Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Trabalho continua no fim de semana em Cascavel. Produtores lançam sementes do solo à espera de 20 milímetros de chuva. | Fotos: Hugo Harada/gazeta Do Povo
Trabalho continua no fim de semana em Cascavel. Produtores lançam sementes do solo à espera de 20 milímetros de chuva.| Foto: Fotos: Hugo Harada/gazeta Do Povo

As últimas áreas ainda não semeadas nesta safra de verão na Região Oeste do Paraná estão sendo percorridas pelas plantadeiras num trabalho que não para mesmo no fim de semana. Em Cascavel, os produtores aproveitam a previsão de 20 milímetros de chuva, que deve se concretizar entre hoje e amanhã. Depois disso, terão apenas uma semana de sol antes que chuvas mais intensas e contínuos cheguem no início de novembro.

A Expedição Safra Gazeta do Povo apurou que a preocupação com a seca registrada na Região Norte não atinge o Oeste, que abriu o plantio nacional em meados de setembro. As lavouras sentiram o calor e o tempo seco das últimas semanas, mas preservam potencial de produtividade, de acordo com técnicos e produtores.

A estimativa é de uma safra cheia no corredor produtivo que envolve também a região de Toledo. A soja se manteve como principal aposta (chegando a 1 milhão de hectares, 20% da área estadual) e reduziu a já limitada área de milho, cada vez menor no verão (agora com 35 mil hectares). A região passa a produzir cereal praticamente só no ciclo de inverno.

A partir desta segunda-feira, a Expedição Safra percorre o Leste do Paraguai, onde estão concentradas as lavouras de grãos do país. As visitas de campo e os encontros com produtores devem mobilizar cerca de 500 pessoas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]