e Cidadania

PUBLICIDADE