i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
carne fraca

Segundo maior mercado do Brasil, Hong Kong volta a importar carne do país; veja a lista de embargos

Esse é o segundo maior mercado para carne e derivados do País, com importações de US$ 1,5 bilhão no ano passado

    • Estadão Conteúdo
    • 28/03/2017 11:11
    A reabertura do mercado era esperada depois que a China retomou suas compras do Brasil, no último sábado (25). | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
    A reabertura do mercado era esperada depois que a China retomou suas compras do Brasil, no último sábado (25).| Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

    O Ministério da Agricultura informou nesta terça-feira (28) que Hong Kong reabriu as importações de carne brasileira de forma imediata. O país havia bloqueado totalmente a compra de carne nacional, independentemente do frigorífico. De acordo com o Centro de Segurança Alimentar do país (CFS, na sigla em inglês), em nota divulgada pelo Ministério da Agricultura (Mapa).

    O documento diz que, “em resposta às últimas informações fornecidas pelas autoridades brasileiras e ao controle estrito do seu sistema de segurança alimentar”, decidiu-se ajustar a restrição às importações do produto brasileiro, limitando-a à carne de frango, congelada e refrigerada, das 21 plantas que foram alvo da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal. “Se as autoridades brasileiras fornecerem mais informações das 21 plantas, o centro conduzirá uma reavaliação”, acrescenta ou documento.

    O governo de Hong Kong informa que recebeu informações sobre as fiscalizações realizadas pelo governo brasileiro após a operação policial, e sobre medidas adotadas com o intuito de assegurar o bom funcionamento do sistema.

    O Mapa afirmou, ainda, que os 21 estabelecimentos sob investigação foram alvo de uma auditoria e disse que não há indícios de que outros frigoríficos autorizados a exportar estejam envolvidos irregularidades. O governo brasileiro argumentou também que outros países e blocos econômicos continuaram importando a carne brasileira. As autoridades de Hong Kong, informa a nota, realizaram testes em 66 amostras de carne brasileira que chegaram ao país.

    Hong Kong é o segundo maior mercado para carne e derivados do país, com importações de US$ 1,5 bilhão no ano passado. A reabertura do mercado era esperada depois que a China retomou suas compras do Brasil, no último sábado (25). A Pasta deverá detalhar os termos da reabertura.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

      Receba Nossas Notícias

      Receba nossas newsletters

      Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

      Receba nossas notícias no celular

      WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

      Comentários [ 0 ]

      O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.