Produtor rural, Jay Wilde se tornou vegetariano há 25  anos e passou a vender apenas carne orgânica | Jay Wildel/Arquivo Pessoal
Produtor rural, Jay Wilde se tornou vegetariano há 25 anos e passou a vender apenas carne orgânica| Foto: Jay Wildel/Arquivo Pessoal

Jay Wilde, um produtor rural de Ashbourne, na região de Derbyshire, na Inglaterra, se arrependeu de seu “ganha pão” diário e enviou 63 cabeças de gado a um centro de resgate animal por não querer que os bovinos fossem enviados ao abate, informou neste mês a rede britânica BBC.

Com 59 anos, Wilde se tornou vegetariano há 25 e passou a vender apenas carne orgânica desde que seu pai faleceu, em 2011, quando assumiu os negócios da família. Neste ano, contudo, ele cansou do trabalho por pena dos animais. “Vacas têm memórias e emoções, elas formam relacionamentos. Até mesmo já as vi chorar”, afirma.

A decisão não foi apoiada pelo resto da família. O cunhado, por exemplo, considerou a decisão insana, pois os animais valeriam £40 mil (R$ 170 mil) no mercado. Ele também acha que foi falta de imaginação que o produtor não tenha mudado antes sua atividade para a agricultura.

Os animais foram enviados ao Hillside Animal Sanctuary, que informou à BBC que 30 das vacas estão grávidas e que mães e filhos, a partir de agora, serão criados como animais domésticos.

Fundadora do santuário, Wendy Valentine afirma ainda que essa não é a primeira vez que isso acontece. Ele conta que um casal não queria continuar com a produção leiteira e, com a ajuda da entidade, passou a criar os animais como se fossem de estimação.

Agora, Jay Wilde está recomeçando os negócios. Ele abriu mercado de comida orgânica vegana, produzida sem o uso de produtos animais ou fertilizantes.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]